Minha conta
    Marighella: Filme dirigido por Wagner Moura será lançado no streaming em dezembro
    Por Nathalia Jesus — 25 de nov. de 2021 às 17:15

    Estrelado por Seu Jorge, Adriana Esteves, Bruno Gagliasso e Humberto Carrão, Marighella se tornou o filme nacional mais assistido do Brasil no período de pandemia.

    Marighella chegou aos cinemas brasileiros em 4 de novembro, após dois anos de incerteza no lançamento. Aplaudido no Festival de Berlim, o longa-metragem dirigido por Wagner Moura acompanha a história de Carlos Marighella, guerrilheiro que lutou de frente contra a ditadura militar brasileira em 1969. Agora, o filme também estará disponível no streaming, para quem não teve oportunidade de assistir nas telonas.

    Consolidado como o filme mais assistido no Brasil durante o período de pandemia, Marighella chega à plataforma de streaming do Globoplay no dia 4 de dezembro, um mês após o lançamento nos cinemas. A informação foi concedida pela colunista do O Globo, Patricia Kogut.

    Marighella
    Marighella
    2h 35min
    Criador(es): Wagner Moura
    Com Seu Jorge, Adriana Esteves, Bruno Gagliasso, Rafael Lozano, Charles Paraventi
    Adorocinema
    3,5
    Ver sessões (114)

    Marighella tem como protagonista o cantor e ator Seu Jorge, que também esteve em cartaz com Pixinguinha — Um Homem Carinhoso. Além disso, o elenco também é formado por Adriana Esteves, Bruno Gagliasso, Humberto CarrãoHerson Capri e Maria Marighella, neta do verdadeiro guerrilheiro representado no filme.

    Marighella foi censurado, de acordo com Wagner Moura

    Em entrevista concedida ao AdoroCinema, o diretor Wagner Moura afirmou que, devido ao caráter político, foi impedido de estrear no Brasil, atrasando o lançamento em dois anos. “O filme foi proibido de estrear aqui, o que é um absurdo. Fomos atacados desde o começo. Na época em que estávamos financiando, durante as filmagens, fomos ameaçados, depois houve todo o imbróglio com a Ancine.”

    Além das negativas a Marighella, o ator e cineasta contou que outras obras culturais passaram pela mesma burocracia e falou em censura. “Não tenho a menor dúvida de que Marighella foi censurado. Os pedidos eram corriqueiros e num momento em que Bolsonaro falava abertamente sobre filtragem na Ancine, que a Ancine tinha que acabar. Não foi só com a gente. Era uma época em que falavam que não poderia ter um filme de Bruna Surfistinha, que editais LGBT eram cancelados inexplicavelmente.”

    Quem foi Carlos Marighella?

    Artista, político e guerrilheiro, Carlos Marighella foi uma das principais figuras na luta contra a repressão da ditadura no Brasil até sua morte em 1969, quando foi assassinado por agentes do governo em uma emboscada. Considerado o “inimigo número 1 do Brasil”, o guerrilheiro foi preso por subversão pela primeira vez em 1932, ao publicar um poema com críticas a líderes governamentais.

    Mais tarde, chegou a ser torturado na Era Vargas, até se eleger Deputado Federal em 1946. No ano do golpe militar, 1964, foi baleado dentro de um cinema — cena que está no filme — e partiu para a revolta armada, decisão que o tornou uma figura controversa dentro do movimento libertário — questão que também é ilustrada no filme de Wagner Moura.

    Confira quais filmes estão em cartaz nos cinemas brasileiros (Atualizado)
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top