Meu AdoroCinema
    Rooney Mara diz ter odiado "embranquecer" a personagem indígena Princesa Tigrinha em Peter Pan
    Por João Vitor Figueira — 23 de fev. de 2016 às 18:16

    "Entendo o motivo das pessoas terem se chateado e frustrado", disse a atriz.

    A diversidade (ou falta de) nunca esteve tão em pauta em Hollywood e Rooney Mara se arrepende por ter colaborado com o embranquecimento de uma personagem indígena.

    Em entrevista para o site The Telegraph, a atriz indicada ao Oscar por seu trabalho em Carol disse que odiou ter causado controvérsia quando foi anunciada no papel da Princesa Tigrinha na versão com atores de Peter Pan

    "Eu realmente odiei, odiei, odiei que eu tenha ficado do lado do 'branqueamento' da história do Peter Pan. Eu nunc mais quero ficar desse lado", desabafou. "Entendo o motivo das pessoas terem se chateado e frustrado."

    Mara também disse que gostou de ter atuado no longa-metragem, mas que ele poderia ter trazido pessoas de diferentes etnias. "Se eu acho que todos os quatro principais personagens do elenco deveriam ser brancos, loiros e de olhos azuis? Não. Acredito que eles deveriam ter procurado um elenco com maior diversidade", afirmou.

    Não foram poucos os filmes que já receberam críticas por escalarem atores brancos para papéis que deveriam ter sido entregues a atores de minorias. Dois exemplos recentes foram os filmes Êxodo: Deuses e Reis e o ainda inédito Deuses do Egito.

    Mara também disse que fica preocupada ao expor suas opiniões por temer ser mal-interpretada. "Olha, eu tenho muito a dizer e eu tenho opiniões muito fortes sobre o assunto, mas o tema é muito sensível. Eu não quero reduzir isso", esclareceu. Ela ainda mencionou a polêmica envolvendo o Oscar de 2016, em que, pela segunda vez consecutiva, todos os 20 atores indicados foram brancos. "Isso está se tornando tema de enquetes e ganhando manchetes, mas isso não está abrindo um debate, assim como apontar para as pessoas e tirar seus prêmios dos contextos em que estão inseridos. Eu não quero entrar no debate dessa maneira."

     

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top