Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Ameaça Terrorista
     Ameaça Terrorista
    26 de janeiro de 2011 para DVD / 1h 37min / Suspense
    Direção: Gregor Jordan
    Roteiro Peter Woodward
    Elenco: Samuel L. Jackson, Carrie-Anne Moss, Michael Sheen
    Título original Unthinkable
    Usuários
    3,9 123 notas e 7 críticas
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse

    O investigador Henry Harold 'H' Humphries (Samuel L. Jackson) e a agente do FBI Helen (Carrie-Anne Moss) tentam descobrir a localização de três bombas atômicas. Eles prendem o suspeito terrorista, covertido ao islamismo, Steven Arthur Younger (Michael Sheen) e conduzem um interrogatório para fazer com que Younger revele as coordenadas das bombas antes que seja tarde demais.
    Ameaça Terrorista Trailer Legendado 1:27
    Ameaça Terrorista Trailer Legendado
    4197 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Samuel L. Jackson
    Personagem : Henry Harold 'H' Humphries
    Carrie-Anne Moss
    Personagem : Agent Helen Brody
    Michael Sheen
    Personagem : Steven Arthur Younger
    Stephen Root
    Personagem : Charlie Thompson
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    anônimo
    Um visitante
    2,0
    Enviada em 7 de fevereiro de 2014
    Assuntos terroristas no cinema,sempre guarda bons ça Terrorista,pode ser separado dessa executado na prática,onde esse assunto contém muita ação e inteligê não podemos ver tudo isso acontecer na trama de Gregor n e Carrie Anne Moss,se dividem no papel principal,onde causa ainda mas desespero a quem tenta assistir a um bom filme.E Michael Sheen,mal aproveitado,mas foi o único que talvez,possa ter dado um ritmo melhor a ameaça.
    Daniel C.
    Daniel C.

    Segui-los 14 seguidores Ler as 5 críticas deles

    1,0
    Enviada em 11 de novembro de 2017
    Péssimo!! Não perca seu tempo!!! Como preciso de pelo menos 100 caracteres... estou "enchendo linguiça", pois este filme não merece nenhum comentário... fala sério!!
    danilo s
    danilo s

    Segui-los 679 seguidores Ler as 292 críticas deles

    4,0
    Enviada em 20 de outubro de 2013
    Apesar das cenas violentas de tortura gostei do filme e o samuel dá um show de interpretação como sempre.
    Grazi M
    Grazi M

    Segui-los 4 seguidores Ler as 18 críticas deles

    4,0
    Enviada em 23 de agosto de 2014
    Filme muito bom! Muito boa história e interpretação dos atores. Recomendado!
    7 Comentários do leitor

    Fotos

    Curiosidade das filmagens

    Outro fim

    Após uma exibição inicial, foi filmado um final alternativo que explicava a quarta bomba. Este final não foi utilizado, mas foi incluído como final alternativo no DVD e Blu-ray.

    Os personagens de Michael Sheen

    O ator Michael Sheen, que respresenta o terrorista Younger, também é conhecido pelo personagem Paul do filme, de Woody Allen, Meia Noite em Paris (2011) e por Aro de A Saga Crepúsculo: Lua Nova (2009).

    Detalhes técnicos

    Nacionalidade EUA
    Distribuidor IMAGEM FILMES
    Ano de produção 2010
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 2 curiosidades
    Orçamento 15 000 000 $
    Idiomas Inglês
    Formato de produção 35 mm
    Cor Colorido
    Formato de áudio Dolby Digital
    Formato de projeção 1.85 : 1
    Número Visa -

