Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Por que Amy Adams ainda não ganhou o Oscar?
    Por Katiúscia Vianna — 20 de ago. de 2020 às 15:55
    facebook Tweet

    O AdoroCinema lista cinco vezes que a atriz deveria ter levado a estatueta dourada.

    Sejamos sinceros, o mundo anda meio caótico desde que aconteceu o fato mais esperado da história do Oscar... Leonardo DiCaprio finalmente tem uma estatueta para chamar de sua. Desde então, surgem especulações sobre quem será o novo subestimado a ser protegido pela internet. E, sinceramente, a resposta é uma só: Amy Adams.

    Uma das melhores atrizes de sua geração, ela já foi indicada seis vezes ao prêmio da Academia, mas nunca levou. Mas obras que demonstrem seu talento não faltam. Pelo contrário, Adams sempre é garantia de uma performance boa — mesmo que seja na cena da 'Martha' em Batman vs Superman. Para fazer justiça à essa grande artista, o AdoroCinema destaca as melhores performances de Amy.

    5 vezes que Amy Adams podia ter levado o Oscar
    1. Dúvida

    Não é fácil se destacar dentre grandes talentos como Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman, mas Amy Adams conseguiu em Dúvida. Vivendo uma inocente freira no meio de uma controvérsia de pedofilia na Igreja Católica, apenas suas expressões já traziam tudo o que você precisava saber sobre a personagem, numa situação cheia de tensão e desconfiança. Foi aqui que recebeu sua segunda indicação ao Oscar, mas perdeu para Penélope Cruz.

    2. Encantada

    Antes que você comece a julgar essa obra prima em formato de musical, nos escute. É fácil dizer que Amy Adams merecia o prêmio por papéis pelos quais ela realmente foi indicada. Mas Encantada não é o típico candidato da temporada de premiações — pelo menos fora da categoria de canção. Mas esse é o trabalho que representa o compromisso que a atriz oferece para cada personagem, não importa seu absurdo contexto. E ainda prova que ela canta bem!

    3. O Mestre

    Amy Adams é uma rainha em roubar a cena. Isso fica claro em sua performance em O Mestre, filme de Paul Thomas Anderson. A primeira vista, ela parece ser simplesmente a esposa do líder de um culto — numa nova parceria com Seymour Hoffman. Porém, com poucos gestos e frases definitivas, ela mostra ter muito mais responsabilidade do que aparenta, sendo brutalmente manipuladora. Foi o papel mais complexo de sua carreira até então.

    4. Trapaça

    Por falar em papéis que mudaram carreiras, Trapaça traz um lado femme fatale de Amy Adams que ninguém tinha visto antes. Agora, ela não é só aquela típica menina da casa ao lado. No filme de David O.Russell, a atriz se transforma em alguém extravagante, sensual, mas ainda com muita profundidade, desejos e sentimentos. Pelo menos aqui, lhe deram um Globo de Ouro

    5. A Chegada

    Quando A Chegada recebeu oito indicações ao Oscar, o mundo ficou chocado ao perceber que nenhuma delas foi para o trabalho de Amy Adams. A surpresa foi tanta que o diretor Denis Villeneuve reclamou abertamente sobre isso, dizendo que ela era o motivo por trás do sucesso do filme. E errado ele não está. É a performance da moça que traz humanidade, compaixão e realismo para um filme com um conceito ousado, se transformando num clássico instantâneo da ficção científica.

    Bônus: Sharp Objects

    Não basta ser esnobada na Academia de cinema, ela também é esnobada na Academia de TV? Sua performance em Objetos Cortantes, série inspirada no livro de Gillian Flynn, é impactante, dolorosa e palpável. Só com um olhar, ela já transmitia todo o peso que sua personagem carregava nos ombros (e na mente). Aí, ela não ganha Emmy nem como produtora, nem como atriz. 

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top