Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    The Witcher: Diretor de arte conta que buscou visual global, e não só europeu para a série (Entrevista)
    Por Rafael Aloi — 21 de dez. de 2019 às 09:40

    Série medieval é a mais nova super produção da Netflix.

    Após o fim de Game of ThronesThe Witcher é a primeira grande série que se passa em um universo mágico e medieval, o que exigiu bastante da Netflix em relação à produção e caracterização de cenários e personagens. Um dos grandes responsáveis por isso é Andrew Laws, o diretor de arte do programa, que contou ao AdoroCinema alguns detalhes do processo de criação desse universo.

    A trama é baseada na série de livros escrita pelo polônes Andrzej Sapkowski e acompanha Geralt (Henry Cavill), um bruxo mercenário que caça monstros sob encomendas. "Era muito importante honrar a fonte que para nós são os livros. Mas, ao mesmo tempo, queríamos fornecer ao público algo novo e que mantivesse o interesse", conta Laws.

    Uma das mudanças que o diretor de arte admite ter feito em relação ao Continente (universo em que a série se passa) é ter tornado ele mais global. "De certa maneira, você sabe que o mundo de The Witcher é similar ao norte da Europa Oriental, e, desde muito cedo, sentimos que queríamos adicionar influências de muitos outros lugares, muitas outras culturas. Então, olhamos para a arquitetura japonesa, arquitetura indiana, arquitetura do Oriente Médio, onde poderíamos dar ao continente uma sensação de grandeza. Provavelmente mudamos um pouco as regras no sentido em que queríamos uma sensação mais global.", explica Laws.

    De acordo com o diretor de arte, essa mudança ajuda na narrativa da série. "Era muito importante permitir que o público sentisse que estava viajando, porque você não quer ir de um episódio para o próximo e sentir como se estivesse na mesma cidade medieval. Você precisa sentir que algo mudou", continua.

    "O mais importante para o visual do projeto era garantir que ele fosse diversificado e que representasse um amplo espectro de influências culturais. E eu sinto fortemente que, conforme nós avançarmos na trama, isso só irá crescer, e dará a nós mesmos a sensação de que o Continente é um lugar muito amplo e com muitas etnias diferentes", completa Andrew Laws.

    A primeira temporada de The Witcher já está disponível no catálogo da Netflix, e um segundo ano já foi encomendado pela empresa.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top