Meu AdoroCinema
Festa no Céu
Críticas AdoroCinema
3,5
Bom
Festa no Céu

A morte, para crianças

por Renato Hermsdorff
A animação Festa no Céu é de um primor visual sem precedentes, uma explosão de cores e de luz, mas que que tropeça em um roteiro um tanto quanto rocambolesco.

O filme reúne uma espécie de dream team do cinema mexicano por trás das câmeras, ou melhor, dos sketches: é produzido por Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno) e dirigido pelo animador, seu conterrâneo, Jorge R. Gutierrez estreando no formato longo – e com trilha sonora do argentino Gustavo Santaolalla (vencedor do Oscar com as músicas de O Segredo de Brokeback Mountain e Babel).

Festa no Céu - FotoFeito por quem entende, a produção acerta em explorar os ritos referentes à celebração folclórica do dia dos mortos, evento tão tradicional quanto festivo para a cultura mexicana. Ganha pontos, de cara, por entregar um assunto tão original – e, em princípio, espinhoso – ao público infantil.

Essa cor local ainda é traduzida, literalmente, em um universo brilhante e propositadamente exagerado (no “figurino” dos rapazes, no penteado das moças). Aliás, em um universo só, não: em três. E é aí que, apesar de ser uma lenda daquele país, a história fica um tanto quanto confusa – e inflada de personagens.

Festa no Céu começa com grupo de crianças da pá virada que, como “punição” pelo mau comportamento, é obrigado a visitar o museu. É lá que a guia da instituição resolve percorrer um caminho diferente e apresentá-los ao "Livro da Vida" (o título original do filme é The Book of Life), o “manual” que contém todas as histórias.

Festa no Céu - FotoCatrina (voz de Marisa Orth na versão dublada) é La Muerte. Apesar do nome, ela é uma adorada deusa ancestral, que governa a Terra dos Lembrados. Ela é ex-mulher de Xibalba, o governante da Terra dos Esquecidos, um trapaceiro. Em uma visita à Terra dos Vivos (o terceiro mundo), eles fazem uma aposta, se aproveitando de um dos arranjos mais antigos da humanidade: o triângulo amoroso.

Se a jovem e bela Maria, filha da maior autoridade da cidade de San Angel, escolher se casar com o emotivo violinista Manolo, dá Catrina; se o preferido for o valente Joaquim (voz de Thiago Lacerda no Brasil), Xibalba passa a governar também o Mundo dos Lembrados. E aí, acontece um sobe e desce entre os planos de deixar o espectador tonto. Não são tipos propriamente clichês. Longe disso, aliás. Tem mais a ver com arquétipos, o que engrandece o filme.

Festa no Céu - FotoA trilha sonora é outro destaque, mesmo traduzida para o português: há divertidas versões mariachi de músicas pop de grande sucesso como “Creep” (Radiohead) e "Do You Think I'm Sexy?" (Rod Stewart).

No entanto, no quesito “surpresa”, a história de Festa no Céu é menos impactante do que a do primo-irmão A Noiva-Cadáver, outra animação ambientada em grande parte no mundo dos mortos. Apesar da temática (morte) e do vai e vem entre os planos, a produção de del Toro é mais voltada para o público infantil do que a criação de Tim Burton, pelo nível das piadas e apelo visual. Um belíssimo apelo, por sinal.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Cristiane O.
    O filme é realmente visualmente muito lindo. Cheio de cores, as crianças vão adorar, apesar de o filme não ser tão engraçado, como outros do gênero.
  • Janderson O.
    Considerei um dos melhores filmes no quesito 3D, que está presente no filme inteiro e apresenta varias camadas. Como o filme é muito iluminado, acaba compensando o efeito escurecedor do óculos.
  • Francisca M.
    O filme é muito bom, principalmente para crianças porque contém um visual repleto de cores que prende principalmente a atenção das crianças. Mas ele consegue também emocionar os adultos quando nos faz lembrar dos nossos entes queridos que já ñ estão mais entre nós, mas que precisam ser lembrados. Mostra também que o amor é fundamental em nossas vidas e que ele derruba qualquer obstáculo. Vale a pena assistir!
  • marcelo adriano v.
    assisti dia 2 de novembro,por coincidência a mesma em que se passa a historia segundo a naraaçao, e posso afirmar por já ter visto muitas animações que FESTA NO CEU e' sem duvida uma das melhores ,senão a melhor de todas disparada.As cores, as luzes,a trilha sonora incrível ,enfim todos os componentes da obra a tornam única, sensível,inteligente ,imperdível ,e acredito fortíssimo candidato ao oscar de melhor animação do ano.EXCEPCIONAL quem tiver a chance de ver ,que não a perca.
  • Lucas H.
    Esperava mais depois de ler sobre o mesmo, achei muito infantil, e muito musical. Cores e brilhos chamam a atenção! Filme recomendado para se ver apenas com crianças... mudei de sessao antes do fim e fui ver Drácula kkk ... este sim sensacional!!!
  • Abra?o N.
    Ele foi feito em 3D?
  • Ivan Sousa
    Cada vez mais eu me decepciono profundamente com as traduções de título em português.The Book of Life-para Festa no Céu?Bem complicado não é?Deixando essa má ideia de lado.Festa no Céu é mais uma animação produzida com o máximo de capricho possível.É sim bem diferente das animações que ano após ano,estreiam cheias de arte gráfica e tudo fica digitalmente lindo.Não que Festa no Céu não venha com esses recursos,mais os detalhes dos personagens são extremamente desconcertantes,e ainda assim bonitos.O filme começa com uma história contada,em passeio escolar em um museu da cidade.Onde todos irão viajar na boa aventura dos três principais personagens do filme.Mais só que isso tudo se passa nos dia 2 de novembro,dias dos mortos.Um bom dia pra se contar um conto de horror,mesmo que não seja inteiramente horror.Os personagens até que são extremamente divertidos,e eles como tinha que ser animam o filme.Onde irão de qualquer forma disputar o coração da jovem e bonita Maria,que é dublada pela a linda e também jovem Zoe Saldana.
Mostrar comentários
Back to Top