Meu AdoroCinema
    O Homem Que Caiu na Terra
    O Homem Que Caiu na Terra
    Relançamento 12 de janeiro de 2017 (2h 19min)
    Data de lançamento 1976 (2h 19min)
    Direção: Nicolas Roeg
    Elenco: David Bowie, Buck Henry, Candy Clark mais
    Gêneros Ficção científica, Drama
    Nacionalidades EUA, Reino Unido
    Ver o trailer
    Imprensa
    3,8 3 críticas
    Usuários
    2,9 8 notas
    Adorocinema
    3,5
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 14 anos
    Thomas Jerome Newton (David Bowie) é um alienígena que vem à Terra em busca da salvação de seu planeta: água. Disfarçado de empresário, ele faz uso de tecnologias avançadas para conseguir o dinheiro necessário para a construção da nave que o levará de volta para casa. Para isso, no entanto, ele deverá sobreviver à dura competição do mundo dos negócios e às tentações terráqueas.
    Título original

    The Man Who Fell to Earth

    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 1976
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 14 curiosidades
    Orçamento -
    Data de retorno 12/01/2017
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    3,5
    Bom
    O Homem Que Caiu na Terra

    O blues do extraterrestre

    por Bruno Carmelo
    Antes de Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977), Os Invasores de Corpos (1978) e Alien, o 8º Passageiro (1979), a humanidade conheceu outro alienígena: David Bowie. O ano é 1976, quando o conceito de blockbuster ainda está se desenvolvendo. Os filmes não são necessariamente pensados para ter sequências ou produtos derivados, nem precisam constituir um espetáculo de efeitos visuais ou sonoros. Por esta razão, e pela maneira criativa com que o diretor Nicolas Roeg aborda o desconhecido, O Homem que Caiu na Terra é uma ficção científica inabitual para o cinema do século XXI. O ritmo é lento, as explicações são esparsas. Thomas Newton (David Bowie) cai na Terra na primeira cena, e depois trata de vender uma aliança de casamento e entregar patentes bilionárias a um advogado. Mas se as patentes valem tanto, por que ele vende a aliança? O que exatamente contém nesses cálculos matemáticos...
    Ler a crítica

    Trailers

    O Homem que Caiu na Terra Trailer Legendado 1:14
    O Homem que Caiu na Terra Trailer Legendado
    6 408 visualizações
    O Homem que Caiu na Terra Trailer Original 2:21
    Pela web

    Elenco

    David Bowie
    Personagem : Thomas Jerome Newton
    Buck Henry
    Personagem : Oliver Farnsworth
    Candy Clark
    Personagem : Mary-Lou
    Rip Torn
    Personagem : Nathan Bryce
    Ficha completa

    Crítica de usuários

    Todas as críticas de usuários
    0% (0 crítica)
    0% (0 crítica)
    0% (0 crítica)
    0% (0 crítica)
    0% (0 crítica)
    0% (0 crítica)
    Você assistiu O Homem Que Caiu na Terra ?
    0 Crítica de usuários

    Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Opções prévias

    Peter O'Toole e Michael Crichton foram cogitados para o papel de Thomas.

    Literatura

    Adaptação do romance homônimo de Walter Tevis publicado em 1963.Trevis também é autor dos livros que originaram Desafio à Corrupção (1961) e A Cor do Dinheiro (1986).

    Trilha de Bowie rejeitada

    David Bowie criou uma trilha sonora para o filme, mas esta acabou não sendo utilizada. Ele aproveitou várias das ideias no seu álbum de 1977, "Low".
    14 curiosidades

    Últimas notícias

    O Homem que Caiu na Terra vai virar série
    NOTÍCIAS - Visto na web
    sexta-feira, 2 de agosto de 2019
    David Bowie é tema de mostra de cinema no Rio de Janeiro
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    domingo, 9 de julho de 2017
    Vida longa ao Camaleão do Rock!
    Assassin’s Creed e Eu Fico Loko são as maiores estreias da semana
    NOTÍCIAS - Pré-Produção
    quinta-feira, 12 de janeiro de 2017
    Vencedor de 7 prêmios no Globo de Ouro e forte candidato ao Oscar de melhor filme, musical La La Land - Cantando Estações...
    6 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Andries Viljoen
      os aspectos que apontam a confusão do roteiro, sua não linearidade e a duração - em certa medida exagerada - do filme, contudo, ele passa a fazer muito mais sentido se você reconhece o projeto muito mais como uma vertente que o Bowie apresenta em cima do enredo do Tevis: quero dizer com isso que no período em que o filme foi lançado, seus temas e sua estética são uma espécie de casa das ideias pra Trilogia de Berlim (Heroes, Low e Lodger), assim como para o Young Americans e o Station to Station: discos primorosos do Bowie. É importante sobrepôr a figura do Bowie em torno do filme, como algo que justifica seu título e toda brincadeira em torno do Ziggy Stardust/Aladdin Sane, um et apaixonado pela vida na terra e toda controvérsia que o envolve. O que endossa isso são bandas como The Who (e seus dois filmes-discos) nos Tommy e Quadrophenia e Pink Floyd no The Wall.
    • Andries Viljoen
      You know Tommy, you're a freak. I don't mean that unkindly. I like freaks. And that's why I like you.E interessante a história do personagem principal e principalmente por ter sido interpretado pelo David Bowie (não que o Peter O'Toole não pudesse fazer um et magnífico, mas o Bowie é mais a cara de extraterrestre e por isso talvez ele tenha sido o escolhido), e atuação dele até que não foi ruim. Porém uma coisa me incomodou bastante, até demais: o excesso de cameramans e equipe de filmagem aparecendo a cada reflexo de espelho ou janela. Incomodou bastante, porque parece até brincadeira a falta de revisão dos editores e nada tem a ver com a época em que foi feito. Eu simplesmente não entendi porque não se preocuparam em evitar esse tipo de erro. Fora mais de outras cenas em que isso aconteceNão sei se mais alguém reparou, mas achei isso tudo um completo absurdo. Retirou toda a ilusão do filme. Mas não deixa de ser bom, só espero que exista uma versão editada .O filme de Nicolas Roeg faz uma dobradinha perfeita com Sob a Pele (2013) de Jonathan Glazer. Ambos compartilham temas semelhantes. A estranheza da humanidade quando vista através dos olhos de seres alienígenas que se parecem conosco; alienação literal, bem como a adoção de prazeres e vícios humanos. Se de um lado temos a voluptuosidade de Scarlett Johansson, aqui temos o carisma andrógino inconfundível de David Bowie. É difícil imaginar alguém mais adequado para o papel dessa criatura de outro mundo do que o homem por trás de Ziggy Stardust.Bowie interpreta Newton com uma quantidade notável de contenção e curiosidade e, é simplesmente fantástico. O filme resulta em um trabalho abstrato, estranho, surreal, evocativo, bem atuado e dirigido. Este não é um filme convencional, mas vale à pena assistir pelo menos uma vez.Filme maravilhoso, e o Bowie, que descanse em paz, está impecável trabalho no filme. Perfeito, tornou-se um dos favoritos.
    Mostrar comentários
    Back to Top