Minha conta
    Inventando Anna: Série da Netflix tem curiosa conexão com Ozark (e não é Julia Garner)
    Por Nathalia Jesus — 15 de fev. de 2022 às 19:46

    Nova atração do streaming conta a história real da golpista Anna Sorokin.

    Criada por um dos maiores nomes da televisão, a showrunner Shonda RhimesInventando Anna é um dos grandes lançamentos do mês que chegou no catálogo da Netflix no dia 11 e consta como uma das atrações mais assistidas no Brasil atualmente. Protagonizada por Julia Garner, a história é centrada no caso de Anna Sorokin, uma jovem alemã que conseguiu se infiltrar no círculo mais exclusivo da sociedade nova-iorquina. Em 2013, mudou-se para os Estados Unidos e adotou a identidade fictícia de uma herdeira milionária, com acesso a um fundo de mais de 60 milhões de dólares. Sua nova identidade a levou a frequentar as festas mais exclusivas de Manhattan e se hospedar nos hotéis mais luxuosos da cidade. Depois de conseguir um empréstimo de 40 milhões de dólares para abrir uma casa noturna, os golpes de Anna são expostos e ela acaba sendo processada e condenada por várias acusações de tentativa de fraude, roubo de serviços e roubo de segundo grau por fraudar hotéis e as pessoas mais ricas da cidade.

    Qual é a conexão de Inventando Anna e Ozark?

    Grandes sucessos da Netflix e ambos estrelados por Julia Garner, estas características estão longe de serem as únicas conexões que unem Inventando Anna e Ozark. Além da atriz, ambas as séries contam com Barbara Rubin como preparadora de dialetos para garantir que as atuações cheguem próximas à perfeição.

    Foi a mesma profissional que preparou Julia Garner para interpretar a personagem Ruth (seu papel em Ozark) e soar a mais sulista possível. E, da mesma forma, trabalhou em Inventando Anna para dar aquele toque peculiar de alemão no jeito de falar de Anna. E de acordo com uma entrevista que a atriz deu ao The Playlist, esse sotaque foi o mais difícil que ela teve que fazer.

    "É o sotaque mais difícil que eu já fiz. É uma combinação de sotaques diferentes. É um sotaque dentro de um sotaque. Esse é o sotaque. É engraçado, havia material limitado dela (Anna), mas a diferença é que havia material limitado para o público. Eu tinha horas e horas de filmagem de Anna."

    Recentemente, Anna fez aparições públicas falando pela primeira vez. Mas eu tinha horas de filmagem de dois anos atrás, quando comecei a fazer a série. Trabalhei com minha treinadora de sotaque, que já tinha visto o material, e estávamos discutindo o sotaque.

    Quanto a Netflix pagou à Anna Sorokin?

    Apesar de a série ser baseada em um artigo da New York Magazine, escrito por Jessica Pressler (que recebe o nome de Vivian Kent na atração), a verdadeira Anna Sorokin foi paga pela Netflix, ganhando 320 mil dólares em troca de conceder os direitos de sua caótica vida para que a mesma fosse contada na plataforma global de streaming. No entanto, esse dinheiro teve que ir para outro lugar; Anna Sorokin ainda devia muito ao governo e às vítimas. Em 2019, o estado de Nova York invocou a lei "Filho de Sam", que congelou seus fundos. Vale mencionar que a origem desta lei tem a ver com um serial killer de mesmo nome que, em 1977, estava recebendo ofertas monetárias de editores para escrever memórias sobre seus crimes. Foi relatado que, após receber o dinheiro da Netflix, ela deu 199 mil dólares para pagar a restituição aos bancos, além de outros 24 mil para liquidar multas estaduais. A golpista também pagou 75 mil em honorários advocatícios e terá mais a pagar assim que sua questão legal for concluída. Com as taxas pagas, seus fundos serão descongelados, mas não haverá muito dinheiro sobrando.

    Inventando Anna
    Inventando Anna
    Data de lançamento 11 de fevereiro de 2022 | min
    Séries : Inventando Anna
    Com Julia Garner, Anna Chlumsky, Katie Lowes
    Usuários
    3,7
    Assistir em streaming
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top