Meu AdoroCinema
    George Stevens
    Descubra os melhores filmes e séries de George Stevens
    1. O Diário de Anne Frank
      1

      O Diário de Anne Frank

      Atividade : Diretor, Produtor
      Holanda, 1942. Anne Frank (Millie Perkins) vive no sótão secreto de um estabelecimento comercial, juntamente com seus pais, Otto (Joseph Schildkraut) e Edith (Gusti Huber), e sua irmã Margot (Diane Baker). Além deles vive no local uma outra família judia, composta por Hans Van Daan (Lou Jacobi), Petronella Van Daan (Shelley Winters), Peter Van Daan (Richard Beymer) e Albert Dussell (Ed Wynn), um idoso dentista. Anne Frank, uma jovem de 13 anos, documenta sua vida enquanto se esconde da Gestapo da Holanda. Este refúgio foi providenciado por Kraler (Douglas Spencer) e Miep (Dodie Heath), bondosos proprietários de lojas. Por dois anos eles ficam escondidos, vivendo sempre na apreensão de saberem que podem ser traídos ou descobertos a qualquer momento e mandados para um campo de concentração. Apesar disto eles sonham com dias melhores, ao mesmo tempo em que Peter e Anne se apaixonam.
      Usuários
      4,2
      notar :
      0.5
      1
      1.5
      2
      2.5
      3
      3.5
      4
      4.5
      5
      Vou ver
    2.  Assim Caminha a Humanidade
      2

      Assim Caminha a Humanidade

      Atividade : Diretor, Produtor
      Em 1923, Bick Benedict (Rock Hudson), um rancheiro texano, vai a Maryland para comprar um cavalo premiado e se apaixona por Leslie (Elizabeth Taylor), a filha do proprietário da fazenda. Eles se casam imediatamente e ela retorna com o marido para o Rancho Reata, Texas, onde Leslie vê apenas uma mansão no deserto no meio de 600 mil acres. Bick apresenta Leslie à sua irmã, Luz Benedict (Mercedes McCambridge), uma mulher rude e solteirona que não vê com simpatia a chegada da cunhada. Jett Rink (James Dean), um peão, leva Leslie para conhecer o rancho e ela fica chocada com a pobreza das famílias mexicanas e a precariedade dos alojamentos, pois assim vivem os que trabalham para Bick, que só usa o dinheiro para investir na pecuária. Leslie ajuda a cuidar de um recém-nascido de um empregado e decide se dedicar à melhoria das condições de vida dos pobres. O tempo passa e Bick e Leslie têm um belo casal de filhos, mas a vida do casal entra em total marasmo e, após uma discussão, Leslie vai com os filhos para Maryland. Sentindo saudades, Bick vai ao encontro da família e exatamente na sua ausência Luz cai do cavalo, leva um coice e morre. Ao retornar a Reata, Bick se surpreende ao saber que no testamento Luz deixara sua parte nas terras para o rebelde e beberrão Jett. Bick propõe comprar de volta a parte dela mas Jett recusa, pois acredita que aquela terra o deixará rico. Um dia Leslie para na porta do rancho de Jett e este, amistosamente, a convida para entrar. Quando ela está indo embora pisa em um barro escuro e na hora Jett percebe a lama oleosa nos sapatos dela. Ele consegue dinheiro emprestado e começa a perfurar o solo, até que um dia jorra petróleo no local. Ao ver o que acontece ele toma um banho de petróleo e, com seu carro velho e amassado, vai até Reata para mostrar ao seu antigo patrão que agora ele também seria rico. Jett avisa que o petróleo irá acabar com a pecuária. Os anos passam e ele agora é um magnata do petróleo, dono da Jettexas Company, mas apesar de milionário ainda continua alcoólatra e a rivalidade entre Bick e Jett ainda existe.
      Ver o trailer
      Usuários
      3,9
      notar :
      0.5
      1
      1.5
      2
      2.5
      3
      3.5
      4
      4.5
      5
      Vou ver
    3.  Os Brutos Também Amam
      3

