Minha conta
    Harry Potter: Personagem cortado do primeiro filme poderia aparecer em versão estendida, mas tudo depende da Warner
    4 de dez. de 2022 às 12:00
    Lucas Leone
    Lucas Leone
    -Redator
    Lucas só continua nesta dimensão porque Hogwarts ainda não aceita alunos brasileiros. Ele até tentou ir para Westeros ou o Condado, mas perdeu a hora do Expresso do Oriente. Hoje, pode ser visto escrevendo no Central Perk mais próximo.

    Mesmo sendo a criatura que o diretor Chris Columbus mais amava no mundo mágico, acabou excluída de Harry Potter e a Pedra Filosofal.

    Em um podcast organizado pela Entertainment Weekly em 2016, Chris Columbus, diretor dos dois primeiros filmes da franquia Harry Potter, trouxe à tona muitas lembranças das filmagens e também alguns arrependimentos. A começar pela ausência de Pirraça, o poltergeist que assombra o castelo de Hogwarts e enlouquece o zelador Filch (interpretado por David Bradley). Ele era, segundo o cineasta, seu personagem favorito.

    Inicialmente encarnado por Rik Mayall em Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001), as cenas de Peeves (nome original) foram gravadas, mas acabaram descartadas durante a edição – e sequer entraram no DVD. “Infelizmente tivemos que fazer cortes”, explicou Columbus, “porque a primeira versão durava quase 3h. E era para ser um personagem totalmente em CGI.”

    “No final, isso nos economizou muito dinheiro, mas também quebrou muitos corações. De qualquer forma, as sequências existem, então pode haver a possibilidade de um dia ver as imagens do personagem e reintegrá-las ao filme se as pessoas quiserem”, completou Columbus. Uma declaração que mais parece um chamado aos fãs da saga mágica para que cobrem a Warner Bros.

    Warner Bros. Pictures
    Rik Mayall como Pirraça em cena cortada de A Pedra Filosofal.

    Se o diretor obviamente não esconde seu desejo de fazê-lo, o banho frio veio do lado do próprio estúdio, que nunca se manifestou a respeito dos trechos excluídos. Em 2021, durante uma participação no podcast do The Wrap, Columbus retomou o assunto, evocando uma versão estendida do primeiro filme em que as cenas de Pirraça seriam incluídas.

    O cineasta confidenciou que a primeira montagem de A Pedra Filosofal, apresentada à Warner Bros. como teste, tinha nada menos que 3h, ou seja, 30 minutos a mais do que o resultado visto nos cinemas. Se uma versão prolongada for eventualmente lançada, com 7 minutos adicionais de Pirraça, ainda estaremos longe da duração original.

    Harry Potter: Cientistas descobrem novo micro-organismo e dão nome inspirado em vilão do mundo mágico

    “Sabíamos que o filme funcionava porque fizemos algumas exibições. Em Chicago, os pais acharam muito longo enquanto as crianças, ao contrário, acharam muito curto. Eu disse a mim mesmo que, como as crianças normalmente não conseguem prestar atenção por muito tempo, isso era um bom sinal”, revelou Columbus.

    A bola agora está com a Warner. Embora o novo CEO do estúdio, David Zaslav, tenha expressado recentemente sua vontade de produzir mais longas-metragens de Harry Potter, ainda não colocou uma versão estendida de A Pedra Filosofal em seu planejamento, tampouco em seu serviço de streaming, a HBO Max. Resta, portanto, aguardar.

    Harry Potter e a Pedra Filosofal
    Harry Potter e a Pedra Filosofal
    Data de lançamento 23 de novembro de 2001 | 2h 32min
    Criador(es): Chris Columbus
    Com Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson
    Usuários
    4,5
    Assista agora em HBO Max

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top