Minha conta
    Bilheterias Estados Unidos: Procurando Dory tem a melhor estreia para uma animação em todos os tempos
    Por Bruno Carmelo — 21 de jun. de 2016 às 10:00

    O filme da Pixar destruiu recordes com US$135 milhões em três dias.

    Alguns especialistas suspeitavam que Procurando Dory pudesse quebrar recordes de bilheteria neste fim de semana, mas a animação superou os prognósticos mais otimistas. O filme da Pixar atingiu US$135 milhões em três dias, ultrapassando o recorde de Shrek Terceiro (US$122 milhões) para se tornar a maior estreia para uma animação em todos os tempos.

    Procurando Dory também conquistou o posto de melhor pré-estreia para uma animação, com US$9,2 milhões obtido na quinta-feira à noite, e maior bilheteria num único dia para uma animação, com US$54,9 milhões. O filme ainda obteve US$50 milhões nos países estrangeiros onde estreou.

    Apesar do domínio da Disney, a comédia Um Espião e Meio, dos estúdios Warner, também pôde comemorar com sólidos US$35,5 milhões. As estreias da semana anterior sofreram quedas fortes, de pelo menos 58% cada uma. Completando o top 5 aparecem Invocação do Mal 2 (US$14,8 milhões), Truque de Mestre - O Segundo Ato (US$9,3 milhões) e Warcraft - O Primeiro Encontro de Dois Mundos (US$7,2 milhões).

    Entre os outros destaques, Capitão América - Guerra Civil acaba de atingir a excelente marca de US$400 milhões apenas nos Estados Unidos. Já a estreia de terror Clown obteve um resultado péssimo, com míseros US$27 mil em cem cinemas, ficando apenas na 37ª posição.

    Confira todos os resultados das bilheterias nos Estados Unidos.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Bilheterias Estados Unidos: Em época com poucos filmes de terror, Invocação do Mal 2 estreia no topo
    • Bilheterias Estados Unidos: As Tartarugas Ninja fica em primeiro, mas levanta debate sobre excesso de sequências
    • Bilheterias Estados Unidos: X-Men Apocalipse e Alice Através do Espelho não repetem sucesso dos filmes anteriores
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top