Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Após críticas, representantes do BAFTA culpam a indústria por falta de diversidade
    Por Rafael Aloi — 7 de jan. de 2020 às 17:26
    facebook Tweet

    A premiação levantou polêmica por ser indicar atrizes e atores brancos.

    Divulgação

    A organização do BAFTA foi criticada pela falta de diversidade no prêmio, após revelar os indicados nesta terça-feira (7). Em resposta, os representantes da premiação disseram que a ausência notada é culpa da indústria cinematográfica.

    Muitas pessoas apontaram que as quatro categorias de atuação só trazem artistas brancos. Os críticos ainda notaram que a falta de representatividade só aumenta com o fato de duas atrizes brancas e loiras terem sido indicadas duas vezes, Scarlett Johansson e Margot Robbie.

    Com as críticas, o chefe do comitê de filmes do BAFTA, Marc Samuelson, disse o seguinte à Variety: "Uma falta de diversidade enfurecedora nas indicações para atores. É frustrante que a indústria não esteja se movendo tão rápido quanto todo o time do Bafta gostaria que estivesse."

    Outra categoria que suscitou críticas foi a de melhor diretor, com apenas indicados homens, excluindo mulheres que foram elogiadas por seus trabalhos no último ano, como Greta Gerwig, de Adoráveis Mulheres.

    Sobre isso, Samuelson admitiu que era "muito decepcionante" ter apenas diretores homens. "O BAFTA não pode dizer aos estúdios e às empresas de produção quem eles devem contratar e cujas histórias devem ser contadas. Tudo o que o BAFTA pode fazer é tentar liderar e pressionar, e terá que continuar pressionando", disse.

    Quem também se manifestou sobre as críticas foi a CEO do BAFTA, Amanda Berry, durante uma entrevista à BBC: "O cinema é um meio incrível de contar as histórias de nossa sociedade e mundo, mas precisamos que pessoas de todas as origens estejam trabalhando no setor para nos permitir fazer isso [...] Se você olhar para o número de mulheres nomeadas este ano, é bem mais de um terço, bem acima do que era, digamos, dois anos atrás, mas ainda não é bom o suficiente. Nós apenas temos que continuar avançando nisso."

    Outra diretora da premiação, Emma Bahr, também se falou sobre o tema à Variety: "Nós gostaríamos que houvesse mais diversidade nas indicações, mas isso continua a ser um problema que afeta toda a indústria. Mas isso não deveria diminuir aqueles que foram indicados este ano."

    A cerimônia de premiação do BAFTA acontece no dia 2 de fevereiro. Coringa é o líder de indicações, concorrendo em 11 categorias. Confira a lista completa de indicados aqui.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Jonatas B
      foda-se
    Mostrar comentários
    Back to Top