Minha conta
    Revelado por que Star Trek: Discovery terá duas naves principais
    Por Vitória Pratini — 26 de jun. de 2017 às 18:15

    Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) vai servir na U.S.S. Shenzhou e na U.S.S. Discovery.

    Desvendado o mistério! Os showrunners Aaron Harberts e Gretchen J. Berg revelaram por que Star Trek: Discovery terá duas naves espaciais.

    Sem declarar muito do episódio piloto, Harberts e Berg comentaram em entrevista à Entertainment Weekly que a nova série da CBS terá muitas reviravoltas, especialmente nos primeiros episódios, o que torna difícil discutir o enredo.

    Entretando, divulgaram a origem da protagonista, a Primeira Oficial Michael Burnham, vivida por Sonequa Martin-Green (The Walking Dead). Ela foi a primeira humana a entrar na Academia de Ciências de Vulcano.

    "Burnham passou muito tempo em Vulcano, mas ela é humana", afirmou Harberts. "Sarek [o pai de Spock, interpretado por James Frain] desempenha um papel importante em sua vida, que foi completamente planejada até que ela faça uma escolha muito difícil que leva sua vida para um caminho muito diferente. Quando a conhecemos, ela é a Primeira Oficial da nave Shenzhou [capitaneada por Philippa Georgiou, interpretada por Michelle Yeoh]. E a escolha de Burnham a que nos referimos é a escolha mais difícil que você pode fazer - a afeta, afeta a Frota Estelar, afeta a Federação, afeta o universo inteiro. Essa escolha a leva a uma nave diferente, a Discovery [comandada pelo capitão Lorca, interpretado por Jason Isaacs] e lá começamos o que Gretchen e eu chamamos de nosso 'segundo piloto'".

    EW

    Michael Burnham também é a primeira protagonista de Star Trek que não é capitã e, segundo os showrunners, isso é uma vantagem:

    "A alegria está na jornada", comentou Berg. "A vantagem de ela não ser responsável pela ponte agora é que conseguimos contar histórias de um ponto de vista muito diferente. É uma sensação nova porque não estamos na ponte o tempo todo. Temos acesso a mais partes da nave."

    Os Klingons também estarão envolvidos nessa temporada, e Harberts e Berg comentaram a real influência das séries de Star Trek em Discovery: Jornada nas Estrelas original, A Nova Geração, assim como Jornada nas Estrelas - O Filme e uma pequena lembrança visual do Star Trek de J.J. Abrams.

    Star Trek: Discovery será exibida a partir do dia 24 de setembro nos Estados Unidos. No Brasil, a série no dia 25 pela Netflix.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top