Minha conta
    Produtor cogita convidar Leonardo DiCaprio para interpretar o poeta persa Rumi em cinebiografia e recebe avalanche de críticas
    Por Taiani Mendes — 9 de jun. de 2016 às 16:09

    Whitewashing.

    Yuriko Nakao / Stringer

    Mais um caso de embranquecimento (whitewashing) está gerando polêmica em Hollywood. Em entrevista ao The Guardian, David Franzoni (roteirista de Gladiador, Amistad e Rei Arthur) revelou que está trabalhando em uma cinebiografia do poeta Rumi e que a ideia dele e do produtor Stephen Joel Brown é ter Leonardo DiCaprio no papel principal e Robert Downey Jr. como Shams de Tabriz, seu mestre e conselheiro.

    Shams nasceu no Azerbaijão e Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Rūmī na província persa de Balkh, atual Afeganistão, mas Franzoni disse que pretende fugir do estereótipo do muçulmano no cinema ocidental, por isso a decisão de fazer um filme sobre o estudioso do século XIII com grandes estrelas de Hollywood. A justificativa não convenceu e a hashtag #RumiWasntWhite (#RumiNãoEraBranco) se espalhou imediatamente. Um abaixo-assinado também está circulando pelas redes sociais.

    Ghost in the Shell, Doutor Estranho, Deuses do Egito, Peter Pan, Sob o Mesmo Céu e Êxodo: Deuses e Reis foram criticados recentemente pela escalação de atores brancos como personagens originalmente de outras raças.

    Com filmagens previstas para o início do ano que vem, a cinebiografia de Rumi vai apresentar suas palavras, além de investigar o encontro com Shams que mudou completamente sua vida. "É um projeto empolgante e desafiador. Rumi é muito popular nos Estados Unidos e o filme o dará um rosto e uma história", completou Franzoni.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top