Críticas AdoroCinema do filme O Lobo de Wall Street
  • Sessões
  • Trailers & Clips
  • Créditos
  • Críticas
    • Críticas do AdoroCinema
    • Críticas da imprensa
    • Críticas dos usuários
  • Fotos
  • VOD
  • Você Sabia?

Críticas AdoroCinema O Lobo de Wall Street

5,0

Admirável mundo depravado
De Francisco Russo

Independente do que faça, Martin Scorsese já tem seu nome gravado na história do cinema por clássicos do porte de Os Bons Companheiros, Touro Indomável e Taxi Driver. Entretanto, ultimamente o veterano diretor tem demonstrado uma ousadia fora do comum em nomes de tamanho prestígio. Primeiro resolveu fazer um filme infantil, "para que meus filhos possam ver", e desta singela intenção nasceu uma das maiores homenagens já feitas ao cinema, A Invenção de Hugo Cabret. Agora Scorsese mais uma vez se reinventa ao trazer à tona uma das histórias mais amorais rodadas nos Estados Unidos nos últimos anos. E é também por isso que O Lobo de Wall Street tem tamanha importância no cinema contemporâneo.

O Lobo de Wall Street - FotoA história acompanha Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio), jovem ambicioso que sonha com a riqueza fácil conquistada na Bolsa de Valores de Wall Street. Mas, que ironia!, bem no dia em que estreia na função de corretor acontece o Black Monday, queda brusca das ações que balançou Wall Street. Sem emprego, ele descobre a mina de ouro na venda de ações que estão fora do pregão; são empresas pé de chinelo, algumas que não têm a menor chance de fazer sucesso, vendidas por uma ninharia. Mas que pagam a que vendê-las uma gorda comissão. Com uma lábia afiada, não demora muito para que Jordan se dê bem na nova profissão. Mais ainda: não demora muito para que descubra o melhor meio de capitalizar a galinha dos ovos de ouro, fundando com velhos parceiros uma empresa que lhe traria rios de dinheiro: a Stratton Oakmont.

Contando assim, fica a impressão de que O Lobo de Wall Street simplesmente repete os velhos cacoetes da narrativa clássica ao contar a história de um homem de visão que, usando os mais variados subterfúgios, chegou à riqueza e depois sucumbiu à decadência. Ledo engano. Explorando com habilidade elementos variados como a estética televisiva - note que a telona muda do fullscreen para widescreen em vários momentos da história - e a quebra da quarta parede, Scorsese oferece ao espectador uma verdadeira ode à depravação. Sim, depravação. Pois é assim que Jordan e seus amigos levam a vida, em busca do prazer absoluto sem pensar duas vezes em usar drogas ou praticar sexo com quem aparecer pela frente. Só que, para retratar tamanho hedonismo, era preciso mergulhar fundo, de cabeça mesmo. Sem moralismos nem julgamentos, apenas retratar aquele universo como se fosse o mais trivial possível, de forma que o espectador pudesse crer que todo o exibido era factível. É aí que está o grande acerto de Scorsese.

O Lobo de Wall Street - FotoPoliticamente incorreto ao extremo, O Lobo de Wall Street oferece ao espectador um punhado de sequências impressionantes pela ousadia. Se Scorsese não esconde a nudez frontal de suas personagens, ele também mostra uma orgia gay sem qualquer problema. Se numa sequência Belfort e sócios estão debatendo na mesa de reunião o melhor meio de realizar um torneio de arremesso de anão (!!!), em outra o protagonista e seu pai conversam de forma escancarada sobre as maravilhas da depilação feminina nos anos 1980. Tudo isto em um ambiente onde o culto ao prazer é defendido até a última instância, com a sede de Stratton Oakmont sendo uma espécie de antro de devoção ao estilo de vida proposto. São várias as sequências em que o pastor Belfort conduz suas ovelhas rumo ao hedonismo, seja ele de que forma for, pregando a importância do dinheiro e o bem que ele pode trazer. Simples assim.

