Minha conta
    Festival de Cannes 2017: Filme húngaro é o primeiro vaiado na edição deste ano
    Por Francisco Russo — 19 de mai. de 2017 às 00:01

    Jupiter's Moon, de Kornél Mundruczó.

    Não é de hoje que o Festival de Cannes tem por tradição vaiar os filmes mal recebidos pela imprensa mundial, mas fato é que, nos últimos anos, tal situação tem se tornado mais recorrente. Se em 2015  O Mar de Árvores foi execrado, no ano seguinte foi a vez de The Last Face passar pela mesma situação. Como consequência, ambos levaram muito tempo até enfim chegar aos cinemas de qualquer país. Em menor proporção, 2016 ainda foi marcado pelas vaias moderadas a Personal ShopperDemônio de Neon e Apenas o Fim do Mundo. Pois a seleção deste ano já tem seu primeiro filme vaiado: Jupiter's Moon, do diretor húngaro Kornél Mundruczó. É bem verdade que não foram vaias estrondosas, mas elas existiram. Muito graças aos problemas narrativos deste inusitado filme de super-herói húngaro, onde um refugiado passa a ter o dom de levitar após ser supostamente morto pela polícia local. Confira nossa crítica! Vale lembrar que Mundruczó não é um novato na seleção do Festival de Cannes: ele já competiu em outras três oportunidades, tendo ganho o prêmio de melhor filme na mostra Un Certain Regard por White God e o prêmio FIPRESCI por Delta.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top