Meu AdoroCinema
    Mank e mais 5 filmes imperdíveis para conhecer Hollywood
    Por Bruno Botelho dos Santos — 4 de dez. de 2020 às 18:18

    Novo filme de David Fincher da Netflix revisita Era de Ouro em Hollywood e é a grande promessa para o Oscar 2021.

    Mank, novo filme de David Fincher para a Netflix, é um filme que revisita a Era de Ouro em Hollywood e mostra a história por trás da produção de Cidadão Kane, um clássico do cinema indicado a 9 Oscars.

    Além de Mank, muitos filmes já retrataram histórias ou recriaram momentos da história do cinema, mais especificamente sobre Hollywood. Muitos deles até mesmo criticaram a própria indústria. Assim, a casa do cinema norte-americano povoa o imaginário do público.

    Pensando nisso, o AdoroCinema separou 5 filmes imperdíveis que falam sobre Hollywood, além de Mank.

    Mank (2020)

    O enredo de Mank segue a história tumultuosa do roteirista Herman J. Mankiewicz, da obra-prima icônica de Orson WellesCidadão Kane (1941) e sua luta com o autor Orson Welles pelo crédito do script do grandioso longa.

    David Fincher, diretor de Clube da Luta e Garota Exemplar, recria de maneira exuberante o passado de Hollywood e aos bastidores da produção, trazendo reflexões sobre a indústria do cinema e processo criativo de um autor.

    Leia a crítica do AdoroCinema para o filme Mank

    Era uma Vez em... Hollywood (2019)

    Era uma Vez em... Hollywood revisita Los Angeles em 1969. Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) é um ator de TV que, juntamente com seu dublê Cliff Booth (Brad Pitt), está decidido a fazer sucesso em Hollywood. Assim, conhece pessoas influentes na indústria cinematográfica, o que os acaba levando aos assassinatos realizados por Charles Manson na época, entre eles o da atriz Sharon Tate (Margot Robbie), esposa do diretor Roman Polanski (Rafal Zawierucha)

    Afiado como sempre, Tarantino faz um filme irônico, que critica Hollywood e a indústria cinematográfica ao mesmo tempo que faz uma grande homenagem aos anos 1960. O diretor revelou 10 filmes para assistir antes desse.

    La La Land (2017)

    O pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) ao chegar em Los Angeles e os dois se apaixonam. Em busca de oportunidades para suas carreiras, eles tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

    Damien Chazelle, de Whiplash, faz de La La Land uma grande homenagem aos musicais clássicos de Hollywood. É um projeto nostálgico e mágico sobre uma história de amor entre duas pessoas, mas principalmente de amor à arte. Vale muito a pena, é um dos musicais de maior bilheteria do cinema e, sem dúvidas, vai te fazer dançar.

    O Artista (2011)

    O Artista se passa na Hollywood de 1927, quando o astro do cinema mudo George Valentin (Jean Dujardin) começa a temer se a chegada do cinema falado fará com que ele perca espaço e acabe caindo no esquecimento. Enquanto isso, a bela Peppy Miller (Bérénice Bejo), jovem dançarina por quem ele se sente atraído, recebe uma oportunidade e tanto para trabalhar no segmento.

    É um dos melhores filmes já feitos sobre os altos e baixos de Hollywood, que consegue transportar o espectador para outra época para explorando o eterno conflito entre o velho e novo que sempre ronda a indústria cinematográfica.

    Ave, César! (2016)

    Na Hollywood dos anos 1950, Edward Mannix (Josh Brolin) é o responsável por proteger as estrelas do estúdio Capitol Pictures de escândalos e polêmicas e vive um dia intenso quando Baird Whitlock (George Clooney), astro da superprodução Hail, Caesar!, é sequestrado no meio das filmagens por uma organização chamada "Futuro".

    Com um elenco repleto de estrela como Ralph FiennesScarlett Johansson e Tilda SwintonAve, César! traz mais um roteiro irônico de Joel CoenEthan Coen sobre as histórias menos glamourosas e obscuras de Hollywood.

    Cantando na Chuva (1952)

    Don Lockwood (Gene Kelly) e Lina Lamont (Jean Hagen) são dois dos astros mais famosos da época do cinema mudo em Hollywood, com filmes de sucesso de público. Mas uma novidade no mundo do cinema chega para mudar totalmente a situação de ambos no mundo da fama: o cinema falado, que logo se torna a nova moda entre os espectadores. Decidido a produzir um filme falado com o casal mais famoso do momento, Don e Lina precisam entretanto superar as dificuldades do novo método de se fazer cinema, para conseguir manter a fama conquistada.

    Assim como O ArtistaCantando na Chuva também fala sobre a transição entre o velho e o novo, com uma uma narrativa inteligente e divertida que mostra dois artistas grandiosos tendo que se desafiar e reinventar suas carreiras.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top