Meu AdoroCinema
    As 20 melhores séries de 2017 segundo o AdoroCinema
    Por Lucas Salgado — 16/12/2017 às 09:36
    facebook Tweet

    Vem ver as escolhas da redação!!!

    Chegou a hora de conhecer a nossa tradicional lista de Melhores Séries do Ano segundo a redação do AdoroCinema. Selecionamos as 20 melhores produções exibidas no Brasil durante o ano de 2017. E aí está um critério importante, só valem séries que possuem distribuição no país, o que infelizmente nos fez deixar de fora a mega premiada The Handmaid's Tale, dentre outras. 

    Mas não falta coisa legal na lista! Confira e não deixe de participar através dos comentários! Sentiu falta de algo? Achou algum absurdo? É só falar!

    20) American Vandal

    Muita gente pode nem ter percebido o lançamento dessa série produzida pelo pessoal do Funny Or Die, que se trata de uma divertida paródia dos aclamados projetos documentais - e conseguindo fazer algo tão criativo com isso. Inesperadamente, a trama vai além de 'descobrir quem fez os desenhos fálicos num estacionamento' e se torna uma comédia sarcástica sobre a vida dos adolescentes e as típicas autoridades de instituições escolares. Criando um mistério intrigante, a produção ainda traz uma crítica social bem impactante ao fim. (Katiuscia Vianna)

    19) 13 Reasons Why

    A série que mais deu o que falar em 2017. A saga da jovem Hannah (Katheriine Langford), que se matou e deixou treze fitas listando os motivos para tal ato, gerou muito debate, com muita gente criticando a perigosa abordagem da produção diante de um assunto tão sério: o suicídio. Mas não tem como negar que foi um dos destaques do ano, com boas atuações e uma história envolvente. Vem aí uma segunda temporada.

    18) Veep

    A comédia estrelada por Julia Louis-Dreyfus merecia ser muito mais vista do que de fato é. Trata-se de um dos textos mais originais e divertidos da TV mundial, contando com um elenco inspirado. Julia já recebeu cinco estatuetas do Emmy pelo trabalho como a ex-presidente Selina Meyer. No momento, a produção está suspensa enquanto a protagonista trata um câncer. A expectativa é que a série retorne para sua última temporada em 2019.

    17) Big Mouth

    A amizade real entre Nick KrollAndrew GoldbergJennifer Flackett durante os ‘piores-melhores-anos’ da pré-adolescência foi a origem desta série animada da Netflix que promete despertar os piores pesadelos do espectador (também conhecidos como ‘aqueles anos terríveis entre a infância e a adolescência’), e mesmo assim prender a atenção até o final. Não há mentiras aqui: muitas vezes a série animada caminha para o vulgar e para o grotesco, mas no melhor sentido. Ela não foge dos momentos constrangedores da idade, mas também fornece uma visão positiva sobre eles. A trama se baseia em fantasias como ‘o Monstro dos Hormônios’ para se referir à transição hormonal, e assim transforma o tradicional subgênero do ‘coming-of-age’ em uma história sem medo e, acima de tudo, extremamente delicada. (Laysa Zanetti)

    16) Mindhunter

    Mais nova empreitada de David Fincher no mundo das séries. E o diretor não fez feio, criando um universo sombrio e envolvente de algo que poderia ser puramente burocrático. A produção segue especialistas do FBI que começam a ouvir serial killers como uma forma de entender melhor o comportamento de criminosos pelo país. Uma bela atuação do trio formado por Anna TorvJonathan Groff e Holt McCallany.

    15) Better Call Saul

    Após mostrar um personagem totalmente diferente do que conhecemos em Breaking Bad em suas duas primeiras temporadas, o terceiro ano de Better Call Saul consuma a tragédia de seu protagonista com a complexidade que sempre anunciou. O confronto entre Jimmy (Bob Odenkirk) e Chuck (Michael McKean, esnobado nas premiações), um caos psicológico encenado à feição do brilhantismo de Vince Gilligan, tanto intensifica a faceta dramática dessa relação, dolorosa, como justifica a caricatura de Saul Goodman: ela é abrigo do passado sombrio de Jimmy, além de realização grotesca de seu escape tardio à repressão do irmão Chuck. Uma jornada excruciante, sem vazão para finais felizes, e ainda assim brilhante. (Rodrigo Torres)

    14) Alias Grace

    Por ser outra adaptação de uma obra escrita por Margaret Atwood, muita gente vai querer comparar Alias Grace com The Handmaid's Tale (que não pode entrar na lista, infelizmente). Porém, não deveriam. A série criada por Sarah Polley é capaz de transformar um mistério real num estudo psicológico intrigante, que traz uma crítica poderosa ao sexismo e ao preconceito de classes. E que atire a primeira pedra quem não se arrepiou com a performance de Sarah Gadon. (Katiuscia Vianna)

