Minha conta
    True Detective: Diretor da primeira temporada, Cary Fukunaga minimiza polêmica com o criador da série
    Por Rodrigo Torres — 2 de set. de 2015 às 09:45

    O cineasta ainda conta que a decisão de não voltar para a segunda temporada nunca teve a ver com o relacionamento conturbado com Nic Pizzolatto.

    As primeira temporada de True Detective foi um grande sucesso de crítica, público e premiações, mas nem tudo foram flores em sua produção. As gravações da série da HBO foram marcadas por diferenças entre o criador Nic Pizzolatto e o diretor Cary Fukunaga – animosidade esta que rendeu uma especulação bastante veiculada nas últimas semanas: de que Pizzolatto teria introduzido um cineasta muito semelhante a Fukunaga numa cena da segunda temporada, ironizando seu "rival". Seja verdade ou não, a ocorrência não incomodou Fukunaga.

    Fukunaga e Moon: quase irmãos.
    "Eu tenho amigos da equipe que me falaram disso. O que tem de mais ali?", disse Fukunaga, à Variety, minimizando com um sorriso e poucas palavras o rumor sensacionalista que circulou na mídia. O próprio Pizzolatto descartou a caricatura, afirmando que contratou o ator ásio-americano Philip Moon para o papel em admiração ao seu trabalho em Deadwood, e que o cabelo longo foi mera coincidência. "Tenho máximo respeito por Cary, e estou ansioso por seu próximo filme", falou Nic, referindo-se a Beasts of no Nation, longa-metragem da Netflix estrelado por Idris Elba.

    Cary Fukunaga até confirma que não tem mais contato com Pizzolatto, tendo falado pela última vez com o produtor na última edição do Globo de Ouro, mas garante que isso não influenciou em sua decisão de não participar da (criticada) segunda temporada de True Detective. "Minha saída sempre esteve planejada", disse ele, acrescentando que só teria participação do 2º ano da série se tivessem solicitado a sua ajuda: "Acabou que eles não precisaram" e fim de papo.

    Novo filme de Cary Fukunaga, Beasts of No Nation terá uma distribuição pioneira, simultaneamente na Netflix e nos cinemas norte-americanos, no dia 6 de outubro.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top