Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Cães De Guerra
    Críticas AdoroCinema
    3,0
    Legal
    Cães De Guerra

    Trabalho indigesto

    por Lucas Salgado

    Responsável pela trilogia Se Beber, Não Case!Todd Phillips já provou inúmeras vezes ser capaz de produzir risos. Fez toda sua carreira no mundo das comédias e, mas recentemente, está tentando experimentar com outros gêneros. Cães de Guerra, seu novo projeto, traz muitos elementos do humor, mas não é somente uma comédia. O filme possui características dramáticas.

    Cães de Guerra - FotoEsta dicotomia é interessante, mas exige que o filme se saia bem nos momentos cômicos e também nos dramáticos. E não podemos dizer que isso acontecem em Cães de Guerra. É um bom filme, mas que possuía potencial para ser ainda melhor.

    Baseado em fatos reais, o longa conta a história de David (Miles Teller), um jovem sem muitas pretensões na vida. Ele vive com a namorada e trabalha como massagista. Determinado dia, encontra Efraim (Jonah Hill), um amigo dos tempos do colégio que trabalha vendendo armas para o governo norte-americano. David acaba indo trabalhar com o amigo. Aos poucos, eles transformam este pequeno negócio em uma grande empresa. E acabam se deparando com os males do mundo do tráfico de armas internacional.

    O filme lembra um pouco O Senhor das Armas, com Nicolas Cage, mas é menos sarcástico. E menos fatalista. É uma obra divertida, mas que deixa o gosto de que poderia alçar voo maiores. O drama pessoal e familiar de David não emplaca, por mais que Teller seja um ator talentoso e muito intenso.

    Cães de Guerra - FotoHill, que também já se mostrou um grande ator, fica meio perdido entre o palhaço e o babaca. Ele criou uma risada estranhíssima para Efraim, mas até funciona. Os momentos mais dramáticos, no entanto, soam forçados e pouco envolventes. O elenco conta ainda com as presenças de Ana de ArmasBradley CooperKevin Pollak. Ana, que já havia se destacado em Bata Antes de Entrar, tem a personagem mais rasa da trama. Ela é muito bonita, mas decepciona em boa parte das cenas dramáticas.

    Já Cooper está bem na pele de um traficante de armas internacional. Não chega a ser uma grande atuação, mas cumpre bem o papel de ser um sujeito intimidador e ao mesmo tempo conquistador.

    War Dogs (no original) conta com uma montagem bem problemática. O filme possui algumas cartelas destacando frases que serão ditas em seguida no roteiro. Além de se revelar sem propósito, a técnica acaba produzindo um spoiler da própria obra. Merece destaque, no entanto, a trilha sonora, que vai de Beastie Boys a 50 Cent, passando por Aerosmith, Pitbull, Iggy Pop e Creedence.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • Gustavo Pamplona
      A trilha sonora é o que dá mais emoção a esse filme.
    Mostrar comentários
    Back to Top