Minha conta
    Soul
    Média
    4,4
    594 notas
    Você assistiu Soul ?

    64 Críticas do usuário

    5
    31 críticas
    4
    21 críticas
    3
    7 críticas
    2
    0 crítica
    1
    3 críticas
    0
    2 críticas
    Iracema J
    Iracema J

    Seguir usuário 5 seguidores Ler as 48 críticas

    5,0
    Enviada em 1 de janeiro de 2021
    Possivelmente um dos melhores filmes lançados nos últimos anos pela Pixar. Tem o apelo de Viva -a vida é uma festa mas construído de forma muito mais complexa sobre questões metafísicas. Os gráficos são surpreendentes principalmente os das almas abstratas que tornam a experiência realmente etérea. Um filme emotivo e cativante de fazer jorrar lágrimas. Uma obra prima filosófica que cria reflexões sobre o sentido da vida. Filme obrigatório!
    Deyse C.
    Deyse C.

    Seguir usuário 1 seguidor Ler as 4 críticas

    5,0
    Enviada em 26 de dezembro de 2020
    Filme incrível, um dos mais profundos da pixar. Merece não só centenas de prêmios, mas momentos dedicados somente à reflexão frente aos temas apresentados.
    FelipeH314
    FelipeH314

    Seguir usuário 2 seguidores Ler as 9 críticas

    5,0
    Enviada em 26 de dezembro de 2020
    Lindíssimo. Tratar de um tema tão complexo e subjetivo de uma forma tão leve e bonita faz não é fácil. O filme é divertido, emocionante e reflexivo na medida certa, com certeza mais uma grande acerto da Pixar.
    Ryan
    Ryan

    Seguir usuário 263 seguidores Ler as 326 críticas

    5,0
    Enviada em 27 de dezembro de 2020
    Um filme repleto de metáforas sutis, daquelas que interpretamos pelas nossas vivências. Uma arte gráfica muito linda e detalhada. Extremamente doce, divertido e cativante.
    Matheus Branhan
    Matheus Branhan

    Seguir usuário Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 26 de dezembro de 2020
    Simplesmente incrível;
    Sensacional;
    Perfeito;
    Espetacular;
    Obra-prima;
    Emocionante;
    Esplêndido;
    Incrível...
    ALESSANDRA PATRÍCIO
    ALESSANDRA PATRÍCIO

    Seguir usuário Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 25 de dezembro de 2020
    O filme é um espetáculo, visualmente e de mensagem, mas de difícil compreensão para o público infantil. Obra prima, certamente.
    Emanuel Madeira
    Emanuel Madeira

    Seguir usuário Ler as 5 críticas

    5,0
    Enviada em 30 de dezembro de 2020
    Viver é um pulo de coragem

    A Pixar sempre aliou inovação tecnológica com histórias originais e criativas no seu catálogo. Mas sua nova produção Soul foi fora de todas as expectativas, está além de tudo o que esperávamos do estúdio, que a partir do lançamento de Divertida mente, pareceu começar um novo horizonte em suas animações.

    Divertida Mente foi a primeira produção de Pete Docter, sem ter os dedos de John Lesseter, o figurão dos grandes sucessos da Pixar. O longa foi o primeiro feito com esta fórmula nova, com vibração para o público jovem, mas voltando sua atenção também para o público adulto, em subliminares mensagens.

    Segurem-se nas cadeiras: Estamos prestes a ir para o infinito e além.

    Soul é um filme que fala sobre o que nos move, nossas motivações, aspirações e qual relevância damos a ela. Para tornar esta discussão palpável, usaram a música para ser veículo motivador, e ela merece um parágrafo a parte:

    Joe Gardener é um músico que vive a sua arte. A música o inspira, e ela conforme vai aparecendo no longa, consegue também nos inspirar. O protagonista é um apaixonado por jazz, e aqui foi uma das grandes sacadas do filme: Aliar o vernáculo ‘’Soul’’, a seus sentidos textuais: Soul pode significar alma, como também um estilo musical negro-americano, com fortes raízes africanas.

