Minha conta
    Deborah Secco rebate Bolsonaro em crítica a Bruna Surfistinha
    Por Ygor Palopoli — 19 de jul. de 2019 às 21:00

    Presidente acusou o filme de ativismo velado.

    Durante seu anúncio da decisão de mover a direção da Agência Nacional do Cinema (Ancine) para Brasília, o presidente Jair Bolsonaro usou como argumentativa o "ativismo" velado em algumas produções brasileiras, como, por exemplo, Bruna Surfistinha, estrelado por Deborah Secco. No entanto, algumas horas depois, foi a vez da atriz rebater as críticas.

    Em um áudio, fornecido por sua assessoria de imprensa à Veja, Deborah disse estar impressionada com a declaração: "Fiquei muito triste e um pouco chocada do filme ter sido colocado nesse lugar. Temos que falar sobre tudo para que, através da arte, possamos debater sobre a realidade. Não podemos nos calar vendo tudo isso”.

    Secco aproveitou para ressaltar a importância do debate sobre prostituição no Brasil: "A história retrata uma história real, não só da Bruna, mas de outras mulheres que se encontram nessa situação. Queria muito que nenhuma mulher tivesse que se vender para sobreviver, mas essa não é a realidade no nosso país".

    O Globo / Reprodução
    Jair Bolsonaro falou sobre o filme durante evento comemorativo aos 200 dias da instauração do novo governo brasileiro.

    Justificando sua escolha de mover a direção da Ancine para Brasília, Jair declarou que seria inadmissível que "se façam filmes como o da Bruna Surfistinha".  A transferência do Conselho Superior de Cinema para a Casa Civil foi assinada no fim desta quinta-feira (18). 

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Ailton Cavalcante
      é uma pena q vc tenha mencionado a palavra 'cultura' sem ao menos entender o significado dela. O Google está aí para isso. Não se acanhe em usá-lo para evitar comentários sem sentido.
    • Ailton Cavalcante
      parece que nesse país só quem faz filme é a globo.
    • Ailton Cavalcante
      arte desse tipo eu dispenso
    • FERNANDA MATTOSO
      Machão de plantão como Sr. Mito se declara, imagino quantas Brunas Surfistinhas devem ter passado pelas suas mãos nos flats de luxo em Brasília, até se apaixonar perdidamente pela sua esposa (a terceira já). Mais um vômito ácido no microfone, mais um tema fútil, mais uma desconstrução, mais retrocesso e um bom pretexto para continuar sem tomar as verdadeiras providências que o país precisa.
    • Jonas S
      Collor: I was the worst president in Brazil history Bolsonaro: Hold my mamadeira de piroca
    • Iago Medeiros
      Não me surpreende, um estúpido que se nega ao conhecimento jamais será capaz de apreciar e entender arte, não por falta de capacidade, mas por falta de vontade.
    Mostrar comentários
    Back to Top