      Os Brutos Também Amam

      Atividade : Diretor, Produtor
      O filho de humildes rancheiros passa a idolatrar o gentil e muito hábil pistoleiro Shane (Alan Ladd). Ele, um forasteiro na cidade, ajuda o grupo de pequenos colonos a defender suas terras de capangas a serviço de um barão do gado.
      Ver o trailer
      Usuários
      3,8
      notar :
      0.5
      1
      1.5
      2
      2.5
      3
      3.5
      4
      4.5
      5
      Vou ver
    4. Um Lugar ao Sol
      4

      Um Lugar ao Sol

      Atividade : Diretor, Produtor
      George Eastman (Montgomery Clift), um jovem ambicioso, vai trabalhar na fábrica de um rico tio. Ele acredita que esta oportunidade pode levá-lo a um futuro melhor, mas apesar de ter sido avisado para não se envolver com nenhuma funcionária, ele começa a se encontrar com Alice Tripp (Shelley Winters), uma humilde moça que trabalha na linha de montagem. Ele é finalmente introduzido na alta sociedade e se apaixona por Angela Vickers (Elizabeth Taylor), uma rica, bela e sofisticada jovem e é correspondido. Assim, decide se distanciar de Alice, mas a pobre funcionária não aceita esta situação com passividade, principalmente quando descobre que está grávida. Ele se conscientiza que a operária pode frustrar seus planos de ascensão social e assim surge a idéia de matá-la.
      Usuários
      3,7
      notar :
      0.5
      1
      1.5
      2
      2.5
      3
      3.5
      4
      4.5
      5
      Vou ver
    Comentários
    • Jurandir Bernardes de Lima
      Graças a Deus, fui premiado na vida por minha existencia em tempos deste memorável diretor. Vi cinco ou seis filmes seus, porém foram o bastante para caracterizá-lo como um mestre, um gerente de atores, um artesão qualificado, um homem que sabia escolher suas criações, um diretor de mão cheia e que deu para mim assistir obras como; Um Lugar ao Sol ( poucos filmes do gênero chegarão perto desta realização), Os brutos Também Amam (classificado por muitos, ou melhor, pala maioria da critica cinematográfica como o Lider dos Westerns, como a melhor obra no gênero já produzina e etc) e o grandioso e quase que inigualável drama Assim Caminha a Humanidade (onde se observa uma narrativa preciosa de várias gerações, com cenas explendorosas, uma trilha sonora marcante de Tiomki, tão bela que chega a nos mobilizar as entranhas, e um trio de atores que nesta fita terminaram por dizer o porque tinham seus nomes e os valores que lhes eram dedicados: Hudson, marcante, seguro, muito estável e, como sempre, um bom ator. Taylor mais linda, mulher e atriz que nunca. Dean, infringindo todo um talendo ainda pouco exposto e que ali se encerraria. Ele está perfeito neste seu trabalho. Chego a dizer que ele está memorável! Um filme cuja marrativa longa jamais incomoda, e a qual nos sensibiliza de forma tal que, até quando a fita termina, é como se passasse a nos faltar algo na vida.  Stevens valeria apenas por este seu formidável Giante, uma obra de Edna Ferber, que também nos deu Cimarrom, dentre outros bons Best Seller's. E toto este aparato meu sobri Giant sem ainda por falas no elenco de apoio. Cambridge está soberba e mereceu seu Oscar. Baker ótima, sempre boa atriz e sempre centrada em suas interpretações. e ainda os ótimos Sal Mineo, Earl Holliman (um ator pouco falado mas de muito boas qualidades, vide sua filmografia), o desnecessário elogiar Dennis Hooper, magnífico e assim o é tudo neste longo, completo e perfeito filme. 
    Mostrar comentários
    Back to Top