Meu AdoroCinema
Mesmo Se Nada Der Certo
Críticas AdoroCinema
4,0
Muito bom
Mesmo Se Nada Der Certo

Adoráveis perdedores

por Bruno Carmelo

Nesta comédia romântica, todos os personagens centrais são perdedores: Dan (Mark Ruffalo) é um produtor musical falido e pai divorciado, Gretta (Keira Knightley) levou um fora do namorado, Steve (James Corden) é um talentoso músico que vive das moedas que ganha na rua, Violet (Hailee Steinfeld) é uma adolescente pouco popular e ignorada pelos garotos da escola, sua mãe, Miriam (Catherine Keener) apostou tudo em uma paixão fugaz que não vingou. Mas ao contrário das grandes comédias de Hollywood, a ideia não é fazer com que se tornem famosos e vencedores, e sim garantir que encontrem satisfação na vida que têm. Esta é a primeira e bem-vinda originalidade de Mesmo Se Nada Der Certo.


Mesmo Se Nada Der Certo - FotoApesar do título genérico (o original, “Begin Again”, é igualmente medíocre), as situações são muito específicas, e o roteiro sabe trabalhar cuidadosamente com o seu grupo de artistas idealistas. São indivíduos politizados, defensores de utopias sociais, do tipo que dificilmente frequenta uma comédia romântica. Mas o diretor John Carney tem grande ternura por esses sonhadores, e nunca os trata como ingênuos. Uma prova é a bela cena inicial, contada de três maneiras diferentes: a primeira vez, pelos olhos externos do público, ainda sem contexto, depois, pelo ponto de vista de Dan, e por fim, pelos olhos de Gretta. Só assim o espectador pode reler o momento do bar de maneira completa, como um encontro tão improvável quanto essencial na vida dessas pessoas. Mais uma vez, nada de heroísmo, apenas o fruto do acaso.

 

A estrutura pode tender ao romance e ao melodrama, mas evita sabiamente esses dois caminhos. Não, ninguém vai aprender a ser uma pessoa melhor, não, ninguém vai se tornar milionário e reconhecido como o melhor de sua geração. As transformações são mínimas, internas, e dessa intimidade nasce o valor de Mesmo Se Nada Der Certo. Tamanha proximidade com os personagens se traduz em ótimas cenas, quando os atores parecem de fato estar se divertindo muito juntos, certamente com alta dose de improvisação nos gestos e diálogos. Os momentos em que Gretta e Steve compõem uma canção juntos, em um minúsculo apartamento, e quando Dan e Gretta compartilham o conteúdo de seus iPods, são encantadores. Knightley, Ruffalo e Corden atuam de maneira natural e convincente.

 

Mesmo Se Nada Der Certo - FotoA trama torna-se ainda mais corajosa por defender uma postura contrária ao sistema, aos artistas que se vendem por dinheiro. Adam Levine, cantor da banda Maroon 5, faz uma curiosa aparição como uma caricatura de si mesmo, um homem que troca a boa música artesanal pelo sucesso massivo com canções “pop de estádio”, como diz Gretta. O filme critica este homem, sua futilidade e ganância, preferindo a integridade de Dan e Gretta. Depois de tantas pequenas subversões do gênero, a conclusão é ainda mais surpreendente e emocionante, talvez a única capaz de honrar a integridade artística e emocional dos personagens.

 

John Carney, que já filmou tão bem a música em Apenas uma Vez, novamente constrói uma série de baladas folk que se representam com perfeição a vida dos personagens. O filme é adorável, as relações são plausíveis e os adultos em cena são muito mais complexos do que a maioria dos mocinhos e mocinhas de comédias dramáticas ou românticas. Mesmo Se Nada Der Certo é um destes raros romances agridoces, como (500) Dias com Ela e Amor e Outras Drogas, que ousam tratar os seus personagens como gente de carne e osso.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Bruno C.
    Pois é, Ionara. Outro título que os Weinstein chegaram a cogitar era bem melhor: "New York Melody". Muito pertinente, já que a cidade tem um papel fundamental na história...
  • Izabel F.
    Oi, também vi ontem no Playarte e o nome era "Can a song save your life?"
  • Mauro K.
    Maravilhoso, curti muito!
  • Luciana B.
    Filme Liindo! Doce, sensivel sem pieguismo e os personagens deliciosamente complexos. Sem duvida já é um dos meus filmes preferidos.
  • Felipe M.
    Assisti o filme,posso dizer que é ,sensível ,engraçado ,dinâmico e inteligente .Gosto de filmes que mostram a individualidade dos personagens contando historias resumidas .excelente .
  • Rosangela R.
    Adorei, excelente! Adoro música. Música são pérolas em nossas vidas. Sensível, inteligente. Trilha sonoro excelente!
  • Melina D.
    Excelente. Músicas maravilhosas.
  • Lucas D.
    Um comedia romântica sutil, bem elaborada com personagens que se pode considerar humanos e reais, nada comparado a outra comedias românticas por ai. A cena de abertura e genial, mostrando diferentes perspectivas de um fato ocorrido que liga os dois personagens principais. A trilha sonora e o grande personagens a ser destacado ela, conduz o desenvolvimento gradual do filme e da vida dos seus personagens ao londo de todo o filme. Gostei da aparição de Adam Levine, nada de muito especial, porém interessante.Mais vale destacar a trilha sonora, linda, cativante e com Keira Knightley fica tudo ainda mais bonito. Deixo aqui, o minha opinião vale a pena assistir, mesmo que no final fique aquele gosto de quero mais.
Mostrar comentários
Back to Top