Minha conta
    Criador de The Walking Dead revela arrependimentos e admite falhas na série de zumbis da AMC
    Por Rodrigo Torres — 29 de nov. de 2014 às 10:00

    Robert Kirkman acha que o time de roteiristas se precipitou ao revelar demais já no episódio final da primeira temporada.

    Amanhã, nos Estados Unidos, The Walking Dead chega ao último episódio da primeira parte de sua quinta temporada como um grande sucesso de audiência e com muito boa recepção entre crítica e público. Cenário de tranquilidade para seus realizadores? Errr... Mais ou menos!

    Criador da HQ homônima em que a série é baseada, Robert Kirkman revelou um arrependimento antigo, que remonta ao season finale da primeira temporada da atração (!), além de revelar planos para o futuro, especificamente sobre o spin off da série de zumbis.

    "Já estamos todos infectados"
    Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o escritor expressou que os acontecimentos em "TS-19", quando o grupo encontra abrigo dentro dos muros do Atlanta CDC, revelam mais do que deveriam. Na ocasião, o Dr. Edwin Jenner (Noah Emmerich) conta a Rick (Andrew Lincoln) que todos os humanos seriam reanimados como mortos-vivos, independente de terem sido mordidos ou não.

    "Se eu tivesse que fazê-lo de novo, eu não teria feito o episódio CDC [do jeito que foi feito]. Ele entregou informação demais e foi uma grande reviravolta muito cedo na série. Eu sinto que existia um jeito melhor de concluir a primeira temporada", disse Kirkman, acrescentando que a revelação da existência de um vírus deveria ter sido feita apenas no episódio final da segunda temporada, “Beside the Dying Fire”.

    Noah Emmerich como Dr. Edwin Jenner.
    "Há coisas no episódio que eu acho que não são muito a cara do universo The Walking Dead", acrescenta Kirkman, sem especificar o quê e por quê. Porém, ele pondera: "Acabou sendo um episódio divertido. Eu adoro o personagem do Dr. Jenner e acho que Noah fez um trabalho incrível". Melhor assim. Mais de acordo com o capítulo, longe de ser um desastre.

    Recapitulando, a revelação, de fato, surge como um acelerador de algumas questões, como o fim da esperança para a humanidade e o despertar de um instinto de sobrevivência egoísta nos personagens principais. Kirkman não tocou especificamente nesse assunto, mas citou outro aspecto que o teria incomodado se tivesse sido mais explorado: a menção à França.

    "Eu fui cuidadoso, nos quadrinhos, para não contar muito o que aconteceu em outras partes do mundo. Será divertido explorar isso na série de TV derivada. Mas, o fato de a França ser mencionada naquele episódio e outras coisas assim eu, provavelmente, teria cortado se tivesse de fazer tudo de novo", revela Kirkman, demonstrando arrependimento por algumas decisões passadas, apesar do sucesso retumbane de TWD.

    Robert Kirkman e seus parceiros de produção executiva na série de zumbis da AMC, Gale Anne Hurd e David Alpert, repetirão suas funções no spin off citado, que ainda terá Dave Erickson (Sons of Anarchy) como produtor executivo e roteirista. Adam Davidson vai dirigir o piloto da série, que não será filmada na Geórgia, embora possa, eventualmente, cruzar-se com os personagens e acontecimentos da série original.