    O estilo musical só tem êxito, quando é tocado com sensibilidade, com o coração, ou seja, com alma.

    O jazz é um estilo sem muitas regras, muito livre, leve e solto. O jazz sempre pede do seu instrumentista, entrega, leveza, pede sempre para se perceber o clima do que está sendo tocado, nos levando a fluidez da música. Para maiores informações sobre leveza e fluidez musical, busque por Duke Ellington ‘’In a Sentimental Mood’’ ou Thelonious Monk ‘’Round Midnight’’ no seu Spotify.

    O filme faz o expectador se perguntar: ‘’Qual a sua motivação?’’ Se você já tem ela, ele te pergunta novamente: ‘’O que a sua motivação, faz ser você?’’

    A partir de uma cena, onde uma alma hippie navegante, um salva-almas perdidas, me fez voltar aos anos 60, relembrando algumas das personalidades que vibraram a nossa cultura: Bob Dylan ou os Beatles buscaram através da criatividade e da imaginação, a inspiração por uma vida de possibilidades.

    E está aí a mensagem do filme. A vida é uma possibilidade de descobertas, cheia de criatividade, imaginação, todas elas vindas de inspiração. Só sabemos nossa motivação, se nos permitirmos experimentar o que ela tem. Não há caminho errado, há o seu caminho, único, livre!

    Acho pequeno e fora do sentido que o filme busca, a crítica que li em um grande jornal, a respeito do longa. Fez citações ao redor de temas como protagonismo racial diminuindo a obra a partir de comparações dos trabalhos passados dos dubladores. Em meio a muitos pré-julgamentos e pré-conceitos para com a animação, falaram muito e não disseram nada, se esqueceram do tema, do filme. Que crítica é essa?

    Críticas a parte (a crítica alheia e a crítica-sobre-a-crítica), ao meu entender, o filme descarta a realidade da brevidade da existência, de uma maneira inspiradora. E a boa vida não é isso? Um fluxo constante de buscas, motivações e realizações!?

    Soul é incrível ao mostrar em uma história cativante que, viver é um pulo de coragem, onde podemos aproveitar as experiências intensamente, aproveitando cada minuto do que se vive, por quê do outro lado, ela continua.
    Meiriellen N
    Meiriellen N

    Seguir usuário 36 seguidores Ler as 86 críticas

    0,5
    Enviada em 22 de janeiro de 2021
    Q filme é esse?! Sem tudo. Não tem nada atrativo. Nada. Lembra divertidamente de um modo ruim. Não tem 1 coisa q eu diga q foi bom. As cores apagadas do além. Uma resolução meia boca. Gastaram em vão. Foi triste.
    Vitor Araujo
    Vitor Araujo

    Seguir usuário 2.754 seguidores Ler as 618 críticas

    3,5
    Enviada em 11 de janeiro de 2021
    Um professor amante de jazz tem sua grande chance até que morre acidentalmente e deve tentar retornar a sua vida. Uma história bem complexa que retrata sobre vida após a morte, interesses, motivações, propósitos de vida. Reflexivo e bem sério, maduro. Esperei ter aquele ponto de clímax, porém não ocorreu. Talvez esperava demais. O filme é muito bom, design de personagens e visual da cidade de Nova Iorque está incrível. A história por ser muito abstrata talvez poderia ter sido melhor trabalhada. Bem legal.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Seguir usuário 22.286 seguidores Ler a crítica

    3,5
    Enviada em 30 de dezembro de 2020
    Joe Gardner (dublado por Jamie Foxx no áudio original) é um professor de música que sonha em deixar sua marca no jazz e consegue uma oportunidade de ouro, mas perde a chance de sua vida —literalmente— ao sofrer um acidente.

    dos mesmos criadores de divertida mente mais uma grande animação da Disney, que realmente emociona e deixa uma mensagem muito bonita, um filme para curtir com toda a família
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top