Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Hulk
    Média
    3,2
    1072 notas e 28 críticas
    distribuição de 28 críticas por nota
    2 críticas
    2 críticas
    7 críticas
    8 críticas
    6 críticas
    3 críticas
    Você assistiu Hulk ?

    28 críticas do leitor

    David d.
    David d.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 4 críticas deles

    1,0
    Enviada em 20 de maio de 2020
    O pior filme de todos do Hulk. A história é dramática demais, o Hulk é humano demais, controlado demais, não tem raiva e ainda por cima é fraco, muito mais fraco que o de outros filmes. Nem parece o Hulk.
    Raquel Mendes
    Raquel Mendes

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 4 de abril de 2020
    Comprando com o de 2008, o entendo desse é muito mais desenvolvido.As cenas de ação não são tão boas quanto ao outro, porém as coisas fazem mais sentido nesse.
    Zé Luiz
    Zé Luiz

    Segui-los 31 seguidores Ler as 48 críticas deles

    1,0
    Enviada em 24 de maio de 2020
    Ate hoje não consigo entender o que Ang Lee fez. O filme é péssimo, mas até entendo, durante o início da década a Marvel estava em falência de novo, e deu nisso. Um misto de desespero e tão descontrolado quanto o personagem: uma bomba.
    Pauloesport
    Pauloesport

    Segui-los Ler as 5 críticas deles

    2,0
    Enviada em 16 de outubro de 2019
    A primeira adaptação do gigante esmeralda não é memorável...tirando os poodles gigantes,o visual datado do hulk,o vilão péssimo e o fato de seu protagonista não parar de crescer o filme todo dá pra assistir.Não vou dizer que o diretor Ang Lee não tentou fazer um filme bom pelo menos,toda as estética de quadrinhos e o drama de Bruce Banner são bem colocados no filme,porém o que acaba saltando nas nossas caras são os erros,infelizmente.
    Alexandre C.
    Alexandre C.

    Segui-los 3632 seguidores Ler as 525 críticas deles

    4,0
    Enviada em 7 de maio de 2019
    Muita gente não curtiu muito esse Hulk, mas achei bom, foi a primeira vez que vimos o Hulk com efeitos especiais modernos na tela, tem uma história boa mostrando o início do monstro tem um bom roteiro otimos efeitos, bom filme.
    anderson j
    anderson j

    Segui-los 175 seguidores Ler as 222 críticas deles

    3,0
    Enviada em 19 de abril de 2018
    Mais uma adaptação que erra no tom do filme.Ang Lee é um excelente diretor e fica claro que ele põe todo coração dele aqui,oque é ótimo,mas o filme é completamente dramático e sisudo e não se diverte consigo mesmo. O que é um problema pois hulk e drama não é boa combinação, até combina com Banner mas com Hulk não. E ate nas cenas do verdão em ação o filme enfatiza o drama e a seriedade. Mas devo ser justo há momentos memoráveis e a música de danny elfman é muito boa como sempre, o elenco esta ótimo, há aqueles que dizem que os efeitos são ruins,eu discordo,revendo o filme recentemente os efeitos visuais são ótimos pode-se perceber a textura e cada expressão facial do hulk, os efeitos até hoje são bonitos não os considero datados... A falta de um Vilão específico é outro ponto negativo do longa, aliás não fica muito claro porque o pai de bruce quer o poder do hulk pra si, e quando ele consegue finalmente não acontece absolutamente nada e acaba sendo muito frustrante... Além do seu drama excessivo, o filme conta com uma edição estilo historia em quadrinhos que deixa tudo bem esquisito e também algumas cenas psicodélicas incluindo árvores e flores desérticas e lagartos que em nada ajudam.Faltou nesse filme mais loucura mais diversão e uma pitadinha de drama....mas optou por ser assumidamente um drama. Mas o bacana deste filme é que envelhece bem e melhora muito a cada revisada, merecia continuação e ainda dirigida por Ang Lee, pois oque ele fez aqui ele fez muito bem feito, apenas não dosou bem algumas coisas.
    Luis R.
    Luis R.

