Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Westworld: Relembre a primeira temporada
    Por Laysa Zanetti — 21 de abr. de 2018 às 08:18

    Este recap, obviamente, contém spoilers.

    A primeira temporada de Westworld foi a responsável solitária por dar um nó nas cabeças dos fãs mais atentos, ali em 2016. Eram muitas teorias e hipóteses — confirmadas ou não — que fizeram as pessoas passarem horas em fóruns online tentando entender cada detalhe daqueles dez primeiros episódios. Dois anos depois, a série está de volta no próximo dia 22 de abril para a segunda temporada. E nada melhor do que lembrar os momentos mais importantes da primeira para estarmos atentos ao desenvolvimento da segunda. Preparados?

    Bem-vindos a Westworld

    Trinta e cinco anos no passado, Robert Ford (Anthony Hopkins) e Arnold Weber criaram Westworld — um parque ‘de diversões’ para adultos, povoado por robôs com feições humanas (os anfitriões) e que reproduz o Velho Oeste. Os robôs foram criados por ambos com o intuito de servirem a todos os fetiches (por mais perturbadores que fossem) dos visitantes. Durante o desenvolvimento, Arnold passou a questionar a própria ideia — ele desejava que estes andróides fossem a próxima escala na evolução humana ao invés de servirem apenas para a satisfação de prazeres alheios.

    Nesta fase de testes, Arnold passou a ter conversas particulares com uma dessas anfitriãs, uma das primeiras criadas: Dolores (Evan Rachel Wood), por quem acabou desenvolvendo muito carinho, numa forma de substituir o ‘buraco’ deixado pelo falecimento de seu filho, Charlie. O plano de Arnold era descobrir se os andróides seriam capazes de desenvolver a própria consciência, e para isso criou uma espécie de “jogo”, um labirinto mental que os faria chegar ao raciocínio próprio e à capacidade de tomarem decisões pessoais. Ainda antes da abertura do parque, Dolores conseguiu resolver o labirinto graças a uma pequena atualização feita por Arnold, chamada Devaneios (ou Reveries). Por isso, ele não queria que o parque fosse aberto. Seria completamente desumano sujeitar estes seres conscientes ao sofrimento eterno.

    HBO/Divulgação
    Dolores, Arnold e o Massacre de Escalante

    Mas Ford discordava de Arnold e queria abrir o parque de qualquer jeito. Por isso, Arnold secretamente plantou dentro de Dolores a narrativa de outro personagem que eles estavam criando, Wyatt. O plano então era que ela, com a ajuda de Teddy (James Marsden), que ‘faria tudo o que ela quisesse’, destruísse todos os anfitriões na cidade de Escalante e matasse o próprio Arnold. O tiroteio aconteceu e Arnold foi morto, mas Ford levou o parque à frente de qualquer forma. Ford não acreditava que Dolores tivesse atingido a consciência, mas sim que havia sido induzida a praticar aqueles atos por uma mudança na sua programação.

    Ford encobre o massacre de Escalante, enterra a cidade e anuncia a morte de Arnold como suicídio. O parque é aberto, mas mal se mantém economicamente e beira a falência. É neste mesmo período que Ford cria Bernard Lowe, aos moldes de Arnold Weber — um nome é o anagrama do outro, aliás, ambos interpretados por Jeffrey Wright.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Dinarte Lopes
      Vai ter discissão de cada ep como na temporada passada?
    • Tomcat3.9
      Muita informação, mas a série é bacana demais!!!
    • Bruno Ribeiro
      Quem nunca viu a serie tomou trocentos spoilers agora...kkk
    • Mr. Valdenys Virtuoso
      Você quer uma trama complexa? Pois toma!
    • Reinero
      Show de bola o resumo de vocês.
    Mostrar comentários
    Back to Top