Meu AdoroCinema
    É Tudo Verdade 2015: A Paixão de JL é o grande vencedor
    Por Bruno Carmelo — 19 de abr. de 2015 às 10:30

    O documentário de Carlos Nader revela as fitas gravadas por José Leonilson, que descobre ser portador do vírus HIV.

    A 20ª edição do festival É Tudo Verdade, dedicado exclusivamente aos documentários, chegou ao fim anunciando os vencedores das mostras competitivas brasileira e internacional.

    Entre os filmes nacionais, o vencedor foi A Paixão de JL, de Carlos Nader. A obra mostra as gravações de José Leonilson, homem que decide narrar acontecimentos mundiais, até a descoberta de sua soropositividade, que transforma o caráter dos registros. Entre os concorrentes internacionais, o prêmio foi entregue ao filme A França é Nossa Pátria, de Rithy Panh, que retrata as influências da colonização francesa na Indochina.

    Confira a lista completa de vencedores:

    Competição internacional
    Melhor longa-metragem: A França é Nossa Pátria, de Rithy Panh
    Melhor curta-metragem: Supercondomínio, de Teresa Czepiec
    Menção honrosa para longa-metragem: Hora do Chá, de Maite Alberdi
    Menção honrosa para curta-metragem: Urso, de Pascal Flörks

    Competição brasileira
    Melhor longa-metragem: A Paixão de JL, de Carlos Nader
    Melhor curta-metragem: Cordilheira de Amora II, de Jamille Fortunato

    Prêmio Canal Brasil de curtas
    De Profundis, de Isabela Cribari

    Prêmio ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema)
    Melhor longa-metragem: A Paixão de JL, de Carlos Nader
    Melhor curta-metragem: Sem Título #2, LA MER LARME, de Carlos Adriano

    Prêmio ABD São Paulo de melhor curta-metragem brasileiro
    Cordilheira de Amora II, de Jamille Fortunato

    Prêmio Mistika
    Melhor documentário em curta-metragem: Cordilheira de Amora II, de Jamille Fortunato

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top