Minha conta
    Super Drags: Crítica da primeira temporada
    Por Katiúscia Vianna — 9 de nov. de 2018 às 15:39

    Os haters que reclamem, pois a animação é um close certo!

    Nota: 4,0 / 5,0

    Desde o momento que a Netflix anunciou a produção de uma série animada sobre heroínas drag queens, a polêmica estava declarada. Alguns pediatras e políticos manifestaram repúdio ao projeto, mas o serviço de streaming fez questão de explicar como Super Drags não é para crianças. E isso fica bem claro desde a primeira cena...

    Criada por Anderson MahanskiFernando Mendonça e Paulo Lescaut, a trama acompanha as aventuras de Donizete, Patrick e Ralph, que se transformam em Scarlet Carmesin, Lemon Chifon e Safira Cyan — poderosas drag queens que protegem a comunidade LGBT com muito humor. Desde o piloto, já dá para perceber que essas protagonistas estão longe de serem modelos exemplares de heroínas. Estamos diante de personagens cercadas por situações politicamente incorretas, imagens explícitas e piadas sexuais (algumas bem desnecessárias). 

    Logo, é burrice pensar que tal atração foi destinada para o público infantil. Super Drags surge para se comunicar com o povo da internet, fazendo várias referências com a cultura LGBT, brincando com elementos da sociedade brasileira e espalhando representatividade através da zoeira. Como esperado, a série começa bem introdutória e com um humor quase bobo, até que, aos poucos, traz umas críticas bem bacanas sobre homofobia, mídia e os padrões estéticos da sociedade. Por ter apenas cinco episódios, não aprofunda muito nessas questões, mas já passa sua mensagem (e não se torna cansativa!). Um dos grandes arcos da animação envolve um grupo religioso extremista promovendo a "cura gay". Vai causar polêmica. Vai incomodar muita gente. Mas é hilário.  

    O lado técnico do show também traz alguns detalhes bem interessantes. Um dos acertos é ver como os looks (e poderes) das protagonistas combinam com suas personalidades. Além disso, certas escolhas demonstram como se trata de uma inusitada paródia de outros desenhos famosos. Fãs vão perceber inspirações visuais em As Meninas Superpoderosas, Sailor MoonTrês Espiãs Demais e até Power Rangers — só que com uma temática nada infantil, é claro. A ideia é simplesmente aproveitar o formato animado para criar cenas bem insanas e piadas para adultos. Não há nada errado com isso.

    Por sua vez, o roteiro afiado cai como uma luva para os dubladores. Os três protagonistas fazem ótimas performances, mas o destaque fica com Fernando Mendonça (também criador e diretor da obra), bem confortável dando voz hilária para Scarlet, que certamente vai se tornar meme. Pabllo Vittar consegue se dar bem como a cantora Goldiva, enquanto Silvetty Montilla brilha e diverte no papel de Vedete Champagne.

