Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    5 motivos que vão te convencer a ver (ou rever) The Good Doctor
    Por Publieditorial — 6 de jun. de 2019 às 11:50
    facebook Tweet

    A série premiada chega ao GNT pela primeira vez.

    Os anos 2000 foram o ápice dos dramas hospitalares na televisão. Grey's Anatomy, ERHouse são algumas das séries que bombaram durante o início do milênio. Recentemente o gênero voltou com tudo e uma destas novas séries é The Good Doctor, estrelada por Freddie Highmore e criada por David Shore, o mesmo nome por trás de House.

    A série tem um grande diferencial sobre as outras: seu protagonista Shaun Murphy é um jovem cirurgião, que, além de autismo, tem síndrome de Savant e usa seus dons extraordinários para salvar vidas. The Good Doctor lida com o desenvolvimento do personagem com muita delicadeza e honestidade, e não limita seu crescimento pelo diagnóstico. Considerando os diferenciais da série, o AdoroCinema fez uma lista com 5 motivos para assistir à produção, que chega ao GNT dia 17 de junho, às 23h30.


    1. Freddie Highmore está incrível no papel

    Pode até ser possível que você não se lembre, mas Freddie provavelmente fez parte da sua infância. Destacando-se por suas boas atuações desde que era uma criança, ele foi o querido Charlie em A Fantástica Fábrica de Chocolate e continuou com tudo em produções de peso como a aclamada Bates Motel. Em sua carreira é possível também lembrar de sucessos como As Crônicas de Spiderwick e A Bússola de Ouro

    2. A série nos faz abrir os olhos para um tema importante

    Sensível e delicada, The Good Doctor acerta ao falar a respeito de autismo e outras deficiências de maneira natural e inclusiva. Em um mundo no qual os portadores destes transtornos lutam pela normatização e pelo debate do assunto cada vez mais presente, este tipo de abordagem conta como uma grande conquista.

    3. The Good Doctor é baseada em uma série coreana

    The Good Doctor é baseada na série coreana homônima, que fez grande sucesso no país, ganhando um prêmio nacional de dramas para a televisão. A história, criada por Jae-bum Park, tem a mesma base e o nome do personagem principal na versão original, Shi On, que foi a inspiração para o personagem principal da versão americana. Apesar de ser um nome comum nos Estados Unidos, Shaun também é uma transliteração de Shi On.

    4. Flashbacks bem construídos

    Se você é fã incondicional do universo das séries, sabe muito bem do que estamos falando. É extremamente comum presenciarmos flashbacks sendo usados apenas como uma saída fácil para resolver qualquer tipo de situação. Aqui as coisas são diferentes! Utilizando o recurso narrativo para conquistar o espectador sem dar voltas, os diretores e roteiristas planejam os detalhes minuciosamente para que a trama prossiga da melhor maneira sem nunca revelar demais.

    5. O showrunner é o mesmo criador de House

    Essa vai para os entusiastas das séries médicas! Premiada e extremamente querida pelos fãs, House passou oito temporadas desenvolvendo a personalidade de um dos mais famosos doutores da ficção. Mantendo o tempo todo uma média alta entre os críticos. Um ponto de convergência importantíssimo entre House e The Good Doctor é que o showrunner David Shore assina como o responsável pela criação de ambas.

    Para acompanhar os desafios de Shaun, tanto na vida pessoal quanto profissional, é só se planejar. The Good Doctor chega ao GNT dia 17 de junho, às 23h30.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top