    13) Catastrophe

    Hilária como sempre, Catastrophe (disponível no catálogo do GNT Play) retorna crua para o terceiro ano. A série conta a história de um casal, Sharon (Sharon Horgan) e Rob (Rob Delaney), que fica junto pelas forças do acaso quando ela engravida após os dois terem passado apenas uma semana juntos. Ele americano, ela irlandesa, Rob se muda para se dedicar à criança, e a partir daí a sequência de momentos insanos só cresce. Por abraçar uma família em plena idade adulta, ao invés de casais aos 20-e-poucos, Catastrophe é obscura, cheia de piadas sujas (talvez inesperadas, mas bem-vindas). Na terceira temporada, Rob e Sharon lidam com assuntos mais delicados que na segunda, um casamento abalado em vários sentidos, e assim a série utiliza um tom mais sóbrio que nos anos anteriores. Ela consegue ser dramática agora e hilária dez segundos depois. Como? Bem, aí só vendo… (Laysa Zanetti)

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Wanderley Sampaio
      PEAKY BLINDERS...... É daquelas série que você diz, porque não assisti antes? Eu passava por ela a três anos atrás e não animava assisti-la devido a fraca sinopse, bem quando resolvi ver já tinha 2 temporadas, quando comecei fiquei impactado, foi num sábado as 6 da manhã, assisti 10 episódios, e no domingo mais 10, e reprisei nas semanas seguintes, fui ao google e críticas só tinha em espanhol perguntei aos conhecidos que tinham netflix e ninguém conhecia, após recolher material resolvi entrar em grupos e a divulgar, digo mais com 70 anos e 65 que assisto e leio sobre cinema nunca vi algo tão bem produzido!!! Eu sou um fã enorme desta série. Uma maravilhosa paisagem industrial escura, ótima trilha sonora, personagens ricos que têm profundidade real interpretada por atores de qualidade, tudo na ordem de um ótimo roteiro e uma interessante linha do tempo. Você vê claramente as semelhanças com a série de alta qualidade dos EUA e eles foram para este mercado e há claramente muitos aqui que poderiam torná-lo uma série fantástica. longa duração .LIVERPOOL, Inglaterra - O Liverpool Olympia é mais conhecido como um local de música, tendo hospedado atos célebres como os Beatles e os Rolling Stones. Mas em uma manhã de junho, esse teatro de 112 anos foi transformado em um aparelho de TV para Peaky Blinders, o drama policial mais chique com uma marca cultural que é mais modesta em escala, embora talvez não em intensidade.Peaky Blinders tornou-se um sucesso cult para a BBC e a Netflix, atraindo fãs famosos como David Bowie e Leonard Cohen, que ofereceram músicas para sua trilha sonora, e discípulos de estilo inspirados em sua história de uma família cruel e implacável de Birmingham. era entre as guerras mundiais.Tommy Shelby é um personagem fictício, mas seus rivais Billy Kimber e Darby Sabini são muito reais.Embora se acredite que os Shelbys sejam baseados em uma família de gângsteres chamados os Sheldons, eles são completamente fictícios, mas os rivais de Tommy no programa não são. Billy Kimber, um criminoso de Birmingham, foi considerado um dos gangsters mais poderosos do Reino Unido na época, e é a principal inspiração para o personagem de Cillian Murphy. Charles Darby Sabini foi um dos rivais de Kimber, baseado em Londres e depois em Brighton. Sabini é também a inspiração do personagem Colleoni no romance de Graham Greene, Brighton Rock.Os atores que representam John Shelby e Michael Gray são irmãos na vida real.Finn Cole começou sua performance na série antes de seu irmão. Ele ajudou seu irmão Joe a gravar uma audição em vídeo em casa que mais tarde ele entregou ao diretor. Um par de telefonemas e reuniões depois, Joe já havia se juntado a seu irmão na série.David Bowie era um grande fã A série ganhou muitos fãs, e entre eles, algumas celebridades como o rapper Snoop Dogg e o falecido David Bowie, que supostamente enviaram a Steven Knight algumas fotos de si mesmo usando roupas do estilo Peaky Blinder. Knight disse que Bowie também enviou uma cópia de seu último álbum, Blackstar, uma semana antes de ser anunciado ao público.A maior parte do show é filmada em Liverpool, não em Birmingham.Birmingham mudou muito no século passado e não há muitos lugares na cidade que parecem o mesmo que os Blinders. A maior parte da série é filmada em Toxteth, Liverpool, enquanto outras cenas são filmadas em Londres. As cenas que foram filmadas na área de Birmingham foram filmadas