Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Stanley Kubrick

    Estado civil

    Atividades Diretor, Roteirista, Produtor mais
    Nacionalidade Americano
    Nascimento 26 de julho de 1928 (Bronx, Nova York, EUA)
    Morte 7 de março de 1999 aos 70 anos de idade

    Biografia

    Stanley Kubrick nasceu em 26 de julho de 1928, no Bronx, Nova York, e apesar de ter dirigido apenas 13 longas-metragens em seus setenta anos de vida, foi o suficiente para conquistar o público e a crítica. Curiosamente, foram também 13 as indicações ao Oscar e sua única vitória não foi como diretor ou roteirista, mas pelos efeitos especiais de 2001 – Uma Odisséia no Espaço.

    Dono de um preciosismo quase doentio, Kubrick começou sua carreira com 17 anos, como fotógrafo da Revista Look, onde obteve algum sucesso. Em 1953 já dirigia e produzia o pouquíssimo visto Medo e Desejo, seu primeiro longa-metragem. Dois anos depois seria a vez de A Morte Passou Por Perto, que foi considerado apenas razoável.

    Sua ascensão ao panteão dos grandes cineastas foi iniciada no ano seguinte, em O Grande Golpe, e em 1957, com Glória Feita de Sangue, um estudo sobre a insanidade da guerra que se tornou uma obra-prima incontestável. Em 1960 seria a vez de dirigir um épico,Spartacus, que inicialmente teve a direção entregue a Anthony Mann, retirado da produção em virtude de desentendimentos com Kirk Douglas, ator principal e produtor executivo. Kubrick, com pouco mais de 30 anos, foi subestimado pelos os principais nomes do elenco (Laurence Olivier, Charles Laughton e Peter Ustinov), mas conseguiu reverter o jogo.

    Em 1962, dirigiu Lolita, seu primeiro trabalho fora dos Estados Unidos. Dois anos depois, em Dr. Fantástico, a Guerra Fria seria satirizada com rara felicidade. Em 1968 nasce um marco no cinema moderno: 2001 – Uma Odisséia no Espaço, seguido pelo polêmico e violento Laranja Mecânica, onde em uma Inglaterra futurista uma gangue de adolescentes se "diverte" estuprando e praticando ultra-violência. Na época, o diretor chegou a declarar que Tom e Jerry era pior, pois mostrava a violência de forma positiva.

    Em 1975, Barry Lyndon, drama passado no século XVIII, onde um cavaleiro atravessa os campos de batalha da Europa determinado a conquistar a nobreza, seja por intermédio da sedução, da trapaça ou do confronto mortal.

    Cinco anos depois, O Iluminado. Filme de terror onde um homem consegue um emprego para tomar conta de um hotel, que fica desativado no inverno, leva para lá sua mulher e seu filho e enquanto a criança tem poderes premonitórios, ele começa a enlouquecer gradativamente ao ser assombrado por forças malignas. Kubrick expôs um total de 390.000 metros de película (mais da metade da distância entre o Rio de Janeiro e São Paulo) para um filme com 142 minutos de duração (2.800 metros). Ou seja, uma média de102 takes por plano do filme, enquanto a média normal é 10 takes por plano.

    Em 1987, seria a vez de focar a guerra do Vietnã - Nascido Para Matar -, mas sua preocupação com a perfeição o prejudicou, pois enquanto tentava fazer um filme bastante realista, Oliver Stone lançava um ano antes o semelhante Platoon.

    Em 1999, ele concluiria, após três anos, seu último filme, De Olhos Bem Fechados, e logo depois viria a falecer em 7 de março, antes mesmo da estreia da obra, que não foi bem recebida pelo público.

    Não gostava de dar entrevistas nem de falar de seus filmes, mas aparece no making of do filme O Iluminado, feito pela sua filha Vivian.

