Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    A Recompensa
    Críticas AdoroCinema
    3,5
    Bom
    A Recompensa

    Soberba loucura

    por Lucas Salgado

    Dono de uma carreira repleta de pontos altos, com obras como O Talentoso Ripley, A.I. - Inteligência Artificial, Closer - Perto Demais e Sherlock Holmes, Jude Law já é um nome consolidado na indústria cinematográfica. E é por isso que deve-se valorizar o fato de, agora, aceitar um papel tão radical e tão bizarro como este em A Recompensa.

    A Recompensa - FotoO ator interpreta Dom Hemingway (que também é o título original do longa), um criminoso que acaba de sair da prisão e que vai atrás do dinheiro que lhe é devido por não ter dedurado um perigoso chefe do crime. Ele também busca uma forma de se reconciliar com a filha, embora não tenha o menor jeito para isso.

    Trata-se do personagem mais deplorável da carreira do ator. É um sujeito mau caráter e explosivo, capaz de agredir brutalmente até mesmo seus amigos. Também não possui controle sobre o que fala, produzindo uma quantidade infinita de palavrões ou falas pesadas por minuto. Para terem uma ideia, o filme começa com um monólogo que é quase uma ode ao pênis do personagem principal.

    A Recompensa possui muito estilo e consegue prender a atenção do espectador. Law cria um personagem fabuloso e consegue até protagonizar momentos de ternura e tristeza, muitas vezes seguidos de uma completa loucura, com direito a um insano consumo de drogas e álcool.

    A Recompensa - FotoCom trabalhos na série Girls e em filmes como O MatadorA CaçadaRichard Shepard realiza seu trabalho mais sólido como diretor. Ele é auxiliado por uma fotografia bela e repleta de personalidade, pensada por Giles Nuttgens. Outro destaque da produção é o figurino, com Dom Hemingway surgindo sempre estilizado, mas também passando um desconforto por causa das calças bem justas.

    Além de Law, que é o principal atrativo, o filme conta com boas presenças de Richard E. GrantDemian Bichir. Estrela de Game of ThronesEmilia Clarke interpreta a filha de Dom. A atriz não está mal, mas seu papel não é lá muito complexo.

    Está longe de ser um filme imperdível, mas que tem sim um grande protagonista e, por consequência, um grande papel principal. Conta com muitos momentos surtados e até outros mais doces. Trabalho soberbo de Jude Law.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top