principalmente no Black Country Museum.Eles fumam cerca de 3000 cigarros a cada temporada.Cillian Murphy não fuma, mas seu personagem Tommy - junto com a maioria dos personagens da série - fuma como uma chaminé. Em vez disso, Murphy usa cigarros de rosas de ervas. Os fabricantes desses cigarros informaram que usam mais de 3.000 cigarros a cada temporada.O ator Sam Neill, um dos protagonistas de Peaky Blinders.Sam Neill precisava da ajuda de Liam Neeson, o motivo? Seu sotaque.Sam Neill interpreta o inspetor Chester Campbell e enfrentou a autenticidade de seu sotaque da Irlanda do Norte. O neozelandês credita a Liam Neeson e James Nesbitt, com quem ele aperfeiçoou o dialeto de Ulster (província irlandesa) Peaky Blinders é acima de tudo um drama familiar, mostrando esses laços de sangue que amarram e protegem. Os irmãos Shelby incorporam o proletariado urbano deste ocidental industrial terrível e fantasiado. Eles ficam ricos, mas permanecem vivos nessas cidades negras e lamacentas da classe trabalhadora, neste ar irrespirável, mas nessas pinturas grandiosas que compensam um cenário às vezes áspero.Existem séries onde a fantasia e a realidade se fundem. Magia como mitos. Lancinante e inebriante. Séries que nos ensinam sobre a natureza humana mais do que qualquer livro de psicologia. Peaky Blinders é um deles.Sujo, podre por dentro, às vezes insuportável, esta série, a partir da caneta do seu autor Steven Knight ( Redenção , Locke ), consegue sublimar miséria humana.Flores de lótus também crescem e florescem na lama. E lama e flores, há em toda parte, aqui, no Birmingham pós-guerra de 14-18. Um drama histórico de qualidade com beleza plástica igual ao domínio da escrita e que é usado por um elenco de alto vôo.!!!
    • Wanderley Sampaio
      THE ALIENIST ....“Baseado no romance best-seller internacional de Caleb Carr, The Alienist é um thriller psicológico ambientado na Era Dourada de Nova York, em 1896, uma cidade de grande riqueza, extrema pobreza e inovação tecnológica. Quando uma série de assombrações, horríveis assassinatos de prostitutas se tornam frequência na cidade, o novo comissário de polícia Theodore Roosevelt convoca o psicólogo criminal – também conhecido como Alienist – Dr. Laszlo Kreizler (Daniel Bruhl) e o repórter do The New York Times John Moore (Luke Evans) para conduzirem as investigações em segredo. Eles são ajudados por uma equipe improvisada de personagens singulares, entre eles está a intrépida Sara Howard, uma jovem secretária da equipe de Roosevelt que está determinada a se tornar a primeira detetive de polícia da cidade de Nova York. Usando as táticas emergentes de psicologia e técnicas forenses, esse grupo de estranhos sociais entram de cabeça em um dos primeiros casos de assassinatos em série da cidade de Nova York.”
    • Wanderley Sampaio
      Fargo é uma comédia de humor negro americana-série de televisão de antologia de drama criminal criada e escrita principalmente por Noah Hawley . O série é inspirada no filme homônimo de 1996, escrito e dirigido pelos irmãos Coen , que atuam como produtores executivos da série ao lado de Hawley. A série estreou em 15 de abril de 2014, no FX , ] e segue um formato de antologia, com cada temporada definida em uma era diferente, e com uma história diferente e principalmente novos personagens e elenco, embora haja pouca sobreposição. Cada estação compartilha uma cronologia comum com o filme original.A primeira temporada , ambientada em 2006 e estrelada por Billy Bob Thornton , Allison Tolman , Colin Hanks e Martin Freeman , foi aclamada pela crítica. Ganhou o Primetime Emmy Awards por Melhor Minissérie , Excelente Direção , e Outstanding Casting , e recebeu 15 indicações adicionais, incluindo Outstanding Writing , outra nomeação para o Outstanding Directing, e indicações para os quatro líderes. Também ganhou o Globo de Ouro de Melhor Minissérie ou Filme Televisivo eMelhor Ator - Minissérie ou Filme Televisivo para Thornton.A segunda temporada , ambientada em 1979 e estrelada por Kirsten Dunst , Patrick Wilson , Jesse Plemons , Jean Smart e Ted Danson , também foi aclamada pela crítica. Ele recebeu três indicações ao Globo de Ouro, além de várias indicações ao Emmy, incluindo Melhor Minissérie, além de indicações para Dunst, Plemons, Smart e Bokeem Woodbine .A terceira temporada , ambientada em 2010 e estrelada por Ewan McGregor , Carrie Coon , Mary Elizabeth Winstead , Goran Bogdan e David Thewlis , estreou em 19 de abril de 2017. ] Ele recebeu uma recepção semelhante e recebeu indicações ao Emmy, incluindo Minissérie em Destaque. e nomeações para McGregor, Coon e Thewlis. Recebeu três indicações ao Globo de Ouro, por Outstanding Limited Series, e McGregor e Thewlis por atuação, com McGregor ganhando em sua categoria.A série está atualmente em um hiato estendido e FX anunciou em janeiro de 2018 que uma quarta temporada está em desenvolvimento e está prevista para uma versão de 2019.
