Minha conta
    MyFrenchFilmFestival: Festival de cinema francês online traz quase 30 filmes de graça
    Por João Vitor Figueira — 13 de jan. de 2017 às 18:30

    Organização divulgou os longas e curtas-metragens que integram a sétima edição do festival.

    O cinema francês ocupa um lugar de destaque no cenário europeu e mundial graças a movimentos revolucionários como a Nouvelle Vague (que tem em François Truffaut e Jean-Luc Godard seus nomes de referência); obras-primas como A Grande Ilusão (1937), de Jean Renoir, clássico do cinema humanista anti-guerra; contestadoras obras contemporâneas como O Ódio (1995); e filmes que caíram na graça do grande público mundial como O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001) e Intocáveis (2011).

    Com o objetivo de celebrar novos olhares do cinema em língua francesa, o MyFrenchFilmFestival, um festival de cinema online, chega a sua sétima edição em 2017 e a partir desta sexta-feira (13) espectadores de todo o mundo poderão assistir a quase 30 filmes sem sair de casa.

    Bang Gang (Une Histoire D'Amour Moderne), de Eva Husson

    Os filmes podem ser acessados no site oficial do festival. A grande notícia para os cinéfilos brasileiros é que o MyFrenchFilmFestival é totalmente gratuito no Brasil, assim como em toda a América Latina, África, Índia, Polônia, Romênia e Rússia.

    Ao todo, foram selecionados 10 longas e 10 curtas para as mostras competitivas dedicadas a cada formato. Há ainda a inclusão de 3 longas e 6 curtas fora de competição. 

    A seleção das produções foi dividida em eixos temáticos "que refletem a diversidade do cinema francês contemporâneo", de acordo com a organização do festival. Assim, estão agrupados filmes sobre questões femininas (A Woman’s Life), filmes sobre a transição da infância para a vida adulta (Coming of Age), filmes sobre personagens atormentados (Psycho), filmes que abordam relações familiares (We Are Family) e filmes sobre relações afetivas (Love & Friendship).

    Violence en Réunion, de Karim Boukercha

    Entre os destaques da mostra competitiva estão o drama Bang Gang (Une Histoire D'Amour Moderne), que apresenta um retrato das descobertas de sexualidade na adolescência; o drama romântico Marguerite & Julien: Um Amor Proibido, trágica história de amor entre dois irmãos exibida no Festival de Cannes de 2015; o drama familiar Préjudice, com Nathalie Baye no elenco; e o curta-metragem Violence en Réunion, estrelado por Vincent Cassel.

    Há ainda a mostra Midnight Screenings, dedicada a filmes mais controversos focados em temáticas sexuais e violentas, e a presença de clássicos como o fundamental Cléo de 5 à 7 (1962), da cineasta Agnès Varda, uma das obras mais importantes da Nouvelle Vague. O curta 4XD - Françoise Dorléac (1964), dirigido pelo escritor Philippe Labro, está presente na seleção para homenagear a atriz Françoise Dorléac, cuja morte completa 50 anos em 2017. Catherine Deneuve, irmã de Dorléac, também está no curta.

    Cléo das 5 às 7, de Agnès Varda

    O diretor Pablo Trapero é o presidente do júri da 7ª edição do MyFrenchFilmFestival e vai ajudar a eleger ao lado dos cineastas Bertrand Bonello, Rebecca ZlotowskiFabrice Du Welz e Shlomi Elkabetz o melhor filme desta edição do festival.

    "Minha relação com o cinema francês começou muito antes de me tornar um cineasta. Eu sempre fui um admirador de sua qualidade, sua diversidade e sua forma de contar histórias. Esta é, sem dúvidas, uma de minhas maiores influências", disse Trapero em comunicado oficial. O diretor é figura frequente no Festival de Cannes onde já concorreu à Palma de Ouro por Leonera (2008). "É uma honra ser o presidente do júri. Será um prazer assistir todos esses filmes e ter o privilégio de compartilhar esta experiência com os outros membros do júri de diretores", completou o cineasta argentino responsável por Elefante Branco (2012), O Clã (2015) e Abutres (2010).

    Coming Of Age


    We Are Family


    Love and Friendship


    Psycho

    A Woman's Life

    • Je Suis à Vous Tout de Suite, de Baya Kasmi - Longa-metragem em competição
    • Cléo Das 5 Às 7, de Agnès Varda - Longa-metragem fora de competição (clássico)
    • La Chair et les Volcans, de Clémence Demesme - Curta-metragem em competição
    • Un Grand Silence, de Julie Gourdain - Curta-metragem em competição
    • Maman(s), de Maïmouna Doucouré - Curta-metragem em competição
    • 4XD - Françoise Dorléac, de Philippe Labro - Curta metragem fora de competição (clássico)

    Midnight Screenings

    • À La Recherche de L'Ultra-Sex, de Nicolas Charlet e Bruno Lavaine - Curta-metragem fora de competição
    • Une Formalité, de Pierre-Marc Drouin e Simon Lamarre-Ledoux - Curta-metragem fora de competição
    • Le Plombier, de Méryl Fortunat-Rossi e Xavier Seron - Curta-metragem fora de competição
    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top