Meu AdoroCinema
    CCXP 2019: Henry Cavill comenta as similaridades que possui com seu personagem Geralt em The Witcher
    Por Barbara Demerov — 14 de dez. de 2019 às 09:40

    Ator e showrunner Lauren Schmidt estiveram em São Paulo para a Comic Con Experience e conversaram com a imprensa sobre a nova série original Netflix.

    Após aparecer de surpresa na Comic Con Experience 2019 e levar os fãs à loucura, Henry Cavill participou, junto da showrunner Lauren Schmidt, de uma coletiva de imprensa inteiramente dedicada a The Witcher, produção original Netflix que estreia na plataforma em 20 de dezembro.

    Baseada nos best-sellers de fantasia do escritor Andrzej Sapkowski, a série The Witcher conta com Cavill na pele do protagonista Geralt, um famoso caçador de monstros, e é ambientada num mundo onde humanos coexistem com elfos, bruxos, gnomos e monstros. Todos lutam para prosperar num cenário em que o bem e o mal não são características fáceis de se identificar.

    Durante a coletiva realizada no próprio pavilhão da CCXP 2019, Cavill deixou muito claro o quanto é fã de videogame e como o gênero fantástico sempre fez parte de sua vida. "Meu pai sempre lia livros de fantasia para mim antes que eu mesmo pudesse ler quando criança", disse. Mas o surpreendente é que o ator não conhecia a franquia The Witcher através dos livros antes de fazer os testes para a série.

    "Eu conhecia The Witcher pelos jogos. E então eu conheci Lauren, e ela me disse que havia uma série de livros também, nos quais os jogos são baseados. Eu não tinha ideia porque todos os livros tinham a arte dos jogos. Então, imaginei que eram histórias relacionadas aos jogos. Eu estava errado. Então eu li os livros e amei absolutamente o mundo que Sapkowski criou. Foi, e ainda é absolutamente incrível. E isso me fez me apaixonar por The Witcher e Geralt", afirmou o ator.

    Cavill também foi bem explícito ao dizer que não foi a equipe da série insistiu para que ele interpretasse Geralt, mas o contrário. "Eu vim atrás deste papel por várias razões. Primeiro, pela simples razão de ser fã de The Witcher. E dois, por viver no gênero fantasia desde criança. É o que faço no meu tempo livre. É o meu hobby. É um universo que me empolga e interpretar um personagem que eu amo tanto quanto Geralt, neste mundo de fantasia, é para mim um sonho se tornando realidade. E então eu fiz uma campanha bastante intensa sobre isso, para conseguir o papel", explicou à imprensa.

    Durante a coletiva, a showrunner contou que conheceu o escritor da saga The Witcher na Polônia. "Eu fui lá para uma viagem de pesquisa. O que eu realmente queria saber é o que o fez querer escrever e o que havia dentro dele. Acho que todo escritor coloca um pouco de si dentro de seus materiais. Então, eu queria ver quais partes dele estavam no livro, o que era importante para ele... E eu mostrei a ele o meu ângulo de contar as histórias. Ele me pareceu muito animado, mas então basicamente solicitou que ainda não assistisse a nenhum dos episódios. Sapkowski me deu essa ótima analogia que é: ele não quer ver os ingredientes da sopa, mas sim provar quando tudo estiver pronto. Então, ele estará assistindo com todo mundo no dia 20 de dezembro. Mal posso esperar", disse, bastante animada.

    Henry Cavill também falou bastante sobre o que faz se conectar tanto com o enredo e os personagens de The Witcher: "Meu ponto de acesso sempre foi o relacionamento de Geralt com os personagens - especificamente com Yennefer. Eu já era "Team Yenn" nos games e senti bastante a conexão emocional entre os dois personagens depois. Apesar do que possa estar emocionalmente lá, e a angústia emocional que você cria como seu personagem, sempre houve verdade no relacionamento entre Yennifer e Geralt. E eu senti isso muito, apesar da minha experiência em jogar os jogos, quando li os livros", disse, finalizando que vê bastante semelhanças em si com relação a Geralt, incluindo no seu senso de humor e na sua visão de mundo.

    Sobre o que espera que o público sinta ao ver a série, Lauren foi enfática no fato de o enredo da série se comunicar um pouco com o mundo real. "Esta é a história de um grupo de pessoas que vive em um momento muito difícil, em um lugar realmente difícil, e que lutam para sobreviver e sentir que pertencem àquele local. E isso para mim é o que espero que as pessoas assistam. A série pode ajudar a aumentar a empatia por outras pessoas que também estão lutando de uma maneira diferente da sua. Espero que o show seja divertido mais do que tudo. Mas se você pode se divertir e depois pensar no que viu, depois de desligar a TV à noite, não há nada melhor. Nada."

    A primeira temporada de The Witcher estreia em 20 de dezembro com 8 episódios. A segunda temporada já foi confirmada.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top