    Segui-los 15735 seguidores Ler as 759 críticas deles

    2,0
    Enviada em 30 de outubro de 2016
    Apesar de possuir boas cenas de ação,filme é fraco com seu ritmo arrastado e trama desenvolvida de maneira tediosa.
    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 18675 seguidores Ler as 1 082 críticas deles

    3,0
    Enviada em 20 de setembro de 2016
    Mesmo através de tantas críticas negativas, eu acabei gostando desse Hulk. Tem problemas, é longo demais, e poderia ter mais ação.
    Roberto O.
    Roberto O.

    Segui-los 18 seguidores Ler as 59 críticas deles

    2,5
    Enviada em 10 de maio de 2016
    O Hulk que não esmagou o suficiente! O ano era 2003, e a ‘Era Heróica’ do cinema dava os seus primeiros passos. Após os sucessos de X-Men (2000) e Homem-Aranha (2002), era só uma questão de tempo até que um outro personagem muito presente no imaginário popular também ganhasse sua chance nas telonas. Eis que surge, portanto, na esteira do sucesso de seus pares, o Hulk de Ang Lee. Mas, algo deu errado... o que teria sido? As criaturas geradas por computador que já nos acostumados a ver nos cinemas evoluíram muito em quinze anos, e o Hulk que hoje temos ao lado dos Vingadores ‘convence’ em textura, expressões e movimentos. Entretanto, a versão em CGI do anti-herói concebida para essa sua primeira incursão na tela grande recebeu duras críticas, sendo considerado superficial demais, quase um desenho animado. Houve até quem o comparasse com o ogro Shrek (não era para tanto)! E, se um filme tem um protagonista digital que não é suficientemente convincente, toda a experiência de assisti-lo pode ficar terrivelmente comprometida. A despeito de seu aspecto visual, contudo, o tom escolhido para o longa parece ter sido, também, equivocado. O diretor taiwanês Ang Lee, conhecido por suas obras ‘sensíveis’, quis dar o seu toque autoral ao personagem, e optou por mergulhar profundamente no psicológico do Dr. Bruce Banner (vivido por Eric Bana) e seus conflitos interiores após os efeitos da radiação à qual foi submetido (nesta versão) desde a infância por seu pai (Nick Nolte), com quem passa a manter uma turbulenta relação. O bombardeio de raios gama que o afeta é só o estopim para que se manifeste nele algo que já estava latente há tempos. Depois de muito suspense (e pouca ação), quando o Hulk finalmente surge em cena – neste projeto que chegou até a ser chamado de ‘filme de arte de super-herói’ – já se passou quase uma hora de projeção. O que vem a seguir é uma série de perseguições incansáveis – em meio a um melancólico deserto – perpetradas pelo exército, sob a liderança do General Ross (Sam Elliott), que vê o Hulk como um monstro a ser combatido, e um desfecho dramático focado no acerto de contas entre pai e filho. Contendo algumas bizarrices, como 'cães-hulk' e o vilão apresentando 'sintomas' de Homem-Absorvente, a trama ainda reserva espaço para o eterno paralelo do gigante esmeralda com A Bela e a Fera, por meio do envolvimento entre Banner e Betty Ross (Jennifer Connelly), a filha do general. A narrativa densa e intimista, somada à atmosfera contemplativa e bucólica, além das peculiaridades acima citadas, fizeram com que a produção não agradasse as grandes plateias. Curioso é que esses mesmos aspectos apontados como defeitos, se vistos sob outro ângulo, poderiam ser considerados como qualidades! Mas essa abordagem intelectual não era a que o público esperava, e o longa de Lee acabou caindo no esquecimento, ainda mais que, apenas cinco anos depois, uma nova versão foi realizada, desta vez já inserida no Universo Cinematográfico Marvel, e com resultados (um pouco) melhores, conseguidos com uma exploração mais agressiva do estilo "Hulk esmaga" do gigante esmeralda. Mas essa é uma outra história...
    Sandro P.
    Sandro P.

    Segui-los 5542 seguidores Ler as 572 críticas deles

    4,5
    Enviada em 27 de abril de 2016
    Sei que a critica não foi boa e os fãs não gostaram, mas eu particularmente achei muito bom... Gostei das cenas de ação e da química entre o Eric Bana e Jennifer Connell.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top