Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Aves de Rapina: Margot Robbie confirma que o filme será para maiores
    Por Katiúscia Vianna — 07/06/2019 às 11:29
    facebook Tweet

    A intérprete de Arlequina também fala sobre orçamento e como criou uma visão mais feminista de sua personagem.

    Se a Warner não fará painel na San Diego Comic-Con, a melhor fonte de informações sobre Birds of Prey (And The Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn) segue sendo sua protagonista e produtora: Margot Robbie.

    Em entrevista para a revista Vogue, a intérprete de Arlequina confirmou que o filme foi desenvolvido como uma aventura de heroínas para maiores de idade. "Acho que existe uma errada percepção ao redor de um filme de ação protagonizado por mulheres com classificação PG-13, sendo considerado como algo apenas para o público feminino."

    Além disso, Robbie comenta que o orçamento de US$ 75 milhões permite que a Warner "se arrisque" com uma classificação etária limitada e uma equipe majoritariamente formada por mulheres. Inclusive, as consequências dessa última característica já podem ser vistas no figurino de Harley Quinn — bem menos revelador que as roupas curtinhas da moça em Esquadrão Suicida. "Definitivamente, terá uma visão menos masculina!", comemora Margot.

    Escrito por Christina Hodson (Bumblebee), o spin-off protagonizado por Arlequina mostrará sua inusitada parceria com Canário Negro (Jurnee Smollett), Caçadora (Mary Elizabeth Winstead), Cassandra Cain (Ella Jay Basco) e Renée Montoya (Rosie Perez). Na trama, as cinco poderosas mulheres vão se unir para enfrentar o vilão Máscara Negra (Ewan McGregor). Chris Messina e Derek Wilson completam o elenco.