É claro que, para alcançar tamanho impacto, Scorsese se cercou de pessoas que estavam dispostas a também ir além do esperado. Leonardo DiCaprio é um deles. O que dizer de um galã de Hollywood que se submete a uma cena de sadomasoquismo como a presente no filme? Entretanto, mais do que corajoso, DiCaprio brilha mesmo é quando está diante do microfone. É lá que, assumindo de vez a postura de motivador, ele rege a orquestra da Stratton Oakmont, com toda a sua fauna. Tudo com a luxuosa companhia de um elenco afiadíssimo, capitaneado pelo ótimo Jonah Hill mas que conta com participações luxuosas de Margot Robbie, Jon Bernthal, Rob Reiner, Matthew McConaughey e Jean Dujardin - este último em participação necessariamente canastrona.

O Lobo de Wall Street - FotoEntretanto, é bom avisar: os mais puritanos podem se chocar com O Lobo de Wall Street. Afinal de contas, o filme mostra de forma escancarada um estilo de vida muito distante do condizente com os manuais de boa conduta. Mas este é, também, um dos motivos dele ser tão bom. Em seu novo filme, Scorsese rompe com o cinema certinho que assola boa parte da produção norte-americana, onde palavrões são contados e os temas sexo e drogas são tratados com o maior cuidado possível, de forma a não "ferir" as pessoas. Trata-se de um chute na porta, um filme que não tem medo de ser subversivo e ainda por cima gosta disto. É esta coragem que faz com que ele seja uma pérola rara neste mar chamado cinema americano, que chega às costas brasileiras toda sexta-feira.

Por tudo isso, O Lobo de Wall Street é uma obra-prima. Deliciosamente depravado, debochado ao extremo, trata-se de um filme corajoso em sua proposta narrativa e também conceitualmente, dentro do cinema contemporâneo, como poucas vezes se viu. Um filme para ver com um sorriso no rosto, saboreando cada loucura absurda idealizada por Scorsese e sua trupe.

Dê sua opinião sobre esse filme
Quer ver mais críticas?

Comentários

  • bjames

    Esse filme é muitoooooooooo bom!

    Em meio a todas as críticas que foram feitas, adorei a crítica do Adoro Cinema que reconheceu a obra-prima feita por Scorsese.
    Simplesmente um ótimo filme.

    Mas como o próprio Scorsese disse: O lobo de Wall Street não é para todos.
    Filme nota 1.000. Surge um novo clássico.

  • Denni B.

    vou assistir ainda ... mas consciente de que seja um ótimo filme

  • Thiago C.

    Assisti e assistiria de novo. Atuação de Leonardo DiCaprio está excepcional, acho que posso até arriscar dizer que é o segundo melhor filme dele depois de titanic. Grandes chances do filme ser o maior destaque na premiação do Oscar. Como o AdoroCinema já disse "Um filme para ver com um sorriso no rosto"

    Parabéns ao diretor !

  • Alessandra B.

    Assisti ao filme e vou ver novamente. Excelente, nem notei que era longo demais. Leonardo DiCaprio excepcional! Atores excelentes no filme, história muito bem contada.

  • Alessandra B.

    Não acredito e nem concordo que ele está vendendo o seu estilo de vida a quem assiste ao filme. Não "comprei", e não "li" essa ideia.

  • Tamiris G.

    Muito bom! 3 horas de filme com cenas impactantes...você realmente pode esperar de tudo!

    Faço minhas as palavras de Francisco Russo, inclusive te elogio por suas críticas imparciais. Gosto muito dos seus comentários.

    Utilizo muito as críticas da equipe "Adoro Cinema" antes de comprar o ingresso. Agradeço pelo execelente trabalho desenvolvido por vocês.

    O longa é: "Politicamente incorreto ao extremo, O Lobo de Wall Street (...) é
    um filme que não tem medo de ser subversivo e ainda por cima gosta
    disto. É esta coragem que faz com que ele seja uma pérola rara neste mar
    chamado cinema americano".

  • rpelegrini

    Concordo com o Beto.... Não há espaço para moralismo!!! É um filme onde o que mais chama a atenção é sua acidez, é isso que faz dele uma obra prima!!!

    Será que alguém vai conseguir contar quantas vezes é dita a palavra "FUCK" no filme? rsrsrsrsrs

  • Fernanda B.

    Di Caprio arrasou novamente com Scorsese!

  • J?ssica U.

    É tão bom que nem percebi as 3 horas de duração!