    • Denilson Oliveira
      Pq Lucifer nunca está nas listas, é uma ótima série te faz rir e te preocupa ao mesmo tempo com o bem estar dos personagens
    • Um dois
      Só por isso? Olha não acho 13 Reasons Why a oitava maravilha do mundo, e curti bem mais Dark, na qual você citou (especialmente por ser fã de ficção cientifica). Mas uma série que aborda o suicídio, e que mostra que o suicida sofreu ou teve uma série de problemas pra se suicidar vale uma posição sim. A gente tá acostumado a achar que tudo é mimimi, que bullyng é frescura... Ás vezes nós tomamos atitudes egoístas, sem pensar no quanto ela afeta a vida de outra pessoa. Não que suicídio mereça ser vangloriado, mas merece sim ser discutido. E olha que a série poderia ser pior, imagina tratar de bullyng e suicídio citando jovens atiradores? São feridas da sociedade e que deixamos de lado, com medo de não termos respostas para tudo. Há muito tempo uma série não provocava tamanha discussão social, especialmente entre os jovens.
    • Alison
      13 Reason Why só entrou na lista pelo impacto e por destacar a importância de debater o suicídio né? Porque a série em si é bem arrastada e superficial. Mas fazer o quê. Um pena Dark ter saído logo no final do ano. Com certeza estaria no top 5.
    • Felix Moreira
      As melhores estão qui:Vikings,Game of Thrones e Into the Badlands.
    • André
      Got esta em qualquer lista das 5 melhores séries neste ano, menos nesta. Aliás, nem entre os 20 está. A grande maioria é da Netflix, nada contra, mais ta parecendo mais uma propaganda da marca.
    • Marina Avila
      Twin Peaks em primeiro lugar? Piada gente rs
    • Marina Avila
      Twin Peaks em primeiro lugar? Piada gente rs
    • gabriella
      eii, pq The Handmaid's Tale nao pode entrar na lista ??
    • Rafael D.
      THE LEFTOVERS merecia o primeiro lugar! Que série espetacular!Menção honrosa para Killjoys, Vikings e Scorpion
    • Julio Menegon
      Discordo completamente mona
    • Julio Menegon
      Pseh tbm nao entendi a palhaçada
    • Julio Menegon
      Mds e cadê Dark com todo aquele enredo incrivel, ou The OA que tem a história excelente, duas das melhores séries que eu ja vi
    • Ana Karina Lima
      Não!
    • Ana Karina Lima
      Só conheço dessa lista Stranger Things!
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Matérias especiais recomendadas
    Emmy 2019: Confira as apostas do AdoroCinema
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quarta-feira, 18 de setembro de 2019
    Emmy 2019: Confira as apostas do AdoroCinema
    As 30 séries mais aguardadas de 2019
    NOTÍCIAS - Produção
    terça-feira, 1 de janeiro de 2019
    As 30 séries mais aguardadas de 2019
    Retrospectiva 2018: Os melhores episódios de séries de TV
    NOTÍCIAS - Visto na web
    segunda-feira, 17 de dezembro de 2018
    Retrospectiva 2018: Os melhores episódios de séries de TV
    As 20 melhores séries de 2018
    NOTÍCIAS - Produção
    domingo, 16 de dezembro de 2018
    As 20 melhores séries de 2018
    Todas as Matérias especiais de séries
    Séries novas mais esperadas
    Watchmen
    1
    Watchmen
    Elenco: Regina King, Jean Smart, Don Johnson
    Aventura, Ficção científica
    Estreia
    20 de outubro de 2019 em HBO
    Todos os vídeos
    Irmandade
    2
    Irmandade
    Elenco: Naruna Costa, Seu Jorge, Hermila Guedes
    Drama, Suspense
    Estreia
    25 de outubro de 2019 em Netflix
    Todos os vídeos
    A Guerra dos Mundos
    3
    A Guerra dos Mundos
    Elenco: Gabriel Byrne, Elizabeth McGovern, Léa Drucker
    Drama, Ficção científica
    Estreia
    28 de outubro de 2019 em
    His Dark Materials
    4
    His Dark Materials
    Elenco: Dafne Keen, Ruth Wilson, Anne-Marie Duff
    Drama, Fantasia
    Estreia
    4 de novembro de 2019 em
    Todos os vídeos
    Novas séries mais esperadas
    Back to Top