Minha conta
    Vin Diesel salvou Velozes & Furiosos? Entenda o que poderia ter sido o fim da franquia de Dominic Toretto
    Por Rafael Felizardo — 27 de nov. de 2021 às 18:00

    Em determinado momento, a Universal cogitou lançar Velozes e Furiosos direto em DVD, sem passar pelo circuito cinematográfico; o ato poderia ter ter decretado o fim dos filmes.

    Velozes & Furiosos é, atualmente, uma das franquias de filmes mais rentáveis da indústria cinematográfica. Com grandes lucros advindos dos 9 filmes lançados durante duas décadas - sem contar os spin-offs - a saga de Vin Diesel representa um pote de ouro para os cofres da Universal, estúdio dono dos direitos do longa.

    Contudo, nem sempre foi assim. Isso porque em determinado momento, mais precisamente após + Velozes + Furiosos, a franquia estagnou criativamente, chegando a ser cogitado o lançamento dos próximos filmes apenas em vídeo. Tal prática é conhecida por acabar sendo mais barata para os estúdios, recebendo, também, um lucro bastante reduzido se comparado à estreia nos cinemas. Isso sem contar a divulgação, que é mínima.

    Pois é. De acordo com Jeffrey Kirschenbaum, produtor de cinema e, na época, co-presidente de produção da Universal, a franquia quase foi lançada apenas em DVD, sendo um dos responsáveis por acabar com a ideia, nada mais, nada menos, que o astro Vin Diesel.

    "A conversa interna era que a franquia estava acabada", disse Kirschenbaum. "Naquele ponto, estávamos avaliando se íamos direto para o vídeo ou não para sequências futuras. Não tínhamos certeza do que íamos fazer", completou.

    Temendo o fim de seu tesouro, a Universal conseguiu convencer Diesel a voltar de vez para os filmes, começando por fazer uma pequena e surpresa aparição ao fim de Velozes & Furiosos: Desafio em Tóquio. Depois de ver uma grande resposta do público com a presença do ator no longa, o estúdio entregou de vez uma grande quantidade de controle criativo para o intérprete de Toretto. Hoje, Diesel não é apenas um dos produtores da saga, ele faz de tudo: desde estruturar a história, até selecionar músicas para a trilha sonora. A face de Dominic Toretto se tornou o principal rosto de Velozes & Furiosos, e a Universal agradece.

    A reação do público deu ao estúdio a confiança necessária para reiniciar de vez os filmes, voltando com sua equipe original de pilotos, policiais e ladrões, incluindo Paul Walker. Ao mesmo tempo, a empresa decidiu aprofundar os elementos que diferenciam Velozes & Furiosos dos blockbusters tradicionais, levando a franquia a um outro nível de investimento.

    A nova estratégia atingiu um de seus momentos mais marcantes com Velozes & Furiosos 5: Operação Rio, que acrescentou Dwayne Johnson ao time e ambientou o longa no Rio de Janeiro, lucrando mais de 632 milhões de dólares em todo o mundo.

    Daí para frente, a franquia deslanchou de vez, alcançando cifras estratosféricas e contando cada vez mais com nomes famosos nas produções. Presenças como Charlize Theron, Jason Statham e outros, entraram para compor o elenco da saga, que já tem confirmado mais dois filmes para os próximos anos.

    Mais uma vez a Universal  agradece.

    Velozes & Furiosos e outros 5 filmes para quem é apaixonado por carros; confira
    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Ator de Velozes & Furiosos surge irreconhecível como personagem de Dragon Ball
    • Velozes & Furiosos: Icônico carro usado por Paul Walker será leiloado por mais de R$ 3 milhões
    • Velozes & Furiosos: Após briga com Vin Diesel, The Rock diz gostar das piadas a respeito da rixa
    • Velozes & Furiosos: Ludacris comenta sobre a briga de The Rock e Vin Diesel
    • Velozes & Furiosos e Jurassic Park? Atriz da franquia de Vin Diesel comentou sobre a possibilidade de crossover
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top