Minha conta
    O que se come no universo de Pokémon?
    27 de nov. de 2022 às 19:00
    Diego Souza Carlos
    Apaixonado por cultura pop, latinidades e karê, Diego ama as surpresas de Jordan Peele, Guillermo del Toro e Anna Muylaert. Entusiasta do MCU, se aventura em estudar e falar sobre cinema, TV e games.

    Entenda como funcionam os cardápios da franquia.

    Os diferentes universos apresentados na cultura pop normalmente seguem uma importante regra: dedicar-se na construção do que se vê, joga ou lê para que a audiência se relacione de forma intensa e mergulhe na história sem distrações. Parte dessa estruturação está na forma como os personagens se relacionam ou agem, nos ambientes apresentados, nas cores e na comida.

    Este último tópico é facilmente um dos pontos mais divertidos para um diretor ou escritor, criar através de uma mídia imagens ou descrições de alimentos deliciosos, deixando a audiência automaticamente com água na boca.

    Trem-Bala: Filme de ação estrelado por Brad Pitt tem inspiração inusitada em Pokémon; entenda

    Parte dessa imersão nem sempre gera uma simples pergunta, "de onde essa comida veio?", já que nem sempre tais elementos são tão importantes para a história. Porém, quando se consome uma produção por muitos anos - décadas, por exemplo - algumas coisas começam a ser colocadas em cheque.

    Pensando nisso, é muito provável que a maioria das pessoas que acompanha as jornadas de Ash Ketchum ou tem se divertido com os recém-lançados Scarlet & Violet já tenha se perguntado: o que os humanos comem no universo de Pokémon? Vamos entender os cardápios da franquia.

    O que se come no universo de Pokémon?

    Reprodução

    Não é nenhuma novidade que os humanos comem Pokémon no universo criado no final dos anos 1990, seja nos jogos, nos animes ou nos mangás. O curioso fato está em quais espécieis normalmente tem este fatídico destino de ir parar no prato de Ash e seus companheiros. É claro que o menu não é tomado apenas por proteínas, mas também há sempre outras opções, como ovos e saladas.

    Algumas evidências não estão, necessariamente, escondidas nessas produções. Em um episódio da série veiculada há duas décadas, a Equipe Rocket e o grupo de protagonistas, presos e morrendo de fome, pensam num Magikarp fatiado pronto para degustação. Aparentemente, os que não se transformam em Gyarados vão para a mesa de jantar.

    Reprodução

    Em outros casos, certos detalhes são expostos justamente para que a história se desenrole. Em Pokémon Gold & Silver, a Equipe Rocket cortava caudas de Slowpoke em Azalea Town. Supostamente, os membros eram deliciosos. Kurt, um expert em pokébolas e protetor da espécie, decide acabar com a vilania dos antagonistas.

    Artista produz versões realistas de Digimons no mundo selvagem

    Em situações bem mais diretas, o sabor dos bichinhos é atribuído às características principais de determinada espécie. Barraskewda e Appletun têm "a carne surpreendentemente saborosa" e a "pele do dorso é especialmente gostosa", respectivamente. As informações estão nos últimos games lançados.

    Reprodução

    Em Pokémon Sword & Shield, por exemplo, comer ou cozinhar faz parte da jogabilidade. Os jogadores podem fazer Spicy Sausage Curry, mas mal sabem de onde vem parte dos ingredientes. Esse é um mistério que dificilmente será solucionado, apenas saboreado.

    Por fim, vale notar também que a maioria dos Pokémon que integram o cardápio vem das águas. A lista inclui Kingler/Krabby, Sharpedo, Crabrawler, Basculin e Crawdaunt.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top