Minha conta
    A Cidade Onde Envelheço vence o Festival de Brasília
    Por Francisco Russo — 28 de set. de 2016 às 07:41

    Coprodução com Portugal levou quatro prêmios para casa.

    Junior Aragão

    Em meio à expectativa em torno da possível premiação de Martírio, documentário sobre a questão indígena aclamado pelo público, quem levou a melhor foi uma coprodução entre Brasil e Portugal rodada em Belo Horizonte. A Cidade Onde Envelheço, novo trabalho da diretora Marília Rocha, foi o grande vencedor do 49º Festival de Brasília, com quatro estatutas: filme, direção, atriz e ator coadjuvante. A cerimônia de premiação foi tipicamente pernambucana, graças à exibição da cópia restaurada de Baile Perfumado, em comemoração aos 20 anos de sua vitória no próprio Festival de Brasília. Os diretores Lírio FerreiraPaulo Caldas estiveram presentes e relembraram a importância do longa-metragem para toda uma geração de cineastas pernambucanos que estaria por vir, como Cláudio Assis (Amarelo Manga), Marcelo Gomes (Cinema, Aspirina e Urubus), Kleber Mendonça Filho (Aquarius) e Gabriel Mascaro (Boi Neon). A Orquetra Popular Marafreboi ainda fez apresentações, antes e depois da exibição, ao som de "A Praieira", de Chico Science, e da música-tema do próprio filme. Outro destaque da noite foi a entrega da medalha Paulo Emílio Salles Gomes a Jean-Claude Bernardet, pelos serviços prestados ao cinema. Aplaudido de pé, o crítico e ator agradeceu a premiação: "Esta medalha resume minha vida. Porque ela começou realmente quando encontrei em 1958, na Cinemateca Brasileira". Bernardet aproveitou a oportunidade para denunciar os problemas financeiros enfrentados pela Cinemateca e, mais uma vez, protestar contra o governo Temer: "Estamos dentro de uma bolha, uma realidade lá fora nos oprime. Tem que ser um embrião de manifestação dos profissionais do audiovisual". Confira abaixo a relação completa dos premiados no 49º Festival de Brasília: Mostra Competitiva - Longas: Melhor Filme A Cidade Onde Envelheço Melhor Filme - Júri Popular Martírio Melhor Filme - Júri da Crítica Rifle Prêmio Especial do Júri Martírio Melhor Direção Marília Rocha (A Cidade Onde Envelheço) Melhor Ator Rômulo Braga (Elon Não Acredita na Morte) Melhor Atriz Elizabete Francisca e Francisca Manuel (A Cidade Onde Envelheço) Melhor Ator Coadjuvante Wederson Neguinho (A Cidade Onde Envelheço) Melhor Atriz Coadjuvante Samya De Lavor (O Último Trago) Melhor Roteiro Rifle Melhor Fotografia O Último Trago Melhor Direção de Arte Deserto Melhor Trilha Sonora Vinte Anos Melhor Som Rifle Melhor Montagem O Último Trago Prêmio Conterrâneos Vinte Anos Prêmio Marco Antônio Guimarães Martírio Mostra Competitiva - Curtas: Melhor Filme Quando os Dias Eram Eternos Melhor Filme - Júri Popular Procura-se Irenice Melhor Filme - Júri da Crítica Estado Itinerante Melhor Diretor Felipe Fernandes (O Delírio) Melhor Ator Renato Novaes (Constelações) Melhor Atriz Lira Ribas (Estado itinerante) Melhor Roteiro Felipe Fernandes (O Delírio) Melhor Fotografia Solon Melhor Direção de Arte O Delírio Melhor Trilha Sonora Quando os Dias Eram Eternos Melhor Som Confidente Melhor Montagem Demônia – Melodrama em 3 Atos Prêmio Especial do Júri Estado itinerante Prêmio Canal Brasil Estado Itinerante Mostra Brasília: Melhor Longa-metragem Catadores de História Melhor Longa-metragem - Júri Popular Cora Coralina - Todas as Vidas Melhor Curta-metragem Rosinha Melhor Curta-metragem - Júri Popular Das Raízes às Pontas Melhor Direção Vladimir Carvalho (Cícero Dias, o Compadre de Picasso) Melhor Ator Edu Moraes (A Repartição do Tempo) Melhor Atriz Maria Alice Vergueiro (Rosinha) Melhor Roteiro Cícero Dias, o Compadre de Picasso Melhor Fotografia Catadores de História Melhor Montagem A Repartição do Tempo Melhor Direção de Arte A Repartição do Tempo Melhor Edição de Som Cora Coralina - Todas as Vidas Melhor Trilha Sonora Catadores de História

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top