  • Thiago G.

    Nada mais que um American Pie pra adultos de 3 horas de duração, muitas cenas poderiam ser descartadas, passa de longe do merecimento de ser uma obra prima. Não gostei e não recomendo.

  • genesisbarros

    A atuação de DiCaprio valeu o ingresso, fantastico!

  • Nillovefe ..

    Na minha opinião a atuação do DiCaprio foi excelente, deve ganhar se indicado como melhor ator, mas tem muitas sequencias repetitivas que causam um certo cansaço ao telespectador, fora isso o filme é bom.

  • Emerson Ricardo M.

    Eu verei mais esta obra de Scorsese e DiCaprio, mas pelo que li na crítica e nos comentários, acho que não vou gostar muito não. Deve ser outra obra que glorifica o uso de drogas e o comportamento depravado dos poderosos.

  • Lara C.

    Bem... digamos que uma abordagem mais séria tornaria o filme monótono demais para o público. Quanto a ser realístico, colega, entenda que o Jordam Belfort não era apenas só mais um corretor da Wall Street. Entenda também que apesar de soar fantasioso para a maioria, o "upgraded" de esposas, as festas e orgias regadas à droga, a corrupção generalizada, a falsidade com os próprios sócios e funcionários, o desdém com os trabalhadores "comuns", a lavagem de dinheiro e mais um dezena de outras VERDADES, são bem comuns nos altos escalões do poder. Por que não seria em um lugar, onde um monte de caras tenta vender pra outros, "pedras amarelas com o rótulo de ouro" (?marketing?, ?sistema capitalista?, ?mera esperteza?)? Numa coisa vc esta certo: pra maioria dos corretores como você (suponho), isso é apenas um sonho logo não é realidade.

  • Andrezza ..

    para mim esse filme é muito "comparável a filmes feitos para adolescentes retardados".Esquece de quem é moralista ou não,e apenas leia e observe o perfil das pessoas que amaram esse filme.Todos são fracassados que já tiveram esses sonhos mais loucos sobre o tema em sua vida,pessoas que tem ou teve vontade de jogar tudo para o alto,como esposa feia,emprego medíocre e etc fora para dedicar-se a essa vida "prazerosa" de orgias e drogas.

  • Cristiane O.

    Realmente, não é um filme para todos. Chocante e com cenas marcantes. Muito boa a crítica.

  • Nadinael S.

    O filme é realmente bom, inteligente e engraçado, principalmente na primeira hora, mas a história não é grandiosa o bastante para durar quase 3 horas.

  • Rafaelle R.

    Muito chocante, mas nada entediante à exceção de uma cena que eu não gostei. O filme é forte e retrata a realidade, tanto que é baseado em fatos reais. Di Caprio está incrível, as montagens, o enredo são ótimos. Eu adorei o filme, me prendeu até o fim.

  • Erisval C.

    Gostei do filme, pois retrata uma história real. Apesar de mu

    ito forte em suas cenas de sacanagem, palavrões e etc, que não são típicos de filmes americanos. Entretanto, Leonardo DiCaprio está como sempre, excelente em suas atuações. O elenco é muito afiado e o filme é bem dirigido.

Nossas últimas críticas
Boa Sorte
  2,5

De Volta ao Jogo
  3,0

O Casamento de Gorete
  1,0

Todas as últimas críticas
Melhores filmes em cartaz
Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1
  4,7

De Francis Lawrence
Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Ação
Trailer

Interestelar
  4,6

De Christopher Nolan
Com Matthew McConaughey, Anne Hathaway
Ficção científica
Trailer

Drácula - A História Nunca Contada
  4,3

De Gary Shore
Com Luke Evans, Sarah Gadon
Ação
Trailer

Todos os melhores filmes em cartaz
Mais Esperados
Foto : O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
1. O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos

De Peter Jackson

Com Martin Freeman, Ian McKellen

Filme - Ação

Trailer

2. Boa Sorte
3. Jogos Vorazes - A Esperança: Parte 2
4. Cinquenta Tons de Cinza
5. Os Vingadores 2: A Era de Ultron
6. De Volta ao Jogo
7. Velozes & Furiosos 7
8. Minions
9. Operação Big Hero
10. Cinderela

 Mais filmes