Minha conta
    Watchmen: 5 motivos para assistir à série vencedora de 11 Emmys
    Por Kalel Adolfo — 22 de set. de 2020 às 15:02

    Watchmen venceu 11 categorias, incluindo Melhor Minissérie e Melhor Atriz em Minissérie pela atuação de Regina King.

    Se você ainda não começou a assistir Watchmen, agora é o momento certo. A série conquistou 11 estatuetas no Emmy 2020 — incluindo Melhor Minissérie — e é um exemplo de como a ficção científica pode entreter, mas também nos fazer refletir sobre a humanidade. Na trama, supremacistas brancos iniciam uma guerra contra os vigilantes de uma cidade distópica, e ameaçam o futuro da civilização.

    A proposta intensa encontra fôlego para refletir sobre o racismo e o feminismo, colocando Regina King — uma mulher preta — como o centro de uma das obras mais ambiciosas já feitas pela HBO. Sim, Watchmen é representatividade em sua melhor forma. Além disso, a história nos relembra que antigos comportamentos extremistas continuam a assombrar os dias atuais. 

    Contudo, ainda há muitos motivos para você finalmente ver (ou rever) Watchmen. Confira a seguir, cinco razões para começar a maratonar o seriado:

    Regina King atua de maneira excepcional

    Não é a toa que Regina King venceu a estatueta de Melhor Atriz em Minissérie durante o Emmy 2020. A sua interpretação como Angela Abar é destemida, mas também vulnerável. Há diversos momentos em que enxergamos a humanidade na habilidosa policial mascarada, que possui medos e fraquezas como todos nós.

    Entretanto, quando Angela precisa enfrentar um obstáculo, ela vai com tudo. As sequências de ação da protagonista são desafiadoras, e chegam a tirar o nosso fôlego. E o melhor de tudo, é que King entrega um trabalho excelente sem parecer que está se esforçando. Definitivamente uma das melhores performances femininas já vistas em um seriado.

    Trilha sonora criada por Trent Reznor é de outro mundo

    A excelente trilha sonora de Watchmen criada por Trent Reznor — vocalista do Nine Inch Nails — chegou a vencer um Emmy no último domingo, e foi muito merecido. O produtor já havia feito o score de filmes como A Rede Social e Estrada Perdida, e é comumente aclamado por seus projetos audiovisuais.

    Na série da HBO, isso não foi diferente. Criando instrumentais eletrônicos tão exóticos quanto a narrativa, a trilha sonora da obra eleva a intensidade da experiência, e faz o espectador mergulhar ainda mais no universo perigoso e intergalático de Watchmen.

    Narrativa enigmática e intrigante

    O início da sua experiência em Watchmen pode ser um pouco confusa, mas não desista da série. A narrativa conecta todos os pontos nos episódios finais, e entrega uma conclusão melhor do que já esperávamos. Portanto, se você for fã de um bom mistério, o seriado é definitivamente uma boa indicação.

    5 filmes para refletir e aprender sobre racismo

    Combinação de ficção com crítica social

    Mesmo sendo baseada em uma história de quadrinhos dos anos oitenta, Damon Lindelof conseguiu trazer a trama de Watchmen para os dias atuais. Uma das questões mais intensas na obra é o racismo. Inclusive, o ponto de partida da trama é uma guerra entre supremacistas brancos e indivíduos negros.

    Além disso, Watchmen é protagonizado por uma mulher preta, e isso faz toda a diferença. Há sensibilidade, representatividade e um senso de esperança ao assistir cada episódio. Portanto, além de entreter com sua ficção científica mirabolante, o seriado também nos força a olhar para o passado, e entender que algumas coisas ainda precisam ser corrigidas.

    Away e outros 5 filmes e séries incríveis para visitar o espaço

    Visuais icônicos

    Seja retratando um outro planeta, ou levando o público para o século passado, Watchmen consegue atingir uma perfeição visual inigualável. Todas as cores na tela são vibrantes, e conseguem evocar a magia dos quadrinhos. Inclusive, a série chegou a ganhar a estatueta de Melhor Cinematografia no Emmy 2020.

    Emmy 2020 é marcado por vitória de Zendaya, representatividade negra e Schitt’s Creek
    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top