Minha conta
    Grave
    Média
    3,0
    153 notas e 21 críticas
    distribuição de 21 críticas por nota
    3 críticas
    4 críticas
    3 críticas
    2 críticas
    5 críticas
    4 críticas
    Você assistiu Grave ?

    21 críticas do leitor

    Wander P.
    Wander P.

    Segui-los 17 seguidores Ler as 33 críticas deles

    1,5
    Enviada em 19 de setembro de 2020
    Fotografia do filmes e os atores são bons, a história tem um inicio legal, mas depois se torna algo sem sentido e sem contexto, parece que não se sabia mais o que fazer no meio do filme pra deixar ele bom, e o final desastroso.
    SilméiaVieira
    SilméiaVieira

    Segui-los 2 seguidores Ler as 49 críticas deles

    5,0
    Enviada em 17 de maio de 2020
    Eu não gosto de gore, mas fiquei interessada em assistir esse filme. Valeu a pena! Tem cenas perturbadoras sim, mas não em excesso. E os canibais não são descritos como psicopatas, loucos. Aqui eles tem sentimentos, família, amigos, laços amorosos.
    spoiler: No final a personagem principal não muda seus maus hábitos.
    Matar seres humanos com certeza é errado. E Grave romantiza o canibalismo, o assassinato. Mostra-o como algo aceitável, normal. Isso pode influenciar pessoas mais suscetíveis. Fora isso o filme é ótimo.
    Luana O.
    Luana O.

    Segui-los 229 seguidores Ler as 463 críticas deles

    0,5
    Enviada em 19 de março de 2020
    Sinceramente não entendi como as pessoas conseguiram chegar ao final do filme....desisti nos primeiros minutos, pois as cenas são bizarras, impossível assitir sem ter ânsia.
    Daniela M
    Daniela M

    Segui-los 1 seguidor Ler as 12 críticas deles

    0,5
    Enviada em 31 de maio de 2019
    Faço as palavras do André e do Michael as minhas ... incrivelmente sem pé nem cabeça, sem uma causa para esse canibalismo sem fundamento algum, a protagonista é chatinha e sem sal , fiquei incrédula com o final que por teimosia com muito custo fiquei vendo só para contar a vcs que não percam seu precioso tempo vendo essa imundíça que deve ter ganho prêmio porque o dono do prêmio deve ser pai do dono do filme .
    Ericlen
    Ericlen

    Segui-los 1 seguidor Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 18 de janeiro de 2019
    Grave (ou Raw) é uma grata surpresa no meio da indústria cinematográfica mainstream já saturada. A narrativa, o visual, a expressão dos atores e a trilha sonora são muito bem sucedidos em transmitir a intensidade da mudança de fase na adolescência: a descoberta da própria personalidade; a visceralidade da relação com os irmãos, numa mescla de competição e proteção; a descoberta e a entrega aos instintos; as dificuldades da relação com a sociedade; e o conflito moral. E tudo isso tendo como pano de fundo, o canibalismo!
    Mas não é para todos, não é uma obra fácil de digerir (desculpa o trocadilho).
    Dany S.
    Dany S.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 16 críticas deles

    5,0
    Enviada em 7 de agosto de 2018
    Bom filme com um toque de drama . com algumas cenas de canibalismo mais não tão pesadas. É um filme que prende apesar de caminhar devagar, com um final surpreendente.
    Daniel N.
    Daniel N.

    Segui-los 5718 seguidores Ler as 635 críticas deles

    4,5
    Enviada em 26 de julho de 2018
    Um filme visceral... exige uma boa dose de empatia para que se alcance o drama envolvido no horror da história. Belo final.
    Anderson  G.
    Anderson G.

    Segui-los 976 seguidores Ler as 293 críticas deles

    4,0
    Enviada em 15 de maio de 2018
    "Grave" O longa francês que fala sobre descoberta e sexualidade com uma abordagem metaforicamente visceral, o desejo e descobrimento pela carne em "Grave" é literal. A película conta a historia de uma jovem vegetariana que após passar por um trote da faculdade começa a ter desejos por carne, de preferencia, humana. O roteiro em uma primeira olhada parece simples, mas o mesmo possui muitas camadas e diferentes interpretações, alguns verão um filme de zumbi em um espectro reduzido, outros verão um filme de terror sobre canibais, outros um filme adolescente sobre vampiros, nenhuma interpretação é 100% errada, mas "Grave" não é um filme de gênero, ele se volta mais para um drama sobre juventude e descoberta, eu posso não gostar do caminho que o longa vai a partir do terceiro ato, mas é indiscutível que seu argumento é ótimo. Com uma fotografia extremamente azulada, e uma câmera na mão, tecnicamente, "Grave" é bom, se utiliza as vezes de câmera subjetiva, não exagera no Gore, é um filme pesado mas sem ser forçado, sua violência é completamente orgânica, seu ritmo pode pesar um pouco, mas é compensada pelas magnificas atuações de Garace Marillier e Ella Rumpf, que se entregam e vivem suas personagens intensamente, alem de uma boa trilha sonora, que combina e da um charme especial ao longa. Podemos dizer que o primeiro filme da promissora diretora francesa Julia Ducournau é um filme de terror, de zumbis, um filme sobre malefícios da hereditariedade, sobre família, sobre descoberta sexual, é um filme de múltiplas interpretações que passa longe da perfeição mas agarra o mérito de ser um ótimo filme.
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Segui-los 117 seguidores Ler as 174 críticas deles

    3,5
    Enviada em 26 de março de 2018
    Um filme feito para festivais, portanto não buscava tanto lucros comerciais e realmente não teve (diga-se). O roteiro não é bem estruturado e deixa diversas pontas soltas como se o roteirista esquecesse a continuidade da história para começar outra e outra. Tem algumas cenas bem nojentas e isso dá pontos tanta a atuação quanto a maquiagem e efeitos visuais. Por fim tenta-se uma surpresa sem muito fundamento spoiler: (onde já se viu uma filha que nunca viu o pai sem camisa para perceber o que ele lhe mostra?)
    É um bom filme apenas pela falta de censura em apresentar o canibalismo o que me causou certo incômodo (o que é raro).
    MichaellMachado
    MichaellMachado

    Segui-los 644 seguidores Ler as 345 críticas deles

    1,0
    Enviada em 25 de março de 2018
    😲👎

    Justine (Garance Marillier) uma jovem vegetariana, caloura na faculdade de medicina veterinária. Após passar num trote dos alunos veteranos da faculdade, fazendo-a comer fígado de coelho cru, Justine começa ter um transtorno e uma estranha obsessão por carne. Ao ponto de virar Canibal. Bom essa é a Sinopse, a sinopse até parece ser boa, até pela fama de fazer algumas pessoas desmaiarem durante uma exibição no festival de Toronto. Porém, engano nosso, o filme é sem nexo, ao ponto dos personagens cometerem atitudes estranhas e fora do contexto. O filme da uma ênfase exacerbada ao canibalismo, sacrificando os próprios personagens e até o contexto da trama.
    Como dizia o nosso saudoso Chaves: Teria sido melhor ir ver o filme do Pelé.

    spoiler: O filme na verdade deveria ser chamar, uma família muito louca.


    🏃 Fujam dessa furada ☠️
    Se tiver amor ao seu tempo

    Faço as palavras de André S. as minhas: Mas porquê assistir o filme até o fim? Tão somente para escrever minha opinião e recomendar: não perca tempo com essa desastrosa e péssima obra e nem procure entender como essa imundície ganhou prêmio!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top