    Resumindo, Super Drags é uma boa pedida para você que deseja distrair a mente ou simplesmente rir com os amigos. É close certo!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Questão
      Só uma coisa... que bosta!
    • Luís Guilherme Rocha Ribeiro
      Kkkk eu assisti e a série é muuuiiito engraçada. A criatividade usada nas falas, na personalidade dos personagens, as referências, tudo é usado de forma muito cômica e bem encaixada. Recomendo a pessoas de mente aberta que não têm preconceitos pois é uma boa fonte de diversão. Aguardando a segunda temporada
    • Danilo
      Quanto ao mimimi, acho totalmente desnecessário, a série não ocupa sequer uma grade fixa. Assiste quem quiser!!!
    • Ricardo Fortes
      Você assistiu?
    • comunista
      lixo!!!!!!
    • Henrique Almeida
      Gente, a série é interessante para se pensar nossos estigmas que costumam ser produzidos entre nós e nossas companheiras lésbicas da comunidade LGBTTQI+. Contudo, o desenho é permeado de racismo e objetificação do corpo negro enquanto corpo que possivelmente é dono de um falo de 24cm ou mais. Não é uma crítica à série e sim aos estereótipos produzidos para além da crítica que o desenho busca apresentar.Uma outra questão pertinente é o fato de que nem todos, principalmente LGBTTQI+ irão compreender as narrativas e problemáticas sociais e subjetivas nos guetos/grupos/comunidades, pois a violência costuma camuflar nos sujeitos ao ponto de ninguém se enxergar enquanto praticantes destas, que nos leva ao estigma e exclusão.
    • Renné Silva
      Clooooose nas joias, querid@s, que as #Superdrags estão chegando pra salvar seu dia.E pra os haters, deixo a Scarlet responder por mim.Vrááááá se lascaaaar! kkkkkkkkk!
    • Raul
      Na boa? essa série ta ganhando mais pelo mimimi, choradeira e barulho que as pessoas tão fazendo que por qualidade.... Gosto de desenho bizarro e tosco, mas esse é só isso.. só bizarro e tosco... Não é pq é uma serie de travesti que tudo que conseguem precisa parecer uma piroca (explosão, nuvem, tubo de transporte, etc...) ... O humor só é tosco... como a heroina se proteger com uma camisinha de campo de força e sair voando pra cima cima da vilã, que vira, pega a heroína com a buceta , da uma remexida, e lança ela longe com a frase pompoarismo.... Os personagens são caricaturas, as situações manjadas e cheias de clichês, os vilões são sem inspiração... um é um Hitler religioso, o outro parece a vila da pequena sereia, só que sem os tentáculos. Um momento ou outro tem uma certa graça... mas no geral, medíocre me parece correto.Nota: essa avaliação é meu ponto de vista, unica e exclusivamente... Não precisa pensar como eu.... Comentários construtivos são sempre bem vindos, mas realmente não me importo com mimimi...
    • Taian Lima
      Quem é pai/mãe e não consegue saber o que o filho menor de 16 ta fazendo, não é lá um grande exemplo de pais não é? auhauhsuahs Eu gostaria que homofobia acabasse, como pode ver nenhum de nós tem o que quer. Tenha uma boa vida.
    • Diário Gay do Diego
      Close certíssimo, AMEI! 💖😘😍
    • Antônia
      queria entender a lógica cheia de contradições desse povo preconceituoso, como o senhor.. falemos apenas da netflix.. que tem várias séries para adultos no catálogo que criança nunca deveria passar perto com extrema violência, mortes, estupros, drogas etc... já viu narcos??? quem controla isto para criança nao assistir? --- os responsáveis!Em particular, existem vários desenhos exclusivamente para adultos, alguns originais da netflix -- BoJack Horseman é um exemplo... engraçado que nao vi nenhum defensor dos morais e bons costumes falar dessa série.. já assistiu? tem aborto etc.. se os pais nao tem controle sobre o que os filhos veem nao é culpa de um canal que explicitamente coloca que um dado programa é para adultos --- é dos pais.. e isto nao vale somente para super drags, vale para qualquer conteúdo impróprio para crianças.. abre o olho, meu caro.. seus filhos estao vendo um adulto cheirar coca o tempo inteiro, estuprar uma criança dentre outras coisas -- em um desses séries aí que vc nao protestou nada.. e daqui a pouco ele pode achar normal, nao?
    • joao
      Senha no perfil dos pais e Netflix Kids tá aí pra isso né sua anta. Sério, não é possível que alguém seja tão ignorante.
    • Demônio no Corpo
      Amigo, se você não consegue impedir o seu filho de ver um desenho para adultos, então também não consegue impedir que ele veja pornografia, violência extrema, imagens de drogas... Aí o problema não está na série, mas em você que é um pai tosco mesmo. Mas você não protesta contra a existência de violência e pornografia para adultos, né? ;-) O seu problema é só com LGBTs mesmo. O nome disso é LGBTfobia, aliás.
    • Daniel Andrade
      kkkkkkkkkk me divertir assistindo desenho gay na netflix? HUEHUHUAEHUAEHUAEHUE prefiro ver noticias sobre o jean willys, o pablo vittar, a lacradora da anitta, a thamy gheaygaehhauehauehuae muito melhor do que assistir um desenho feito especialmente para gay, e nao venha com essa historia que não é para criança, pois quem é PAI OU MÃE sabe que nem sempre dá para ficar de olho 24 horas no filho(a), então eventualmente uma hora sem permissão dos pais ele vai assistir, enfim, estamos em uma democracia, apenas eu gostaria que a comunidade lgbt parasse de bombardear as crianças com essas mensagens, com tantas cenas gays etc....
    • Jonathan Kennedy
      Mesma coisa também fizeram com a crítica do Capitão América guerra civil só elogios e não vi nenhuma crítica nenhuma reclamação sobre o filme e deram nota 4 de 5.
    • Yuuna Ryuu
      minha favorita é a scarlet e a de vcs?
    • Melficeee
      Podiam colocar o Jean Wyllys como o vilão
    • Vidamell Vida R.
      hmm....
    • Adriano Balu
      Pois é, vi a nota e fiquei procurando no texto qual o problema mas não disseram...Parece jurado da Dança dos Famosos no Faustão: foi maravilhoso, lindo, espetacular, nota 2.
    • Dion
      A nota é 4.0/5.0, não foi falado em quê peca a animação, qual foi o erro em aspecto técnico pra receber a note que foi dada. só foi ditas coisas boa no texto. Era pra ser 5.0/5.0 então.
    Mostrar comentários
    Back to Top