    The Walking Dead é exibida no Brasil pela Fox. Ainda sem título, a série derivada tem previsão de estreia em 2015.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Nate
      Camarada, é meio tarde pra te responder mas eu ñ tinha visto esse vomito em forma de letras ainda, pra sua informação eu joguei o Resident Evil 0 no game cube, então fecha a matraca e ouça a voz da experiencia seu muleque!
    • liti L.
      è isso que acontece quando um babaca começa acompanhar a série por modismo, sempre disse isso, quem curte o gênero de verdade, acompanha deis da estreia da primeira temp., quem cresceu jogando os jogos de resident evil 1,2,3, garanto que não fala mal. a série tem até algumas coisas que me incomodam, como a aparição de crianças e jovens zumbis,que quase nunca acontece, parece que todo mundo antes do apocalipse era adulto e se vestiam com roupas de mendigos.
    • Valdir P.
      Há muito tempo que eles descobriram que podem se disfarçar de zumbis, mascarando seu cheiro com "sangue zumbi". Quando tem uma cena eletrizante fico totalmente desanimado e penso "que merda, esqueceram que eles não precisam passar por isso" e me entedia.
    • Higor O.
      fatoooo
    • Alexandre V.
      Boa a matéria!!!
    • Marcelo F.
      A Beth não tem um personagem na HQ. Foi criada somente na série.
    • Marcelo F.
      Tudo bem, é um apocalipse zumbi e deveria ter mais ação, mordidas e tals, mas, tem um porém: no tempo da série, já se passaram anos depois dos eventos e a série não teria sentido se depois de anos os personagens não soubessem como se proteger. Tanto que na primeira temporada eles lutam unicamente com os zumbis, quase não há ameaça humana. A partir da segunda temporada é que começam a aparecer outros grupos que ameaçam a sobrevivência da "turma do Rick". Os candidatos a protagonistas como Dale, Lori, Andrea, Hershel e Beth morreram e ainda vem mais por aí! Isso é muito legal, afinal, não fica aquele pastelão de que sempre as pessoas do grupo do Rick sobreviverão a tudo.Eu achei todas as temporadas fantásticas e com a dose certa de ação, drama, tensão, suspense e história. A melhor que assisti até hoje! E olha que assisto a muitas séries...
    • Nate N.
      Tem uns dizendo "ah, relaçoes humanas que é o mais interessante" faça me o favor! em história de zumbi eles são praticamente os protagonistas, claro que tem que ter um bom enredo mas todo mundo quer ver eles largando o dente nesses humanos safados, só assim alcança o climax, relação humana e mudança de personalidade vc ja tem todo dia quando sua mãe te manda lavar louça e vc quer mata-la haha
    • Nate N.
      Mudança de personalidade é consequência de uma avalanche de tragédias que faça sentido, Lamento te informar que um apocalipse tem mais porrada e sangue jorrando do que divans. vai com essas idéias de comofas pra longe de mim babaca
    • Nate N.
      Os fã de apocalipse bonitinho pira kKk's
    • Gwen Stacy
      Eu prefiro assistir A Volta dos Mortos Vivos, kkkk é clássico e dou boas risadas
    • Nate N.
      Você vê as coisas de um jeito mais emocional e fantasioso, já eu sou mais realista e um pouco cruel enfim..
    • Nate N.
      zumbis maratonistas, rsrs vc não esta em condições de zoar Madrugada dos mortos meu amor, falando assim fica engraçado msm mas vc esquece de pensar um pouco, me responde uma coisa como é que zumbis ridiculamente lentos e podres conseguiram vencer o exercito mundial e fazer um apocalipse zumbi? não existe resposta pra isso, um zumbi idiota desses ñ ia conseguir morder nem criança, falar de relações humanas? no apocalipse mulheres e crianças são de porcelana, maioria só servem pra serem estupradas e negociadas apenas os piores seres humanos conseguem viver mais em um cenário desses... assistir umas porcarias pra passar o tempo ñ é crime, mas ñ banque o advogado do Diabo.
    • Armajedom
      Zumbi comédia pra mim é zumbi maratonista como do madrugada dos mortos.e outros filmes desse tipo de zumbi velozes e furiosos kk. TWD é bem fiel ao tema. Isso é zumbi de respeito!
    • Marco T?lio P.
      so presta a 1 temporada
    • carlos m.
      essa serie tambem é legal cara
    • Nate N.
      Parei de assistir isso ai na primeira temporada, não curto zumbi comédia que nem da medo e umas criançinha segurando arma, não da pra respeitar. Queria que fosse tipo uma serie de madrugada dos mortos aquilo sim é zumbi de respeito.
    Mostrar comentários
    Back to Top