Meu AdoroCinema
O Menino no Espelho
Críticas AdoroCinema
3,5
Bom
O Menino no Espelho

Saudades que eu tenho

por Lucas Salgado

O Menino no Espelho chega aos cinemas vinte anos depois de Menino Maluquinho - O Filme e traz consigo vários elementos também presentes no longa de Helvécio Ratton. Dirigida pelo jovem cineasta mineiro Guilherme Fiúza Zenha, a nova produção foca sua atenção num passado bucólico, de crianças que cresceram brincando na rua e não em seus quartos diante de computadores/celulares/televisões.

O Menino no Espelho - FotoBaseado na obra do escritor Fernando Sabino, o filme gira em torno de Fernando (Lino Facioli), um jovem garoto de 10 anos que vive na Belo Horizonte dos anos 30 com o irmão mais novo e com os pais (Mateus Solano e Regiane Alves). Ele gosta de brincar com os amigos e lamenta perder muitas horas de seus dias com coisas como escola e trabalhos de casa. Acaba encontrando uma "solução" quando seu reflexo ganha vida e deixa o espelho de seu quarto. Com isso, Fernando aproveita a "dupla personalidade" para dividir seus afazeres.

O longa conta com uma ótima direção de arte e cenografia, que usou a cidade mineira de Cataguases para recriar o passado da capital Belo Horizonte. Apesar do filme não trazer uma data precisa, o diretor admite que o ano em que se passa a história é 1938, em plena Era Vargas. O roteiro traz algumas referências ao período, abordando a Segunda Guerra Mundial e tratando do movimento integralista, aqui representado pelo personagem de Ricardo Blat.

Trata-se de uma obra sobre a inocência. Não só da criança, mas também do mundo. Lembra um pouco a canção "Doze Anos", de Chico Buarque, que diz: "Ai, que saudades que eu tenho / Dos meus doze anos / Que saudade ingrata / Dar banda por aí / Fazendo grandes planos / E chutando lata / Trocando figurinha / Matando passarinho / Colecionando minhoca / Jogando muito botão / Rodopiando pião / Fazendo troca-troca..." Realmente, o filme de Fiúza consegue criar esta nostalgia diante de uma época em que muitos de nós não vivemos.

Facioli não vai mal na pele de Fernando, mas talvez seja o que menos empolga no elenco infantil. O ator  brasileiro radicado em Londres é conhecido do público pelo papel de Robin Arryn em Game of Thrones. Dentre os adultos, o destaque é Solano. O ator interpreta um pai quase orgulhoso das desaventuras do filho, que foge totalmente do padrão pai-durão visto em produções de época. A figura forte acaba sendo a mãe vivida por Alves.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

Mostrar comentários
Back to Top