    Primeiras aparições nas telas

    Flying Padre
    Flying Padre
    1951
    Day of The Fight
    Day of The Fight
    1951
    The Seafarers
    The Seafarers
    1953
    Medo E Desejo
    Medo E Desejo
    1953

    Seus melhores filmes e séries

    Laranja Mecânica
    Laranja Mecânica
    1971
    2001 - Uma Odisséia no Espaço
    2001 - Uma Odisséia no Espaço
    1968
    Nascido para Matar
    Nascido para Matar
    1987
    O Iluminado
    O Iluminado
    1980

    Carreira em destaque

    48
    Tempo de carreira
    0
    Premiação
    21
    Filmes
    0
    Séries
    0
    Indicação
    0
    Filme

    Gêneros favoritos

    Documentário : 30 %
    Drama : 30 %
    Guerra : 22 %
    Suspense : 17 %

    No AdoroCinema:

    0
    Vídeo
    12
    Imagens
    48
    Notícias
    505
    Fãs

    Trabalhou bastante com

    Philip Stone
    Philip Stone
    3 filmes
    O Iluminado (1980), Barry Lyndon (1975), Laranja Mecânica (1971)
    Comentários
    • ꧁༒꧂lucas
      kkkkk
    • ꧁༒꧂lucas
      desenvolva sua critica
    • pq vc quer saber
      vai tu racistinha e patriota q tem poster de birth of the nation na parede egocentrico do caralho aposto que é bolsonaro ou trumpista pra ficar falando merda sabe porra nenhuma de teoria de cinema
    • Jack Krauser
      Acho os filmes dele excelentes tecnicamente, porem, muito tediosos.Chatos especialmente a laranja e o odisseia no espaço. Iluminado muito superestimado.Vou dar mais uma chance aos menos mainstream dele pra ver
    • Lucas W
      Errado. Hitchcock, Welles, Griffith, Eisenstein, Kurosawa, Ozu, Murnau, Lean... Todos acima. Vá estudar, incel.
    • Lucas W
      Lixo pseudocult e pseudointelectual. Não é à toa que os únicos que ligam pra ele são os pirralhos ociosos de 13 anos. Jamais chegou aos pés de Welles ou Hitchcock.
    • Lucas W
      Gostei da piada.
    • MorbidTorrance
      Simplesmente o melhor diretor que o Cinema já viu (Na minha opinião é claro!)
    • D.
      Melhor filme dele é aquele que o homem vai a lua.
    • LucasCosta
      Genialidade inconfundível, simplesmente isso.
    • Pronatec Eepadm
      Fez tão poucos filmes e todos tão bons, não tem um filme dele ruim, até aquele primeiro em preto e branco de um assaltante de corrida de cavalo que se dá muito mal no fim por causa de um cachorro. Ele tem esse humor negro em algumas cenas além de nos fazer pensar, o que é muito difícil para algumas pessoas que não o compreendem, então o taxam de fraco. Ele se aventurou em quase todos os estilos: ficção, terror, suspense, romance, drama, ação, policial e todos foram filmes reconhecidamente muito bons e ótimos, fora 2001 que foi uma aula de ficção científica, pra mim o melhor do gênero até hoje. Ele é o verdadeiro ED THE HEAD no cinema.
    • Ivan Sousa
      Ressuscite Stanley!!!
    • Patrick A.
      Pra mim, o maior diretor de todos os tempos. Aprendi a ver o cinema (e a arte em si) de outra forma depois de ver A Clockwork Orange. Um gênio responsável por mudar minha vida artística.
    • L.H.F.
      Um grande diretor, um gênio do cinema, mas não um Deus como todos proclamam por ai. Fez excelentes filmes, mas está longe de ser o maior diretor de todos os tempos (mas com certeza o maior diretor americano)
    • Carlos
      Simplesmente o "Filósofo" do cinema. só entenderão isso aqueles que verem todos seus filmes e várias vezes.
    • Igor Durden
      Genio!!!!!!!!!Nada de hitchcock ou spielberg!!!!O Cara, O Diretor!!!!!
    • rafinhadumangin
      É o gênio. Não é a toa que os filmes dele são considerados dos melhores até hoje e vão continuar sendo pela eternidade.
    • Mostarda sem Katshup
      Laranja Mecanica me ajudou a virar cinefila !Te devo uma Kubrick !
    • João Pedro
      Ninguém irá esquecer a s adaptações de Laranja Mecânica e o Iluminado para o cnema!!!!
    • mfjacob
      É disparado o maior diretor de todos os tempos. É uma pena que nunca mais veremos um novo filme do Kubrick.
    Mostrar comentários
    Back to Top