Minha conta
    Meu Corpo é Político: A diretora Alice Riff fala sobre o retrato da militância LGBT negra nas periferias (Exclusivo)
    Por Bruno Carmelo — 25 de nov. de 2017 às 09:12

    Muitos corpos, muitas identidades.

    Existem vivências muito diferentes dentro da comunidade LGBT. O documentário Meu Corpo é Político destaca a rotina de homens e mulheres transexuais, especialmente negros e moradores das periferias de grandes cidades.

    O resultado é um painel diversificado sobre quatro pessoas que superam dificuldades para terem trabalhos fixos e laços afetivos como quaisquer cidadãos cisgêneros. O aspecto mais interessante do projeto é a simplicidade destes cotidianos, de fácil identificação com o público e muito distante dos clichês exóticos atribuídos por parte da sociedade aos indivíduos trans. A intenção, como diz a diretora Alice Riff, é conquistar espaços.

    O AdoroCinema conversou com a cineasta sobre o projeto, premiado nos festivais Olhar de Cinema, BAFICI e Cinéma du Réel. Meu Corpo é Político estreia nos cinemas dia 30 de novembro.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top