Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Liga da Justiça: Crise em Duas Terras
    Liga da Justiça: Crise em Duas Terras
    2010 / 1h 15min / Animação, Ação, Ficção científica
    Direção: Lauren Montgomery, Sam Liu
    Elenco: Luiz Carlos Persy, Guilherme Briggs, Jorge Vasconcellos
    Título original Justice League: Crisis On Two Earths
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse

    Livre
    Em uma dimensão paralela onde tudo é o oposto da Terra original, Lex Luthor é um homem do bem que luta diariamente para manter a paz de seu universo. Enfrentando um inimigo forte e perigoso: o Sindicato do Crime, uma versão maligna da Liga da Justiça, ele decide buscar a ajuda da Liga original, já que o equilíbrio dos dois universos corre perigo. Os heróis entrarão então em uma batalha com as piores versões de si mesmos.

    Assista ao filme

    Online
    Looke
    Veja todos os filmes online
    Pela web

    Foto

    Últimas notícias

    Você sabe quantas pessoas o Coringa já matou nos cinemas?
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    domingo, 21 de agosto de 2016

    Detalhes técnicos

    Nacionalidade EUA
    Distribuidor -
    Ano de produção 2010
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Bruno Z.
      Nota: 7/10.
    • Andries Viljoen
      Cuidado Aquaman, eles são mais fortes que você kkkkkkkkkkkkkk E o bullying continuaachei muito bom. Primeiro que sempre gosto desse conceito de universos paralelos, principalmente quando exploram essa ideia de diferentes decisões gerando mundos diversos e isso foi muito bem usado aqui.Em segundo lugar, utilizaram um grupo de vilões que, particularmente, gosto bastante, que é o Sindicato do Crime. Para quem não sabe, eles são uma espécie de contraparte maligna da Liga da Justiça, o que sempre rende uns confrontos interessantes.O plot aqui é bem simples, o Lex Luthor do mundo do Sindicato, que é um herói, viaja ao universo da Liga da Justiça buscando ajuda para livrar seu mundo da opressão dos vilões. A partir disso vemos diversas lutas muito bacanas, mas em um roteiro que possui não só uma ameaça maior, mas alguns conceitos filosóficos de se imaginar. A reflexão feita pelo vilão Coruja sobre o livre-arbítrio e as múltiplas Terras é bem curiosa.Falando nele, de longe ele é o melhor personagem do Sindicato do Crime, acompanhado de perto pela Super-Mulher. Enquanto ele exala perigo o tempo inteiro de uma maneira assustadora, ela o faz de forma mais sedutora. Infelizmente, Ultraman, Anel Energético e Johnny Quick não tiveram desenvolvimento semelhante, apesar de serem adversários excepcionais.E do lado da Liga o grande destaque ficou para o Batman, que lidou muito bem com a ameaça maior de um dos membros do Sindicato e ainda neutralizou outro de forma dissimulada. Talvez alguns reclamem que outros membros da Liga deveriam ter participado mais da resolução, mas como gosto do personagem, isso não me incomodou. Destaque para sua citação de Nietzsche para o Coruja, que foi genial.Outro que teve um desenvolvimento curioso foi o J'onn J'onzz, que conectou-se lindamente com a filha do presidente. Aliás, a identidade do presidente e de sua filha é um bônus que nos faz sorrir quando os reconhecemos e faz pensar o que mais é diferente.Por fim, o satélite da Liga parece estar em construção, vemos coisas como a origem do jato invisível e a entrada de alguns membros. Como esse é o primeiro longa animado que vejo da Liga não sei se existe uma cronologia como existia nas séries animadas, mas estou ansioso para descobrir.Gosto muito do conceito de multiverso e de contrapartes de personagens . É muito legal pq podemos ter versões alternativas de personagens bem conhecidos ... ou não. Isso que eu gosto nas histórias de super-heróis, são cheias de filosofia.Foi ótimo ver a Liga de novo, apesar de a Mulher-Gavião não ter estado presente. Outro destaque para a Canário Negro, que apesar de sua rápida participação.Mostrou como o Batman é um dos mais engenhosos super-heróis que existe, já que o Coruja nos fez mostrar que se o Batman fosse um vilão, a coisa ia ficar bastante feia na Terra.Destaque para o Batman e o Coruja, que foram o grande ápice do filme. Um homem prevenido vale por dois. Um homem fantasiado, com um cinto de utilidades, proficiência em tecnologias hi-tech alienígenas e conhecimentos avançados em ciências da natureza vale por uma Liga da Justiça inteira
    • Andries Viljoen
      Nos dois ficamos no abismo, mas quando ele olhou de volta, você piscou... o abismo e a perda, os dois passaram pela mesma perda (a morte dos pais), os dois quase atravessaram a linha para buscar vingança só que o coruja atravessou essa linha, o Batman não, por isso ele disse ao Coruja quando ele olhou de volta, você piscouTambém pode ser uma referência filosofia do Nietzsche Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você. Essa frase tem uma relação com questões ligadas a moral, tu encontra isso no livro Para além do bem e do mal
    • Andries Viljoen
      Cuidado para não se tornar o monstro que você caça. Quando se olha para o abismo, ele olha de volta para você. - NieztcheSignifica que os dois estavam acima do bem e do mal, numa linha tênue que separa o bem e o mal, a diferença é que Batman andou nesta linha para se fortalecer e usar de seus traumas para lutar por justiça em um mundo injusto, e o Coruja não, ele simplesmente ultrapassou esta linha tênue entre bem e mal, e se tornou um assassino vingativo. Em outras palavras, ambos estavam a beira de tornarem-se monstros, no entanto - o que os definiu em seus últimos momentos são suas escolhas finais que se divergem e os transformaram em quem eles o são. É interessante essa questão filosófica que as hqs, filmes e animações de Batman sempre abordam, envolvendo a moral, os valores e o poder de nossas escolhas, no entanto - há de se ressaltar algo, ambos Batman e Coruja são somente produtos advindos do ambiente que vivem, sendo este ambiente o estímulo essencial que os moldará para o melhor ou pior de si. Talvez, algumas pessoas nascem simplesmente sem sorte na vida, nascem por pura indiferença ou um destino miserável do acaso que as conduza a uma existência sofrida e dolorosa. Bem pessoal, podemos levar estas reflexões para nossa vida, cabendo a nós diante de nossas experiências refletir sobre nossas perspectivas do mundo, da natureza humana e do sofrimento.
    Mostrar comentários
    Back to Top