    Dirigido por Cathy Yan, Aves de Rapina chega aos cinemas em 7 de fevereiro de 2020.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Leo Mendes
      Acho que no filme do Esquadrão eles ficaram em cima do muro: não mostraram abuso demais e nem poderia já tê-la mostrado livre dessa situação, então ficou uma coisa meio estranho. Quando o público foi pesquisar pra entender, surgiu esse background ruim da relação deles e isso gerou desconexão.O produto já é mal formatado (na minha opinião) e com essa mudança de plataforma ficou pior.Estão tentando salvar e não vou me surpreender se no mundo de hoje ela se tornar ainda mais ícone de empoderamento, embora eu ache que poucas heroínas tem realmente esse papel (a maioria é formatada para atender fetiche masculino mas disfarçadas de mulheres fortes).Sobre o Ciclope concordo 150%. NUNCA fizeram nada de decente com esse personagem no cinema. E o pior é que c****** todas as fases (jovem e madura) do personagem.SE um dia a Marvel filmar essas histórias, quem sabe?
    • Luiz Gilberto Oliveira Messias
      Pois eu acho que eles deveriam ter mantido a relação abusiva e fazer disto uma crítica. Contudo acredito que as atrizes não toparam e deu nisto. Para variar o resultado foi ruim. Não assisto mais filmes de super herois. Eles estragam com tudo, só um exemplo transformaram o Ciclope em um idiota em TODAS as edições dos X-Men no cinema. Não entendo o ódio que este pessoal tem do personagem.
    • Leo Mendes
      Sim. realmente ela começou nos desenhos e depois migrou para as HQs. Só que nessa plataforma (HQs) ela se adapta perfeitamente ao fetiche comum nesse meio. Quando anunciaram o filme eu já sabia que eles iriam reposicionar o produto porque relações abusivas não são mais toleradas da mesma forma. Existem outras formas que ainda são vangloriadas, mas essa dela com o Coringa não. Um abraço.
    • Danilo
      Na verdade Harlequina começou nos desenhos animados, mas justamente como uma crítica a dona de casa tradicional (ou o que Hollywood imagina ser uma dona de casa tradicional), pois ela largava a carreira, muito bem sucedida, diga se de passagem, para se dedicar ao lar (esconderijo) a família (gangue do Coringa) e a seu marido (Coringa). E como toda a dona de casa se fazia de burra e aceitava numa boa que o maridão tivesse uma amante (Batman).
    • Danilo
      Eu sei que Harlequina é louca, ela rasga dinheiro, pois foi literalmente o que fez quando abandonou a carreira depois de ter feito faculdade, mestrado e doutorado. Mas quando teve essas vinganças? Pode citar algum episódio. E realmente nenhuma mulher precisa ser gorda ou lésbicas para ser feminista. Mas também não precisa ser capacho de um cara que esfrega na cara dela que ama e dedica a vida a outra pessoa.
    • Jc V.
      Filme pra maiores com Margot Robbie... Minha mente começa a pensar besteira...
    • Jc V.
      Bem, Arlequina é louca (não sei se vc sabe disso) diagnosticada com sérios distúrbios de personalidade e comportamento. Portanto, suas ações não podem ser atribuídas simplesmente a sua condição de mulher. É diferente de, por exemplo, Dafne (Scooby-doo) que passa a maior parte do tempo bajulando a genialidade dos planos de Freddy, sendo reduzida unicamente a um corpo bonito. As pessoas pensam q ser feminista é odiar os homens, ser solteira, gorda e/ou sapatão. Isso não é verdade. O simples fato de Arlequina ser um personagem tão complexo (sua coragem, sinceridade, astúcia, amor) além de seu corpo bonito pode ser, para alguns, um bom exemplo. Ela é muito complexa, reduzi-la a saco de pancadas do Coringa é bobagem.Sempre assisti os desenhos do Batman e achava muito a frente do seu tempo quando mostravam sem cortes o Coringa dando tapas na cara dela e xingando. Ela chorava, se irritava, se vingava. Eram cenas fortes, mas o telespectador inteligente via que era uma crítica social muito forte. Não era violência gratuita, nem pra menosprezar Harley Quinn.
    • Leo Mendes
      Arlequina é um produto machista e anacrônico. Só funciona em HQs porque os leitores são mais jovens e tem (tinham?) menos senso crítico. Quando o produto é migrado para outra plataforma com público ampliado, não resiste a nenhum teste de validação. Daí o reposicionamento de vilã apaixonada por um psicopata para mulher que não aceita relação abusiva, se livra da relação e se reinventa como anti-heroína. Muito mais palatável para o público e mais alinhada com vários debates sobre representatividade atuais. Provavelmente vai continuar um produto fetichista voltado para o deleite do público masculino, mas agora disfarçado de produto libertário voltado para o empoderamento do público femininoHollywood engana mas não muda . . .
    • Alien X
      Arlequina é a feminista tipo Frida Kahlo: capacho de homem, mas venerada por burros.
    • Danilo
      versão mais feminista ?! Ela vai dar um pé na bunda do Coringa e vai retomar a carreira?! Na boa...Nunca vi personagem tão Amélia na minha vida!!! Até a Wilma Flintstone é 1000 vezes mais feminista e a frente de seu tempo que a Harlequina!!!
    • Matheus
      ( ͡° ͜ʖ ͡°)
    • Jonas Soares Jr.
      Aí sim hein hehe...
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    O Poço Trailer Original
    Minha Mãe É uma Peça 3 Trailer
    Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica Trailer (3) Dublado
    Aves de Rapina Trailer Legendado
    Sonic - O Filme Trailer (2) Legendado
    Velozes & Furiosos 9 Trailer Legendado
    Todos os últimos trailers
    Últimas notícias de cinema
    Quem é Manu Gavassi? Relembre a carreira da artista além do BBB
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    domingo, 29 de março de 2020
    Os Mercenários 3 é o filme do Domingo Maior
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    domingo, 29 de março de 2020
    Kati Critica: 7 coisas para fazer durante a quarentena
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    domingo, 29 de março de 2020
    Últimas notícias de cinema
    Melhores filmes em cartaz
    O Destino Bate à sua Porta
    3,5
    Diretor: Bob Rafelson
    Elenco: Jack Nicholson, Jessica Lange, John Colicos
    Em Silêncio
    Diretor: Ricky Rijneke
    Elenco: Orsolya Tóth, Fatih Dervisoglu, Roland Rába
    Trailer
    Inseparable
    Diretor: Vitaliy Vorobyov
    Elenco: Artyom Tkachenko, Yuriy Borisov, Evgeniya Loza
    Trailer
    Chronic
    Chronic
    Diretor: Michel Franco
    Elenco: Tim Roth, Sarah Sutherland, Robin Bartlett
    Trailer
    Virando a Página
    Virando a Página
    3,4
    Diretor: Marc Lawrence (II)
    Elenco: Hugh Grant, Marisa Tomei, Allison Janney
    Trailer
    O Anjo Ferido
    O Anjo Ferido
    Diretor: Emir Baigazin
    Elenco: Nurlybek Saktaganov, Madiar Aripbai, Madiar Nazarov
    Trailer
    Todos os melhores filmes em cartaz
    Back to Top