Minha conta
    Cortina de Fumaça
    Críticas AdoroCinema
    1,5
    Ruim
    Cortina de Fumaça

    Debate fica na promessa

    por Lucas Salgado

    Não existe nenhuma regra, escrita ou implícita, falando que o cinema, seja ele documental ou de ficção, deve ser sempre imparcial. Isso é mera e estapafúrdia argumentação de quem discorda da visão de determinado filme.

    A produção, no entanto, deve ser sempre honesta com o espectador. E é justamente nisso que peca este Cortina de Fumaça. O documentário já se inicia com uma narração do diretor Rodrigo Mac Niven falando que fez o filme para promover um debate inédito sobre a questão das drogas.

    Ao conferir o longa você percebe que a noção de debate do diretor é totalmente equivocada. Um debate sério pressupõe em SEMPRE se ouvir todos os lados e não apresentar apenas uma vertente da história, que é o que acontece em Cortina de Fumaça. Aqui, assume-se uma posição panfletária cujos argumentos serão todos pró-legalização das drogas, em especial a maconha.

    Como falei inicialmente, se o documentário se assumisse como o portador da opinião pró-drogas não haveria problema, bastava afirmar "este documentário busca contradizer as opiniões dos que defendem a criminalização das drogas". Mas não, ao mesmo tempo que organiza uma "marcha pela maconha" na nossa frente nos diz que está promovendo uma discussão sobre o tema. Exposição de opinião e debate de opiniões são coisas completamente diferentes.

    Apesar da promessa não cumprida de promover um debate, o longa é válido no sentido de apresentar diversos argumentos em prol da legalização da maconha. Neste sentido, é inclusive bem sucedido ao não se ater a um ou dois argumento, buscando os fatores históricos, científicos, sociais e culturais da questão.

    Outro mérito do filme está na escolha dos entrevistados, que também não estão ligados a apenas uma vertente neste problema. O filme ouve especialistas, policiais e políticos de todo o mundo sobre o tema, inclusive o sociólogo e ex-Presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso e o jornalista e Deputado Federal Fernando Gabeira.

    Como podem ver, a produção cobre muito bem um dos lados do problema, pena que se propos a mostrar os dois. O lado que defende a criminalização das drogas, no entanto, ficou perdido, provavelmente atrás de uma cortina de fumaça.

    Quer ver mais críticas?

    Comentários

    • roberto almeida
      Dou nota 9 pro documentário. Muito esclarecedor.
    • Anonima
      Quem escreveu isso é mais um ignorante do assunto, que todos ja sabemos que não vale a pena discutir com manipulados do governo #governolixo #legalizeja Os problemas do mundo não podem ser resolvidos por céticos ou cínicos cujos horizontes são limitados por realidades.Precisamos de homens e mulheres que consigam sonhar com coisas que nunca existiram. John F. KennedyATÉ QUANDO VAI DURAR ESSA GUERRA CONTRA AS DROGAS?? ATÉ QUANDO VAI DURAR ESSES PRESIDIOS LOTADOS?? ATÉ QUANDO AS PESSOAS VÃO SER MANIPULADAS?? ATÉ QUANDO O GOVERNO VAI SE ESCONDER ATRAS DA CORTINA DE FUMAÇA?? #ficaadica beijos queridos :*
    Mostrar comentários
    Back to Top