Meu AdoroCinema
    Scarlett Johansson e Natalie Portman estão entre as cotadas para interpretar Lisbeth Salander na sequência de Millenium
    Por Laysa Zanetti — 13 de mar. de 2017 às 20:30

    A Garota na Teia de Aranha foi confirmado pela Sony, e terá Fede Alvarez na direção.

    Rooney Mara tentou, tentou bastante – e fez campanha por anos – para voltar a interpretar Lisbeth Salander em uma possível sequência de Millenium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres. Enfim, a continuação foi anunciada pela Sony Pictures... mas com um elenco inteiramente novo. Perdeu, Rooney Mara. 

    A Garota na Teia de Aranha (baseado no quarto livro da saga Millenium, escrito por David Lagercrantz após o falecimento de Stieg Larsson) terá o diretor Fede Alvarez no comando, e segundo a Variety duas atrizes já estão entre as inicialmente cotadas para viver a hacker: Scarlett Johansson e Natalie Portman.

    Segundo a revista, Alvarez já está começando a se encontrar com algumas potenciais candidatas. Scarlett Johansson havia até mesmo sido cotada para o longa de David Fincher, e Alicia Vikander foi apontada como a favorita para assumir o papel em 2015, quando foi confirmado (então, sem data) que a saga Millenium seria de fato retomada.

    É claro, todos estes nomes ainda são especulações iniciais, e não há nada escrito em pedra. O curioso é observar o perfil completamente diferente de Portman ou Johansson, comparado a Rooney Mara ou a Noomi Rapace (que interpretou Salander na versão sueca da trilogia). Mesmo assim, já vimos todas (incluindo aí Alicia Vikander) provando sua versatilidade em papéis bastante variados ao longo das carreiras. Mas quem você gostaria de ver no  papel?

    Rooney Mara (à esq.) e Noomi Rapace (à dir.), ambas como Lisbeth Salander

    The Girl in the Spider's Web (título original) terá roteiro desenvolvido por Alvarez, Steven Knight e Jay Basu. David Fincher será um dos produtores executivos. A estreia é prevista para outubro de 2018.

     

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top