Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Renato Consorte
    facebookTweet
    Atividades Ator, Assistente de direção
    Nacionalidade Brasileiro
    Nascimento 27 de outubro de 1924 (São Paulo, São Paulo, Brasil)
    Morte 26 de janeiro de 2009 aos 84 anos de idade
    59
    anos de carreira
    42
    filmes e séries lançados

    Biografia

    - Estudou na famosa Caetano de Campos e, já moço, queria fazer medicina, mas foi influenciado por Ibrahin Nobre para fazer Direito. Entrou na Faculdade do Largo de São Francisco. Não terminou jamais a faculdade, pois gostava mesmo era de música, de fazer graça e de se apresentar num palco.- Fez parte da "Caravana Artística XI de Agosto", da faculdade, e viajou por todo o interior cantando e representando.- Conhece Inezita Barroso e passa a frequentar sua casa. Acabou sendo "jubilado" da faculdade, quando já estava no 4º ano. O cunhado dela é Maurício Barroso, que já trabalha no TBC. Este então indica Renato para um teste. Sua estréia acontece em 1949, na peça "A Noite de 16 de Janeiro".- Com forte descendência italiana, torna-se querido dos diretores do TBC, Ruggero Jacobbí e Adolfo Celi, entre outros.- Participa das peças "O Mentiroso", "Seis Personagens à Procura de ...
    Leia Mais

    Filmografia

    Adolfo Celi, um homem entre duas culturas
    Adolfo Celi, um homem entre duas culturas
    Data de lançamento desconhecida
    Bang Bang
    Bang Bang
    Data de lançamento desconhecida
    O Casamento de Romeu e Julieta
    O Casamento de Romeu e Julieta
    18 de março de 2005
    Sábado
    Sábado
    Data de lançamento desconhecida
    Tieta
    Tieta
    14 de agosto de 1989
    Os Trapalhões no Auto da Compadecida
    Os Trapalhões no Auto da Compadecida
    Data de lançamento desconhecida
    Toda a filmografia Melhores filmes / séries

    Fotos

    Comentários
    • Adriana Consorte-Mccrea
      Meu pai, Renato Consorte recebeu o Premio Mambenbe de melhor ator em 1959 pelo espetaculo de mesmo nome, onde atuavam Fernanda Montenegro e Sergio Brito entre outros nomes. Tambem foi premiado noFestival de Brasília, de 1980, com o Candango de melhor ator coadjuvante por“Ato de Violência”, filme de Eduardo Escorel.
    Mostrar comentários
    Back to Top