Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Foi tudo verdade: 13 filmes que retratam os bastidores de reportagens investigativas
    Por Renato Hermsdorff — 22 de mar. de 2016 às 18:52
    facebook Tweet

    Ficção. Mas com os dois pés na realidade.

    Boa Noite e Boa Sorte (2005)


    “Ponto de vista” é outro conceito caro ao jornalismo. A regra básica é mostrar que cada caso tem (em princípio) dois lados (pelo menos). Foi cumprindo sua função, portanto, que o âncora de TV Edward R. Morrow (David Strathairn no filme) denunciou, nos anos 1950, as táticas “não verdadeiras” do senador Joseph McCarthy (no filme de George Clooney mostrado apenas em imagens de arquivo) e seu inflamado discurso contra o comunismo. O jornalista até convida o político para participar do programa, concedendo-lhe o direito de resposta, mas é intimidado em troca. O conflito público marcou o início da TV nos Estados Unidos, na era que ficou posteriormente conhecida como macarthismo. O filme foi lembrado em seis categorias no Oscar 2006.

    O Custo da Coragem (2003)


    É a história de Veronica Guerin (nome original do filme), vivida nos cinemas por Cate Blanchett (ela de novo!) Veronica é uma repórter investigativa de Dublin, capital da Irlanda, que publica uma matéria sobre os traficantes de drogas e chefes do crime mais poderosos da cidade. O artigo ganha forte projeção e a profissional passa a ser visada pelos denunciados, que a ameaçam e a seus familiares. A história já havia ganhado outra versão, em 2000, chamada Alto Risco (When the Sky Falls), protagonizada por Joan Allen, porém com o nome da personagem principal alterado para Sinead Hamilton, tudo por pressão dos acontecimentos iniciados com o assassinato da repórter.

    O Preço da Coragem (2007)


    "Coragem" é um dos termos preferidos dos tradutores brasileiros quando se trata de histórias investigativas. Em 2003, o chefe da sucursal do Wall Street Journal no sudeste asiático Daniel Pearl (Dan Futterman na adaptação para os cinemas, A Mighty Heart, no original) estava investigando a história de um homem-bomba na região, quando recebe uma pista quente que o leva à cidade de Carachi, uma das mais populosas do Paquistão. Mas ele não volta. Quem “assume” a trama, então, é Mariane (Angelina Jolie), esposa do jornalista, que resolve refazer os passos do marido. Ela escreve um livro sobre ele, com a intenção de apresentar o pai ao filho. Sim, quando Daniel desapareceu, Mariane estava grávida de seis meses.

    Os Gritos do Silêncio (1984)


    The Killing Fields (no original) tem como pano de fundo a guerra civil no Camboja, para onde o repórter do The New York Times Sidney Schanberg é enviado como correspondente. Lá, ele faz amizade com Dith Pran, intérprete e também jornalista, e os dois presenciam todo tipo de atrocidade. De volta para casa, o norte-americano ganha o prêmio Pulitzer pela cobertura, enquanto o companheiro, que permanece no Camboja, não tem a mesma sorte. A adaptação cinematográfica levou três dos sete Oscar a que concorreu, incluindo o de ator coadjuvante para Haing S. Ngor, o intérprete de Pran, primeiro asiático a vencer o prêmio da Academia. Indicado na categoria principal, Sam Waterston deu vida a Schanberg.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Os 20 atores de Hollywood mais temperamentais nos bastidores
    • Expectativa X Realidade: Como eram e como ficaram 20 mulheres reais retratadas pelo cinema
    • 10 filmes que dizem ser baseados em fatos reais, mas não são
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top