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Andries Viljoen
      Pois é. Agora pensem: o Alcorão é manipulado para justificar o terrorismo de radicais islâmicos?É manipulado da mesma forma que muitos religiosos manipulam a Bíblia para obter vantagens financeiras.A um profunda desinformação acerca do Islã, do Alcorão e de seu profeta Maomé no Ocidente, e também aqui no Brasil! O que não condiz com a realidade!basta fazer uma pesquisa nos países muçulmanos onde há missionários católicos ou protestantes pra se ver que esses missionários não tem a mesma liberdade religiosa que os missionários muçulmanos tem nos países de maioria cristã. Nos países de maioria muçulmana qualquer muçulmano que se converte ao cristianismo são perseguidos, expulsos de casa é até mesmo mortos pelos próprios muçulmanos. Isso sem falar nos pastores e missionários que são presos e mortos!Os extremistas podem até distorcer o verdadeiro significado, mas não tem como negar lendo as explicações como o alcorão incentiva a vingança. Se for agredido, pode se vingar. Isso não é aumentar a violência?Tanto faz o que diz um livro qualquer, o que importa são o que as pessoas fazem. Livros não cometem atrocidades, pessoas cometem, e além disso é mais do que óbvio que os valores árabes-islâmicos-muçulmanos são completamente incompatíveis com os valores dos países do ocidente. Não temos que ter preconceito só que também não temos que aceitar tudo que essa cultura islâmica-árabe-muçulmana prega. Quando vamos pra lá, temos que respeitar a cultura deles, quando eles vem pra cá devem também respeitar a nossa.Então cadê esse tal de islamismo pacífico??? é pura fantasia!
    • Celesz Lyrium
      Os terroristas não sabem quantas pessoas matarão na explosão, eles só querem isso, matar descrentes, seja quem for, só para demonstrar que o lado deles está certo. Puro ego, cegueira, inveja e psicopatia.
    • Andries Viljoen
      O filme mostra as consequencias do politicamente correto. Quando o personagem matou a mulher e ameaçou matar, este começou a fraquejar e apresentava sinais de que iria entregar a bomba. Mas o terrorista viu fraqueza nos outros agentes, que se colocaram ferozmente contra o torturador. Sabendo que os agentes não deixariam o torturador tocar nos filhos do terrorista, este pede para que os agentes cuidem dos filhos dele. Ele então... O filme é bom,ao mesmo tempo perturbador,também coloca em questão algo interessante sobre como combater o mal de forma implacavel e sem limites.Eu vou arrancar os seus olhos mas você não vai derrubar os meu prédios...Resultado: A vida de milhões de americanos (inclusive crianças) é ceifada.
    • Andries Viljoen
      O que muitos não entendem e que as pessoas especialista nessa área, são treinadas e bem preparadas psicologicamente. A decisão antes mesmo de acontecer já está tomada. E qualquer medida contrária não só a carreira como as vidas de incontáveis pessoas também seriam destruídas. Não e questão de escolha sentimental ou emocional. Mas racional, e quando essa situação é proporcionada para os agentes , elas são por lei protegidas , assim como a família do militante que exerce tal função. Eu também não queria que as crianças fossem torturadas, assim também como não queria que as outras morressem por uma seita pagã, que só procura seus próprios interesses. Qual seria nossa escolha se fossem nossos filhos no lugar onde estariam as bombas ? Creio que agora as crianças teria o aval pra serem torturadas !!! Ou eu estou enganado. Ou você não ama seu filho (a) a ponto de ver outras crianças sacrificadas por eles. Enquanto não passamos pela mesma situação, pode até aparece um monte de gente aqui dizendo que aceitaria numa boa. Mas como o rapaz do filme disse: nem mesmo ele sabe como será realizado o procedimento
    • Andries Viljoen
      Filme exagerado comparando com a realidade, mas se essas ameaças nucleares fossem verdadeiras, essa tortura é mais que LEGÍTIMA, INFELIZMENTE é a ação mais necessária e precisa que se pode fazer nessas circunstâncias, o governo mais repressivo e louco existente hoje é o da Sharia, ainda bem que ainda existe o imperialismo americano, se não fossem os EUA, hoje quem estaria no topo do mundo? Em ordem crescente de monstruosidades: fascistas, islamitas, nazistas ou comunistas, aí vocês iam ver o que é tirania perversa, tortura em situação de guerra é legítimo. A Convenção de Genebra foi só um teatro para enganar os ingênuos. Quem não torturaria um sequestrador da sua família para encontrá-los?Qual seria sua escolha ? Duas crianças ou milhões de vida incluindo tbm milhares de crianças e recém nascido.Tinha que ter torturado as duas crianças, não precisava matar, essa era a única maneira de salvar a cidade da explosão nuclear. Mas os povo dos direitos dos manos prefere que dez milhões morram ao invés de dois filhos de terroristas. É apenas um filme, mas retrata bem a mentalidade invertida de muitos que sentem mais amor pelo bandido do que das milhares de vítimas.
    • Andries Viljoen
      O filme é digno de nota pela controvérsia que gerou em torno de seu assunto, a tortura de um homem que ameaça detonar três bombas nucleares em cidades norte-americanas separadas. E nós leva a opinar que em última análise, é sobre a velha questão: 'Os fins justificam os meios?' ... No final, o filme não responde à pergunta ... mas não fornecer muita carga para o pensamento .E apesar de seu valor dramático, pode-se perceber que o realismo estético e a seriedade aparente do filme é uma máscara para o absurdo de seu conteúdo e política reacionária. O filme de uma polêmica desajeitada que salta entre as fronteiras do debate de teatro e do espetáculo de tortura.
    • Andries Viljoen
      Tragam as crianças! Me arrisco a dizer, sem medo algum, que esse filme possui um dos maiores dilemas morais que o cinema já exibiu! Que filme, cara, QUE FILME... Forte, tenso, atuações incríveis!Gostei da mensagem que o filme passa, só descobrimos nossos limites quando colocados em situações extremas, podemos sempre nos surpreender com nossas reações!Independente do ponto de vista, o filme vale mesmo pelas questões que faz crescer na mente do espectador. Parcial ou não, ele consegue exibir e analisar bem todas as implicações da ética em relação à guerra e à tortura.Além disso, conta com ótimas atuações, das quais destacaria a de Michael Sheen. Além da atuação de Samuel L. Jackson já vale o filme.O final do filme é basicamente o que acontece quando o pessoal dos Direitos Humanos interfere.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    • Senhor Ivan
      Um conto fraquíssimo de terrorismo.Destaco apenas a boa atuação de Michael Sheen.-15 de Março de 2018-Dou nota 4/10
    • Celesz Lyrium
      A quarta bomba explodiu, e se for nuclear, matou uns milhões aí. Fim
    • Ivan Sousa.
      Assuntos terroristas no cinema,sempre guarda bons filmes.Ameaça Terrorista,pode ser separado dessa ideia.Mal executado na prática,onde esse assunto contém muita ação e inteligência.Mas não podemos ver tudo isso acontecer na trama de Gregor Jordan.Samuel L.Jackson e Carrie Anne Moss,se dividem no papel principal,onde causa ainda mas desespero a quem tenta assistir a um bom filme.E Michael Sheen,mal aproveitado,mas foi o único que talvez,possa ter dado um ritmo melhor a ameaça.
    • D?lethy S.
      Não gostei! não recomendo. é um filme que no final vc fica pensando: e ai o que aconteceu ??
    • Andreia G.
      O filme pega pesado, testa nossos limites éticos, questiona nossa racionalidade.
    Mostrar comentários
    Back to Top