Minha conta
    A Tragédia de Macbeth: Filme de Joel Coen mistura Shakespeare com um perturbador suspense
    14 de jan. de 2022 às 13:45
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator | Crítico
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    Estreando hoje na Apple TV+, o Irmão Coen adaptou para o cinema uma tragédia shakespeariana com fama de amaldiçoada.

    Desde 1606, um dos escritos mais famosos de William Shakespeare, Macbeth, vem sendo adaptado para as mais diversas mídias, transmitindo as palavras de um dos escritores mais conceituados da história. Seja no teatro, TV ou cinema, a obra do dramaturgo britânico continua a viver, contribuindo para que seu nome ecoe através dos séculos.

    E como o que é bom normalmente perdura, nesta sexta-feira (14), mais uma versão da produção entra para a extensa lista de adaptações shakespearianas, desta vez, sob a direção de Joel Coen e disponível no catálogo do Apple TV+. Em A Tragédia de Macbeth, o cineasta entrega uma mistura do escritor inglês com tons soturnos, apresentando, através de nuances de suspense, um enredo que fala sobre medo, paranoia e arrependimento.

    Na trama, seguimos a história de Lorde Macbeth, um guerreiro que está voltando vitorioso de uma guerra. Quando três bruxas o abordam com a revelação futura de que ele será o próximo rei da Escócia, Macbeth se vê perplexo, compartilhando a previsão com a esposa. Tentados pelas palavras das feiticeiras, eles passam a planejar o assassinato do rei, para assim garantir o reinado previsto. Porém, como o próprio nome sugere, a obra é uma tragédia.

    A Tragédia de Macbeth
    A Tragédia de Macbeth
    Data de lançamento 14 de janeiro de 2022 | 1h 45min
    Criador(es): Joel Coen
    Com Denzel Washington, Frances McDormand, Alex Hassell, Bertie Carvel, Brendan Gleeson
    Usuários
    3,3
    Adaptações de livros: Quais deram certo nos cinemas?
    JOEL COEN DEU UM TOM MAIS OBSCURO AO FILME

    Se a produção é conhecida por existir na forma de dezenas de adaptações, por meio das mãos do diretor Joel Coen, definitivamente, ela se apresenta sob uma de suas maneiras mais singulares. Conceitualmente, o cineasta procura transmitir a sensação do espectador estar assistindo a uma peça de teatro, apostando em cenários minimalistas, uma iluminação que lembra produções de palco e até um formato 4:3 de tela — diferente do usual widescreen, em 16:9.

    Além disso, vale a pena ressaltar a ambientação desconfortável criada pelo diretor, estabelecida em cima de uma fotografia em preto e branco, closes faciais perturbadores e efeitos sonoros propositadamente repetitivos, mantendo uma atmosfera persistente de que algo está sempre errado e lembrando um pouco o cinema expressionista alemão.

    Desta vez sem o fiel escudeiro e irmão Ethan Coen, Joel, que é responsável por produções como Queime Depois de LerO Grande Lebowski e Onde os Fracos Não Têm Vez, procura se reinventar, deixando de lado o conhecido — e excelente — humor ácido, para apresentar um dos trabalhos mais sólidos de sua carreira.

    QUEM ESTÁ NO ELENCO DE A TRAGÉDIA DE MACBETH?

    Além do precioso trabalho de direção, o elenco parece ter sido escolhido a dedo. Denzel Washington e Frances McDormand interpretam Lorde e Lady Macbeth, respectivamente, em papéis protagonistas que lhes caíram como uma luva.

    Fora os dois, o longa ainda conta com os atores Alex HassellBertie CarvelHarry Melling (lembra dele em Harry Potter?), Brendan GleesonCorey Hawkins e Moses Ingram.

    Apesar de estar chegando hoje ao Apple TV+, o longa-metragem também foi distribuído nos cinemas internacionais, no ano passado, pela produtora A24, um dos estúdios mais influentes da atualidade. Com grandes produções no currículo, como HereditárioMidsommarA BruxaO FarolSaint Maud e Minari, mais um grande título é atrelado ao nome da empresa, que vem colecionando excelentes obras nos últimos anos.

    Conheça os filmes e séries do Apple TV+
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top