Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Comédia de Adam Sandler na Netflix é acusada de ofender a cultura apache
    Por Rodrigo Torres — 24 de abr. de 2015 às 19:55
    facebook Tweet

    A empresa de streaming defendeu The Ridiculous 6, por tratar-se exatamente de uma sátira aos faroestes e seus estereótipos.

    A fase não é boa para Adam Sandler. Após ser apontado como o pior investimento de Hollywood na atualidade, o comediante enfrenta novo problema na produção de The Ridiculous 6. A comédia, já marcada por um acidente quase fatal acontecido há 2 meses, está sendo acusada de ofensiva à cultura apache, especialmente pelo modo "grosseiramente deturpado" com que as mulheres e os mais velhos estão sendo retratados no filme.

    As críticas foram feitas por uma dúzia de nativos norte-americanos que decidiram abandonar a produção da Netflix. A empresa, por sua vez, saiu em defesa do longa-metragem: "O filme tem 'ridículo' em seu título por uma razão – porque é ridículo", disse um porta-voz da empresa de streaming. "É uma grande sátira dos filmes de faroeste e dos estereótipos que eles popularizaram."

    Dirigida por Frank Coraci (Juntos e Misturados) e roteirizada por Sandler e Tim Herlihy, a comédia conta com um "elenco diverso" – descrito pela Netflix como não apenas uma parte da piada, mas a piada em si – formado por Nick Nolte, Terry Crews, Steve Buscemi, Will Forte, Luke Wilson e Whitney Cummings. Vale ainda dizer que o "sexteto ridículo" de Ridiculous 6 satiriza o título original do clássico Sete Homens e um Destino, Magnificent Seven (ou "Os Sete Magníficos").

    Fontes afirmam que a debandada de parte do elenco não irá atrasar as filmagens de The Ridiculous 6, ainda sem data de estreia na Netflix.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top