Minha conta
    3 Corações
    Críticas AdoroCinema
    2,0
    Fraco
    3 Corações

    Encontro marcado

    por Francisco Russo
    Você já viu este filme antes – ou ao menos parte dele. O início de 3 Corações é a cópia fiel de Antes do Amanhecer (ou ainda de Tarde Demais para Esquecer, sua fonte de inspiração): duas pessoas desgarradas que, por acaso, se encontram em uma cidade qualquer. O contato inicial logo se transforma em flerte, com direito aos típicos sorrisos de expectativa de quem espera algo além. Mas, se você viu os dois filmes citados sabe bem, a vida por vezes prega peças e separa casais que, aparentemente, estariam talhados a viver um grande amor. Aqui isto também acontece.

    3 Corações - FotoSe o primeiro filme da trilogia dirigida por Richard Linklater deixa no ar a questão que norteou muita gente antes do lançamento de Antes do Pôr-do-Sol – eles vão se encontrar seis meses depois? -, 3 Corações não apenas faz a mesma pergunta como a responde muito rapidamente: não! Diante da expectativa frustrada, o diretor Benoît Jacquot aos poucos transforma o longa-metragem. O que antes era esfuziante, agora se torna pesado. Ainda mais quando ele, prestes a casar, descobre que a irmã da futura esposa é simplesmente a tal mulher por quem se apaixonara e jamais reencontrara. A partir daí o longa assume de vez o lado novela, caprichando bastante no dramalhão.

    Com uma trilha sonora bastante pesada, tentando transmitir ao espectador a sensação constante de tragédia à vista, o roteiro exagera – e muito – nos desencontros calculados entre Marc (Benoît Poelvoorde) e Sylvie (Charlotte Gainsbourg), de forma a aumentar artificialmente a tensão. O triângulo é ainda prejudicado pela presença de Chiara Mastroianni, a tal irmã que sem querer se mete no namorico do início: bastante apática, ela em momento algum sequer insinua ser uma rival de verdade para a personagem de Charlotte. Sua presença é mais simbólica, pela lembrança constante que traz do pai Marcello Mastroianni, do que por seu talento como atriz. Já o casal protagonista surge burocrático, sem grandes atrativos além dos momentos iniciais do longa-metragem.

    3 Corações é um filme que surpreende no mal sentido, já que passa por uma reviravolta radical que não apenas muda bastante o tom da história como também revela-se frágil nesta nova proposta. O maior exemplo talvez seja o próprio desfecho, meio que um final alternativo, que insinua também uma certa incerteza sobre a reação do público diante de tamanha transformação. Fora que é uma pena ver a grande Catherine Deneuve relegada a uma ponta insignificante, quase uma participação de luxo, em um filme com tantos problemas – de roteiro e de direção, especialmente.

    Filme visto no 71º Festival de Veneza, em setembro de 2014.
    Quer ver mais críticas?

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top