Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Resident Evil 6: O Capítulo Final
    Críticas AdoroCinema
    2,5
    Regular
    Resident Evil 6: O Capítulo Final

    Hora da despedida

    por Lucas Salgado

    14 anos e seis filmes depois, a franquia Resident Evil chega ao seu fim. Baseada em games de sucesso, a série optou por seguir um caminho diferente dos jogos e acabou conquistando um grupo também diferente de fãs. Por sinal, é para estes fãs que Resident Evil 6: O Capítulo Final é feito. Se você não vê muitos méritos nos filmes estrelado por Milla Jovovich e dirigido por Paul W.S. Anderson, não há muito de novo por aqui.


    O longa é um bom fechamento para a franquia e tem tudo para satisfazer os fãs. Após sofrer uma emboscada em Washington, Alice acorda em um mundo à beira do fim, com pouco mais de 4 mil humanos sobreviventes. A resistência está sob ameaça e a única chance da humanidade é ela voltar para Raccoon City, onde a Umbrella Corporation possui um antivírus milagroso capaz de acabar com a epidemia causada pelo T-Virus.

    A história é bem rasa e a heroína conta constantemente com a ajuda do roteiro. Se por um lado é melhor vê-la como humana, sem poderes exagerados, por outro incomoda o fato de que os vilões são, na verdade, muito ineficazes na meta de exterminá-la. São várias as oportunidades desperdiçadas.

    O roteiro falha ainda ao criar uma série de situações repetidas. São três momentos em que Alice é atingida e acorda em um lugar meio que sem saber onde está. Além disso, exagera nas reviravoltas, peca na solução e ainda insere um romance completamente desnecessário entre personagens coadjuvantes.


    Outro fato que prejudica o filme é o uso do 3D, o que é uma pena. O formato sempre foi um dos méritos dos últimos longas. W.S. Anderson sempre se mostrou habilidoso na construção de cenas em 3D. Agora, sem o menor sentido, cometeu o mesmo erro que 90% dos que se aventuram no formato, colocou a maior parte da ação em sequências escuras. Em alguns momentos, tudo é muito confuso e passa a ideia de que é mais artificial do que deveria.

    Milla segue bem nas sequências de ação, mas cada vez mais depende da ajuda de efeitos visuais. Neste sentido, deixa a franquia na hora certa. O elenco conta ainda com participações de Ali Larter, Iain Glen, Shawn RobertsEoin MackenRuby Rose. Os dois últimos são caras novas na franquia. Novas e desimportantes. Especialmente Rose, que repete as caras de "olha como eu sou brava" de sempre - inclusive, está em cartaz também em xXx: Reativado.

    Embora ainda deixe espaço para continuações, também há um encerramento eficiente da saga de Alice. Todo filme deve fornecer uma boa experiência para todas as pessoas. Mas, é claro, em se tratando de um sexto episódio, aqui vale sim a noção de público-alvo. É uma obra para os fãs. E, para eles, irá funcionar. Mesmo com todos os (vários) problemas.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • Carlito Júnior
      eu desisti no começo do filme pq não dava pra entender nada do que se passava e tela, não sei como foi o enredo, mas o filme estava visualmente horrível desde o inicio
    • Anselmo G
      Filme 90% sem imagens nítidas, horrível não vale a pena perder tempo. Poderia ser melhor, acho que as verbas acabaram e não conseguiram prender os fieis espectadores!
    • Ícaro Lira
      Esse filme foi uma porcaria! sou fã da franquia de games e de filmes, mas os close-ups do filme a cada 0.5 segundos não deixam vc assistir porra nenhuma!
    • Angel Ortiz
      Na versão game chegou até o Resident Evil 7, agora começaram a recriar a franquia com os Remakes, quem sabe depois do 6 (Capítulo Final) não começam a pensar em recomeçar os filmes, seria muito bem recebido pelos fãs. Eu particularmente amo o 3 (Extinção) e o 4 (Recomeço), principalmente por ter o Wentworth Miller como o Chris Redfild, sem falar na trilha sonora criada pelo Tomandandy.
    • Nessa Montenegro
      Quando falaram em antigos aliados, pensei em Ada, Leon, Jill, Claire e porque não Chris, Rain, Carlos, etc....a série adora um clone então eles poderiam voltar sem problema. Mas a única que reaparece é Claire Redfield. Nem sequer mencionam a Ada ou o Leon. Ou a menininha que para Alice era tão importante (que teve o mesmo tratamento que Angie Ashford, do segundo filme e nunca mais foi mencionada). Depois do hype do 5 filme eu esperava outra coisa. O filme é até um pouco mais curto, comparado aos anteriores. Os coajudvantes foram tão absolutamente esquecíveis, que 5 min depois de serem apresentados eu nem sabia mais seus nomes.É um fechamento para a franquia, explica as motivações da Umbrella (resumindo malucos do mal com muito dinheiro), como aconteceu o apocalipse e diz quem Alice é, traz uma cura que acabaria com os zumbis e ainda deixa um gancho para um próximo filme.Esqueceram tanto os outros 5 filmes que até a interface da AI a psicotica Rainha Vermelha muda de cara. E ganha outra aparência só para se adaptar ao roteiro.Desaponto total
    • Wagner Alves
      Da minha cidade só chover vira cratera se caísse um missel ia ate na china kkk
    Mostrar comentários
    Back to Top